Minerês

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Mineirês)
Ir para: navegação, pesquisa
Cquote1.png Você quis dizer: Baiano 'encaipirado'? Cquote2.png
Google sobre Minerês

Cquote1.png Uai bi back Cquote2.png
Exterminador do Futuro sobre Minerês
Cquote1.png Cadê o cara brabo que come todo mundo? Cquote2.png
Carioca e ou paulista nervoso com medo de mineirin
Cquote1.png Tô só isperando ocê acarmar pra tchi carcar o ferro, sô! Cquote2.png
Minerin respondendo sobre Sexo
Cquote1.png ês pêns qui u ôns é dêis Cquote2.png
Eles pensam que o onibus é deles em minerês
Cquote1.png Po pô pó? Cquote2.png
Mineiro perguntando para outro mineiro se ele pode por pó
Cquote1.png Pó pô Cquote2.png
Mineiro respondendo ao amigo dizendo que sim
Cquote1.png But... why do you always say that "uai"? What the hell´s "uai"? Cquote2.png
Turista gringo visitando Minas Gerais
Cquote1.png Uai, sô! uai é uai, uai! Cquote2.png
Mineiro respondendo ao turista

Minerês
Minerês "Mneres"
Falado em: Minas Gerais
Total de falantes: obviamente a população mnerinha
Classificação genética: Latim
Proto-Itálico
Português Galáctico
Português
Brasileiro


Mineirês

SIL: MNR


Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Minerês.

O Mineirês (Mneres) é um dialeto do Português, falado em Minas Gerais e no Estado do Triângulo uai (mas não diga isso pra qualquer triangulino, porque muitos não gostam muito de outros "países"). Cê nunca ouviu falá, não ? Sê bêsta sô, vai istudá intão, uai! Vamo cabá cuessaprozalogoevamocaça um jeito de trabaiá!

Cquote1.png Fârrtaru cinc ûai ai pa ficâ cetîn uai Cquote2.png
Mineiro Paulista pensando que sabe falar mineirês corretamente

Origens[editar]

Como todas as línguas que, ao se desenvolverem no interior de um continente, perdem as influências da matriz, o português de Minas Gerais se distanciou do "S" alveodental carioca, que foi legado direto de Portugal, das vibrantes e líquidas dos paulistas que, foram legadas da Itália, e do "cantado" baiano, legado de inúmeros dialetos africanos. Resultou daí que, uma vez distante de tais influxos colonialistas, o mineiro inventou um jeito próprio de falar. O mesmo fenômeno pode ser percebido na língua Inglesa na Inglaterra, onde nas terras centrais das Midlands, alguém mais desavisado ao ouvir o Inglês de York Sure pensara ter chegado em algum país da Europa Central. O mesmo acontece com os mineiros: engolem letras, com preguiça de dizer o resto, possuem inflexões assustadoras e gírias absolutamente locais, mas a frase ganha em economia e sonoridade, e, claro, incompreensibilidade.

O Mineirês é facilmente reconhecivel por quem fala português (muito embora não entenda o que está sendo dito), e só sabe falar mineirês quem é mineiro. Uma interjeição foi legada da Inglaterra quando do governo de Pedro II, no expansionismo ferroviário brasileiro: com a Inglaterra sempre presente na implantação dos trens em Minas Gerais, o interrogativo "Why?" passou a ser falado como "Uai!" no mesmo sentido de "por que?", mas como interjeição. Se você reparar bem ao ouvir mineirês autêntico, poderá substituir os uai por interjeições de "por que?". Outro legado anglosaxão foi a própria palavra "train" que passou a figurar como "trem", uma ideia de qualquer amontoado de coisas (trem de pouso, trem de ferro, trem de doido).

