Minas do Leão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
O leão dono das Minas da cidade Minas do Leão.
60px-Bouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Minas do Leão.

Minas do Leão é uma das grandes produtoras e mineiradoras do Rio Grande. São mais de 6.000 km² a cidade só no olhômetro.

Fundação[editar]

Muita confusão ocorreu quando a divisão de municípios ocorreu no Rio Grande e muitas cidades que eram grandes ficaram menores por causa que seus bairros e periferias queriam se separar (quem o diga Porto Alegre que ficou com a maior fatia de terra).

Um desses casos foi Minas do Leão que queria se separar de sua cidade por causa que eles conseguiam se sustentar sozinho sem precisar da ajuda da prefeitura.

Após terem liberado a fundação da cidade, todos da população ficaram felizes, mas o problema foi achar para quem vender tanto minério produzido. O resultado foi na quase-quebra da economia da cidade por causa da baixa valorização do... Da... Nem sei que minério eles vendem!

Ecologia[editar]

A cidade é muito ecológica, respeito ao meio-ambiente é seu sobrenome: com todas as usinas de carvão espalhadas pela cidade e também para abastecer as cidades vizinhas, a cidade faz emissão de 2 toneladas de CO2 por mês.

Ninguém acredita nesses dados, e é por isso que a cidade continua fazendo essa "barbaridade tchê!".

Compra[editar]

A compra da cidade resultou na sua mudança de nome. Antigamente ela era chamada de Mineiradores do Sul, mas depois que Emerson Leão comprou a cidade e desviou todo o lucro para sua conta bancária, cidade mudou o nome para Minas do Leão e começou a agir feito uma fazenda.