Milícia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mafiapre.jpg Este artigo é criminoso!
Este artigo fala sobre um bando, uma quadrilha ou sobre um criminoso qualquer. Ele usa de sua influência nas forças armadas para praticar crimes numa boa e não paga impostos, pois é protegido pelo governo. Tem boa convivência com os populares, frequenta estádios de futebol apenas para fazer baderna e tem supostas ligações com a máfia.

Aviso: Alto nível de corrupção!

LadrãoIdiota.gif
Rioband.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.

Cquote1.png Você quis dizer: Máfia Cquote2.png
Google sobre Milícia

Cquote1.png Experimente também: Resultado da corrupção policial Cquote2.png
Sugestão do Google para Milícia
Cquote1.png Milícia é o caralho! O bagulho é Comando Vermelho porra! Cquote2.png
Zé Pequeno sobre milícia.

Um miliciano de alta periculosidade.

Milícia é qualquer grupo de homens armados que não fazem parte das Forças Armadas de um país, mas agem como se fossem militares. Simplificando: é como você ter pênis e não poder transar, os milicianos têm armas, mas o governo não os deixa controlar o território todo.

Conceito[editar]

Na Faixa de Gaza Brasileira, a milícia tem uma conotação diferente: são grupos armados compostos por policiais corruptos, bombeiros corruptos, políticos corruptos e até de marmotas corruptas! Eles geralmente tomam o poder de alguma favela antes dominada por traficantes e depois a transformam num resort para o crime. O advento da milícia foi um grande avanço na criminalidade carioca, visto que o combate ao tráfico já estava muito "manjado" e a população queria ver algo de novo; sem ser bala perdida e a prática arrastão. Policiais corruptos puderam se revelar para o mundo, mostrando que não prestam e serviços ilegais foram instalados nas comunidades, ou seja: todos saíram ganhando, com exceção dos antigos proprietários daquelas comunidades e dos familiares das pessoas assassinadas pelos milicianos.

A milícia (a principal tendo o apelido carinhoso de "Liga da Justiça") controla 75% da Zona Oeste do Rio, diminuindo a responsabilidade do poder público oficial de administrar esses fins de mundo.

Este artigo aqui tá uma porra!
Sabe o que acontece? Se não o aumentar vai ficar uma porra toda a vida!