As regras do uso da preguiça para cortar as palavras se assemelha a regra inglesa no interior da ilha: por exemplo, a frase inglesa "Do not forget to put on your flat cap", típica de York Sure, é normalmente falada com o som de "du no fogoh tu pa ton io fla ca", tal como as reduções do mineirês, o que deixa desesperados aqueles que achavam que sabiam falar inglês só torcendo a língua como os americanos. Esquisitamente, a mesma frase em ingles é falada em Minas Gerais com sotaque de Brighton, a terra da Rainha, na versão "Do Not forget to put on THY flat cap". Isso é principalmente devido as inúmeras escolinhas caras de inglês para menininhas e menininhos metidinhos que acham que sabem inglês até cairem na real.

Cquote1.png TREM COMPLICADU SÔ! CREINDOSPADI NUM INTENDI NADA! NADA MEIS!!! Cquote2.png
Mineiro mostrando sua extrema sabedoria após ler o texto acima

Estrutura falatorial/linguística - o diminutismo do mineirês[editar]

Os mineiros são, basicamente, a fusão de paulistas com cariocas (se é que isso é possivel, porque há ódio recíproco por ambos os povos). Entenda porquê:

▬ Eles possuem o 's' assoVIADO dos paulistas, como em 'seca', mesmo no final das palavras. ▬ Eles possuem o 'r' escarrado dos cariocas, como em 'ronco', mesmo no final das palavras. ▬ Eles tem a pressa do paulista, e a preguiça do carioca, o que gerou um dialeto quase incompreensivel, onde tudo é dito rapidamente e abreviado.

Os mineiros sempre foram conhecidos por seus hábitos sovinas austeros, ou seja, todo mineiro gosta de economizar em tudo que pode, principalmente nas conversas. Isso gerou o hábito milenar de cortar as sílabas das palavras para economizar saliva e tempo de pronúncia. Afinal para quê ficar falando uma palavra enorme, se é suficiente falar algumas sílabas principais?

Além da regra da preguiça fonética (o ato de cortar palavras), e com exceção do vocabulário elementar da língua (que será visto logo abaixo), o mineirês costuma se caracterizar pelo largo uso da regra do diminutismo, também chamada de diminutização prosal. O uso do dialeto é mais forte na região de Belorizonte e apresenta variações dentro do estado conforme cê vai deslocando.

De acordo com tal regra, toda palavra ou expressão que admitir seu uso no diminutivo será usada no diminutivo, sem exceções.

Exemplos palavras e expressões no diminutismo:

  • Quéu'ma carninh? = Quer um pedaço de carne pra pôr no pão de queijo?
  • Nó! Cuas cô cai cua cuia! = Nossa Senhora! Quase que eu caio com a cuia!
  • Peg'láum'copimp'cê = Pegue um copo pra você provar um pouquinho de café pra acompanhar com pão de queijo saído do forno agorinha mesmo
  • Quédáuavoltchindjicarro? = Quer dar uma volta no meu carro pra ver as belezas do meu Estado?
  • Põe log'es chinelu, minin = Ponha logo esse chinelo, senão você vai ficar resfriado e não vai poder comer pão de queijo!
  • Onq'pégu ôns? = Onde fica a estação rodoviária em que eu possa pegar um ônibus para uma padaria que tenha pão de queijo?
  • Quimulequi massensensnossão, sô! Que muleque mas sem "senso de noção" (expressão inteiramente mineira) porquê derrubou o pão de queijo no chão?!

Por esse diminutivo no minerês existe uma alteração da regra gramatical não existindo o gerúndio, sendo substituído pelo gerûno.

