Miguel Falabella

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira rj.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.


Miguel Fallabela (dois eles estão no lugar certo)?
Miguel Fallabela (dois eles estão no lugar certo)?
Odeio Anônimo pobre!
Nascimento Não sei.
Casa de uma Parteira
Nacionalidade Brasileira, Bandeira do Brasil Brasil

Cquote1.png Você quis dizer: Caco Antibes Cquote2.png
Google sobre Miguel Falabella
Cquote1.png Você quis dizer: Mário Jorge Cquote2.png
Google sobre Miguel Falabella
Cquote1.png Você quis dizer: Ruço Cquote2.png
Google sobre Miguel Falabella
Cquote1.png Experimente também: Miguel Falamansa Cquote2.png
Sugestão do Google para Miguel Falabella

Miguel Falabella (10 de outubro de 1956) é um ser canastrão multifacetado que faz inúmeras coisas ao mesmo tempo e nenhuma presta. Para quem não entendeu, isso significa que ele não faz porra nenhuma direito. Ele diz que foi o fundador do programa de pseudofofoca, ou fofoca educada da globo, o Vídeo Show, há controvérsias, se não conhece direito, pergunte à sua avó que ela vai saber como é com detalhes.

Descrição detalhada do espécime[editar]

Huuummm... gosto de cajuzinho.
Miguel Falabela gostou de você

Miguel Falabela, segundo ele mesmo, foi mesmo fundador desse programinha chinfrim Vídeo Show, que para se ter uma ideia de como é tosco, agora é apresentado por Angélica, uma ex-paquita, ex-pseudo-cantora, ex-pseudo-atriz, ex-gostosa, ex-chata... não, não esse último item ainda faz parte de suas facetas extraordinárias.

...mas, Miguel deixou esse legado pra mais um gordo dos tempos em que Malhação era realmente malhação (uma academia) e talvez por isso, nesse tempo você pode ver esse outro filhote de Miguel, não tão gordo nos vídeos antigos. Estranhamente, Miguel nunca engordou nem emagreceu demais, coisa que acontece com seus sucessores não se sabe porque.

...mas, claro que Miguel não fez apenas isso, ele não escreve peças, novelas e roteiros de filme, tipo: As Aventuras da Minhoca Feliz, e o filme Kakuzão no país da pobreza. Falando em Kako, esse parece ser seu personagem mais famoso pelo que comentam e ele fazia nas madrugadas de domingo juntamente com uma gordaça namorada do Chico Anísio que o resolveu ajudar no projeto, após o fim de seu estágio na Escolinha do Professor Raimundo. Ela, e mais uma mulher de nome Aracy Balabalaniam (acho que é isso), sua sogra, um Rock Lee sobrancelhudo e Tom Cavalcanti, aquele humorística com cara de picada de dengue e ex-da Record.

Kako, por sinal o próprio alter ego do Miguelzinho, era a única pessoa que não gostava de pobre no país. Sério mesmo: No geral ninguém gosta de pobreza mas, ele não gostava de pobre, a ideia é de que a criatura acaba por fazer parte, respirar e exalar à pobreza e dizem que ela tem cheiro de gambá soltando substância com toda sua potência mas, se assim fosse ninguém aguentaria respirar na Terra, porque 90% dos humanos são pobres mas, o bainho faz parte da rotina dos pobres felizmente. Ou seja, outro personagem sem noção e, que fez sucesso por falta do povo ter o que preste pra ver na tv.

Nascido em São Paulo e sendo carioca (...) Miguel busca na metrópole (qualquer das duas tanto faz), inspiração para suas peças e roteiros no geral, sua última atuação, e, mais caricata impossível, foi no enterro da amiga e ídala, a Marília Pera, quando iam fechar o caixão o Miguel desabou num choro histérico que só os viados meninos alegres sabem fazer, e pulou dentro do caixão gritando Marília me leve com você, foi a maior gafe, pois seus namorados também se jogaram em cima gritando desesperados "Miguelzinho queremos ir com você também!".

Ver também[editar]

v d e h
Teatro