Exemplos de gerûno:

  • Cumênumtchiquim = Comendo pão de queijo
  • Cafezim = Pratica de comer pela 7º vez pão de queijo
  • Armuçânu = Almoçando (pratica pré "Cafezim")
  • Prantânoumtchiquim = Plantando um pouco
  • Coiênu = Colhendo umas ervas ali na horta pra fazer um chá bom pra receber as visitas
  • Iscutânu = Escutando moda de viola ou os cantalorar dus passarim
  • Vênu = Vendo (ver) us garziné correndo atrás das galinha
  • Vendênu = Vendendo (vender) pra fazer um pé de meia (mas nunca vão te contar isso)
  • Prusiânumtchiquim = Conversando um pouco pra passar as horas

O uso do verbo pronominal no minerês[editar]

O hábito de economizar saliva e tempo no minerês se aplica também ao uso dos verbos pronominais. Quem não é de Minas Gerais (ou não descende de mineiros) e ouve pela primeira vez um mineiro falando, tem a impressão de que o indivíduo faz uso, em sua fala, de verbos transitivos diretos e se esquece dos objetos diretos. É certo também que os goianos entendem perfeitamente o mineirês, visto que o goianês tem origens comuns com o dialeto mineiro, ambos surgidos em circunstâncias praticamente idênticas.

Na verdade, o mineiro e o goiano têm por costume utilizar os verbos pronominais suprimindo o pronome oblíquo átono que lhe deveria acompanhar para enfatizar quem praticou a ação. O hábito de engolir os pronomes oblíquos átonos que acompanham os verbos pronominais causa estranheza aos não-mineiros, pois isso não é comum em outros estados brasileiros. O indivíduo fica esperando o mineiro completar a frase, mas a frase já acabou.

Esse mau hábito é próprio de todos os mineiros, mesmo daqueles que fizeram graduação, uma dezena de especializações, mestrado, doutorado e pós-doutorado em língua portuguesa. Por esse motivo, muitas pessoas que vão a Minas Gerais acabam pensando: "Meu Deus! Será que sou eu que falo errado ou é todo mundo aqui nesse Estado?" Alguns não-mineiros que estudam em Minas Gerais até aderem ao hábito, pois pensam: "Até meu professor fala assim... não deve ser errado... eu que aprendi errado e falei errado a vida toda".

Exemplos de supressão do pronome oblíquo átono no mineirês:

  • Eu formei ano passado.

Quem não está adaptado ao mineirês se pergunta: "O que foi que ele formou ano passado?" Na verdade, o mineiro quis dizer: Eu me formei ano passado, pois quem forma, forma algo ou alguém, e se a pessoa forma a si mesmo, ela se forma.

  • Vai tê'ma festa'manhã, sô. Cê anima?

Quem não está adaptado ao mineirês se indaga: "Será que ele está me achando com cara de músico ou de palhaço? Pois, quem anima festa é músico ou palhaço." Na verdade, o mineiro quis dizer: Vai ter uma festa amanhã, amigo. Você se anima?

  • Cara, hoje d'manhã eu 'sustei.

Quem não está adaptado ao mineirês fica pensando: "Quem foi que ele assustou hoje de manhã?" Na verdade, o mineiro quis dizer: Cara, hoje de manhã eu me assustei.

  • Véi, eu vô ligá o som um poquim. Cê incomoda?

Quem não está adaptado ao mineirês fica pensando: "Porra! quem está incomodando é ele. Eu sou o incomodado nessa história!" Na verdade, o mineiro quis diser: Velho, eu vou ligar o som um pouquinho. Você se incomoda?

O verbo "Toco"[editar]

É o verbo mais importante dentro da classe gramatical mineirês. Existem especialistas que defendem a ideia que a sua importância para o mineirês é similar ao verbo "to be" para o inglês.

"Toco" é o verbo que exprime uma ação/vontade do próprio mineirin (de si mesmo para ele próprio!!).

Conjugação Verbal - nupresenti (exemplo):

Eu toco fome. cê taco fome. ele taco fome. nóis tamoco fome. ceis tãoco fome. ês tãoco fome.

"Toco" também exprime também alguns atos simples do mineirin:

Ele tocôfogo, ele tocôviola, ele tocônela, ele tocôuma (neste último caso há um belo exemplo de uma ação desesperadora do mineirin: ele tocôumapréla!)

"Toco" expressa também questionamento do mineirin:

Quem tocôneu? Quem tocôqüele? (Tem até um livro que vendeu horrores: "Quem tocônumeuquejo?")

É um verbo especial que não tem infinitivo (se você é burro provavelmente esqueceu que é aquela merda do "ar", "er" e "ir") e é pronuciado junto com a próxima palavra da frase.

Exemplo: Eu tocofome.

Vocabulário Elementar[editar]

Pronomes[editar]

  • "Eu" = Eu
  • "Cê" = Tu
  • "Êl' ou "Él'" = Ele ou Ela
  • "Nóis" = Nós
  • "Cêis" = Vós
  • "Ês" ou "És" = Eles ou Elas


Apresentações[editar]

  • Cuméquecêchama? = Qual o seu nome?
  • Doncêé? = De onde você é?
  • Oncêmora = Onde você mora?
  • Prondcêvai? = Pra onde você vai?
  • Cêéfidjiquem? =Você é filho de quem?
  • quifamiacêé? = Você é de qual família?

Vendo as Horas[editar]

  • Meidjiimei = Meio dia e meia
  • ũwaora = Uma hora
  • Duazora = Duas horas
  • Treizora = Três horas
  • Quatuora = Quatro horas
  • Cincuora = Cinco horas
  • Seizora = Seis horas
  • Setchiora = Sete horas
  • Oituora = Oito horas
  • Noviora = Nove horas
  • Deizora = Dez horas
  • Onziora = Onze horas

Cumprimentos[editar]

  • Djiia! = Bom dia
  • Taardj! = Boa tarde
  • Noitch! = Boa noite
  • Belêzz= Beleza?
  • Inté = Até logo
  • CôDeusss = Vai com Deus!
  • Benss (ou Bênçu) = A benção, minha mãe (ou meu pai).
  • Dêsabençôi (ou Dêstibençôi)(tibençôi) = Que Deus te abençôe, meu Filho(a). Vai com Deus!
  • Bãum? = Tudo bom?
  • Ôp! = Olá, tudo bem?

Pedindo Informações[editar]

Exemplo de sinalização de trânsito em minerês
  • Onquié = onde que é?
  • Oncotô? = onde que eu estou?
  • Proncovô? = para aonde que eu vou?
  • Oncêtá? = onde você está?
  • Quantsucusta? = quanto custa?
  • Quantquié? = variação de quanto custa?
  • Prônostam'ínu? = para onde nos estamos indo?
  • Causdiquê? ou Cadjquê? = Por qual motivo?
  • É logali? = é logo ali? (distância referente a 100 quilômetros mais ou menos podendo chegar a 150)
  • El'pass'qui? = ele passa aqui?
  • Qui trem é esse, sô? = o que é esse objeto?
  • Cessaciessiônspassnassavás? (escreve-se: Cê-ças'sses\'onz-pass'avas?)(em versão avançada, Essonbspassaváss?) = você sabe se esse ônibus passa na Savassi? = vossa senhoria saberia me informar se a Av. Cristóvão Colombo está incluída no intinerário desta linha de transporte coletivo público urbano sobre rodas?
  • Ondjiéopondiônz? = onde é o ponto de ônibus?
  • Tazóra? = "quantas horas?" (em português: "quanto atrasado estou?").
  • Qüantáujogu? = Qual o placar do jogo?
  • Aqui... = Introdução a qualquer pergunta. Ex: Aqui... Cessaciessionbspasnassavás?

Lugares[editar]

  • Tchidjiguerra = tiro de guerra
  • Pondjiôns = ponto de onibus
  • Pondjitács = ponto de táxi
  • Puliciviw = polícia civil
  • Bêradurri = próximo ao rio
  • Meidapráss = meio da praça
  • Djibadapontch ou Bádapôntch = de baixo da ponte
  • Trádaserra = atrás da serra
  • Rudjitrais = rua de trás
  • Rudumei = rua do meio
  • Alííí ou pertchim = depois de 2 ladeiras, 7 esquinas, 20 curvas, 5 ônibus, mais 6 quarteirões, 100 passos, você chega. O equivalente a um tchidjigarrucha (tiro de garrucha).

Fazendo Compras[editar]

Queij pros minêro é qui nem arroiz pro japonêis.
  • Quanquié ? = quanto custa?
  • Derreáu = Dez Reais
  • Baratchim = (deixa ver se eu adivinho quanto esse otário está disposto a pagar)
  • Lidjilêitch = litro de leite
  • Kidjicárn = kilo de carne
  • Mastumátch = massa de tomate
  • Pincumél = pinga com mel
  • Vidjiperfumi = vidro de perfume
  • Pasdjidentch = dentifrício
  • Iscôdjidente = escova de dente
  • Cadzopô = caixa de isopor
  • kadjfósfo = caixa de fósforo
  • Gradadserveja = engradado de cerveja
  • Bô di'míi = Bolo de milho
  • Denduforn = Dentro do forno
  • Carin, héin?! = muito caro
  • Uai, subiu? = o preço aumentou?
  • Doiçacu tá bão! = vou levar dois saquinhos
  • Inbrúia doisdoci preulevá = embrulha dois doces pra eu levar
  • Táquantu-u-abóbrão? = qual o preço dessa abóbora grande?
  • Cequé queijditábua ô queijdjeladera? = Você quer queijo de tábua (queijo curado) ou queijo de geladeira (queijo fresco)

A família[editar]

  • meufii = meu filho
  • miafía = minha filha
  • meutchi = meu tio
  • meusubrim = meu sobrinho
  • miamuié = minha esposa
  • miamiga = minha amante
  • miavó = minha avó
  • sôfii = sou (seu) f***o da p**a

obs: para todos os casos acima pode ser acrescido o sufixo "ducéu" quando indicar interjeição de grande espanto devido a acontecimento ou caso ligado ao interlocutor. Por exemplo: meufiiducéu!!!, miafíaducéu!!!

O Tempo[editar]

  • Trudjia = Outro dia desses ex: cumpádi manér teve aqui trudia)
  • djitardjinha = final da tarde
  • djintchirin = dia inteiro
  • Djinoitchinha = início da noite
  • Djiasânt = dia santo
  • sábdjaleluia = sábado de aleluia
  • Antontchi ou Antchiotem ou Ansdjiontchi = antes de ontem
  • trezontontchi = a três dias atrás
  • Séssetembro = sete de setembro
  • Sápassado = sábado passado
  • Sêsquivem = na próxima sexta-feira
  • Quióração = Que horas são?
  • Quádatardji = Quatro horas da tarde
  • Tá cum jeidchuva = (cansei dessa conversa besta e vou embora)
  • Quáisnahora = quase na hora
  • É rapidjim = vai demorar algumas horas ainda
  • Górinhamês = Daqui a pouco
  • Góracedu = Agora cedo
  • Góratardji = Agora durante esta tarde
  • Tárdanoitchi = Tarde da Noite
  • Meiidjíimei = Meio-Dia e Meia
  • Désminut = dez minutos

Então veja na prática um mineirim daqueis prosiano:

Cquote1.png Trudjia, achu qui era antontchi ou ansdjiontchi ou era sápassado? Minto. Nu séssetembru passado, cabei de lembrar! Bão quióração? Tá cum jeidjichuva, quánahora, dexoí, sêsquivem eu vóhto e nóis proseia mais um cadim. Cquote2.png

Conversa informal[editar]

  • Carliiim vem cumê torres!! = A mãe chamando o filho para comer torresmo
  • Nilsin meu fii vem cumê miii!! = A mãe chamando o filho para comer milho
  • Ê trem bão = Gostei disso
  • Vai cagá dji morro abaixo pra vê a bosta rolá = A pior e mais definitiva ofensa que se pode dizer a uma pessoa
  • Nossinhora = nossa senhora ('Nu!' em mineirês avançado...)
  • vacontáisprusprês = vai contar isso para os presos/quando você não acredita em alguém.
  • Cremdóspai = meu Deus!
  • cêtadoid= você está doido
  • oiaóra = olha a hora
  • trem doido = coisa boa (dependendo do contexto a tradução muda, podendo ser interpretada como algum tipo de evento fora do comum ou sem explicação)
  • cruzcred = modo de se benzer
  • Vixxxxxxx = Interjeição mineira de concordância ou espanto.
  • Doidjimais = doido demais
  • Onqueutô = onde eu me encontro por favor, estou meio perdido hoje...
  • Pópoun-poquin = pode colocar mais um pouco...
  • Óiuchero = olha o cheiro
  • Óssópcêvê ou Óprucêvê= olhe só para você ver
  • Tchissodaí = tira isso daí
  • Cê num some não pcê vê! = pode tirar o cavalinho da chuva OU "o que que esse imbecil tá achando que é?"
  • Fédazunha = Xingamento equivalente ao de baixo
  • Fédaputa = impressionante, grande, excepcional
  • Cê é muito fedaputa mémo, né?" = você é uma pessoa divertida, gosto de você
  • Uai = interjeição mineira de espanto: uai é uai, uai!
  • = Nossa Senhora, Mãe do Céu, Ave Maria!
  • = Nossa Senhora Aparecida do Perpétuo Socorro
  • Numdôconta = Não consigo, Não tenho capacidade de...
  • Nusga = Nossa Senhora Aparecida do Perpétuo Socorro Mãe de Deus e dos Pecadores
  • = Não é mesmo?
  • Mémo = Mesmo
  • guauzim ou quiném = ilgual, semelhante, parecido
  • Bão tamém! = com certeza, concordo com você OU ENTÃO "deixa eu ficar quieto para ninguém ver que eu falei besteira".
  • Bora? = vamos embora?
  • sucêfôeuvô = se você for eu vou
  • tô atrais docê = vai primeiro, que vou depois ou "estou te procurando"
  • Fássunão = Não faça isso.
  • Pacarai = Pra Caralho.
  • Padaná = idem ao anterior
  • Obichopegano" = adjetivo. Alguma qualidade que a pessoa quer usar mas ignora o nome ou esqueceu ou sabe mas usa assim mesmo pra dar mais intensidade. Exemplo: O Zidane é obixopegano.
  • logdjicara = já no início
  • Op! = Olá!
  • Cuméqsevai?" = Como vai você?
  • xôcabádjicopiá?" = Me deixa acabar de copiar?
  • vamu picá mula?" = Vamos embora que isso está ficando muito chato
  • Vemcá (ao telefone) = Preste atenção em mim, pode também ser substituído por "olhaqui".
  • óp'cêvê (olha para você ver) = Expressão muito comum, pode expressar incredulidade, espanto ou um pedido de atenção seguido de uma explicação(como o "vemcá").

Dentro de casa[editar]

  • Dendapia = dentro da pia
  • Tapuraí = procura que você acha, seu preguiçoso
  • dBadapia = debaixo da pia
  • Tradaporta = atras da porta
  • dBadacama = debaixo da cama
  • Dentduforn = dentro do forno
  • cimadacama = encima da cama
  • ladjiládapia = do lado de lá da pia
  • Nucandjicádasalaó = no canto de cá da sala, veja aí!
  • Ó! = Veja!
  • Pópôpó = pode por pó ( pó de café)

Geografia[editar]

Localidades em Belo Horizonte (uns lugá dji Belzôntchi)[editar]

  • Cendacidad = Região central da cidade
  • Prédbalâns'manuncai = Prédio balança mas não cai
  • Fêmigê = Universidade Federal de Minas Gerais
  • Prásdaliberdadji = Praça da Liberdade
  • Rugoiais = Rua Goias
  • Coréu = Coração Eucarístico
  • Beagaxóp = BH Shopping
  • Dáimo = Diamond Mall
  • Bulevá = Boulevard Shopping
  • Belvedé e Lurds = Lugar Chique
  • Lâmbique = Alambique (apesar do nome, é uma boate)
  • Pégsiôns quieipassanasavass = Informação sobre o numero do ônibus que chega na Savassi
  • Ruduminduim = rua do Amendoim
  • Prásdupápa = Praça do Papa
  • Prástação = Praça da Estação
  • Palássdazarti = Palácio das Artes
  • Palássduguvernu = Palácio da Liberdade
  • Patsavass = Shopping Pátio Savassi
  • Venidamazôns = Avenida Amazonas
  • Veniduzândrada = Avenida dos Andradas
  • Veniducontornu = Avenida do Contorno
  • Venitôniocars = Avenida Pres. Antônio Carlos
  • Vialvscabralconspirtsan = Esquina da Avenida Álvares Cabral com Rua Espírito Santo
  • Viisprés = Via Expressa
  • Vilarim = Fim de BH
  • Saváss = Savassi
  • Augusdjilima = Avenida Augusto de Lima
  • Fônsupena = Avenida Afonso Pena
  • Catalão = Avenida Presidente Carlos Luz
  • Rudzotôni = Rua dos Otoni
  • Ruduôru = Rua do Ouro
  • Sãgustin = Santo Agostinho
  • Olegámaciel = Avenida Olegário Maciel
  • Pádpedpin = Rua Padre Pedro Pinto
  • Pádparaíz = Rua Padre Paraíso
  • Pádeustáquil = Rua Padre Eustáquio

Termos característicos[editar]

  • Foirgo = fôlego.
  • Tonto(a) / Loncho / Bicudu = Pessoa Bêbada.
  • Dêdjiprósa = Dedo de prosa = Também conhecido como papo, conversa.
  • Cadê? = Quédê(não existe essa palavra, ném pra mineiro.) - onde está? onde fica? para onde foi? (alguma coisa assim)
  • Golim = pequena porção de líquido - Tomá um golim!(Normalmente de Pinga)
  • Fórfi / Fósco / Fósqui = fósforo.
  • Córgu = riacho - Fumu nadá nu cóirgo lá na roça!
  • Cascô fora = "vazô na braquiara" = "rachô no cabirová" = fugiu - cascô fora na hora da briga!
  • Friagi = frio intenso.
  • Núvia ou "nuvi" = nuvem.
  • Deuso ou "deusducéu" (será que tem Deus em outro lugar?) = Deus.
  • Passupretu= ave de cor negra.
  • Bandjibicha = torcida do Atlético ou Cruzeiro (depende de quem fala).
  • Xeidasnovíora = cheio de detalhes, cheio das "nove horas"
  • MariazédeusTáquio = sua tia
  • Zé Dendágua = Um Mané,vulgo "Zé Dentro Da Agua"

Vocabulário Avançado[editar]

  • Trem = palavra coringa (ou Substantivo Indefinido), que pode ser usada para substituir qualquer outro substantivo concreto ou abstrato (exceto quando se referir a meio de transporte de via férrea, neste caso é troço ou tremdjiférru)(também muito usado no goianês)
  • Propóz = Propósito, "Eli Feiz dji propóis"
  • Saudádocê-sô = Que saudade de você, amigo!
  • Sumíid'uai = Faz um longo tempo que eu não te vejo, meu amigo!
  • Pópôpó = pode pôr o pó?
  • Pópô = pode pôr
  • Baum que chega = bom de mais
  • ficumjiló= fígado com jiló
  • Poquim = Pouco.
  • Tiquimdjinada = Economiza! Ou "poquim" de nada
  • Nossinhóradábadjia = Nossa Senhora da Abadia
  • macarrão áiói = macarrão alho e óleo.
  • Vôli voltogurinhameis" = vou ali e volto daqui a pouco.
  • Vamuintrápadentru = Vamos entrar para dentro.
  • Udjisgramáleu úbiêti = O filho de uma pura mãe leu a mensagem que era só para você ler.
  • Djizamãe = a mãe sempre fala que...
  • Lánacadavó = Na casa de minha avó.
  • Módjiviola = Moda de viola ou musicão.
  • Vôdjibiscléta = Eu vou de bicicleta.
  • Tijãocordôcedjim = O tio João acordou cedinho.
  • Djintchirínzin = O dia inteiro mesmo
  • Djintchirimbebim = Passei o dia inteiro bêbado.
  • Pátchingumtuitábum = Ipatinga 1 x 1 Ituiutaba.
  • Iscutânrádju = ouvindo a emissora de rádio.
  • Racheinocabirová = fugi.
  • Gólindjipinga = golinho de pinga.
  • Espênsquessônsédês = Eles Pensam que o Ônibus é deles.
  • Êssquecêru = Eles esqueceram
  • Acámiafia = Olha aqui minha filha
  • Tôtontim = Estou tontinho(a) - não importa o gênero.
  • Tôtontimdjísono = Estou com muito sono.
  • Rachei us bico ! = ri demais.
  • Tô na Broca ! = Estou morrendo de fome.
  • Tôgarrádo = Pode ter a certeza que vou.
  • Nêinfudeno = Mas de forma alguma, cavalheiro.
  • Precissconssácocê = Preciso conversar com você
  • Muntei no 18 = Saiu correndo
  • Ondéquepatingatá? = tradução: Onde fica Ipatinga? ("lá atrás... Rá!")
  • Décedo = Ainda é cedo vou fazer café e aqui não tem pão véio não viu.
  • Réda pra lá = Chega pra lá.
  • Réda pra cá, homi! = Chega mais, marido, que hoje eu não estou com dor de cabeça.
  • Chêpracá = Vem pra perto de mim
  • Ôuuá sô...tô fora = Credo! De jeito nenhum
  • Rachei us bicu = Eu ri demais da conta.
  • Núúúúú!!! = Nossa, caramba, o que é isso!
  • Ieu vô tiligá! = Eu vou te ligar, mas pode esperar sentado porque de pé cansa. Você tem que ligar para mim!
  • Mércumpróps = Mel com Própolis
  • = Nossa Senhora da Aparecida
  • Quistôçomós = Esquistossomose
  • Colé véi = Qual é a novidade, meu bom e velho amigo?
  • Imbá'dubrass = Embaixo do braço
  • Viu = Você entendeu? Ou confirmando, entendi.
  • Cum borra = Em grande quantidade. Exemplo: Chuveu cum borra = Choveu muito.
  • Mêdjiítanto = De 12:35 para cima - Pode ser usado para outro horário como 13:40 e por aí vai.
  • Mêdjiípoquim = Menos de 12:30 - Ou seja 12:25 - ver item acima.

Anatomia, Medicina e Patologia[editar]

  • Dênóidji = Adenóide
  • Tchiróidji = Tireóide
  • Dôdjistômb = dor de estômago
  • Figu = Fígado
  • Güéla = Laringe
  • Juêi = Joelho
  • Purmão = Pulmão
  • Stâm'u = Estômago
  • Tistim = Intestino
  • Tétu = Tétano
  • Tímpo = Tímpano
  • Tiríça = Icterícia
  • Zói = olhos
  • Zorêia = orelhas
  • Zumbigu = umbigo
  • Zuvidu = ouvidos
  • Ursa = úlcera
  • Azúrsa = as úlceras
  • Sífs = Sífilis
  • Pátiti = Hepatite
  • Nimía = Anemia
  • Toporósi = Osteoporose
  • Párcssu= Mal de Parkinson
  • Veiêra = patologias geriátricas
  • Bistétra = Obstetra
  • Fermêra = Enfermeira
  • Uspitár = Hospitais
  • Pisquiát = Psiquiatra

Algumas obras famosas lançadas em Minerês[editar]

Cada vez mais a grande mídia, atenta ao crescimento do uso do minerês no estado de Minas Gerais e no mundo, vem lançando os principais filmes, livros e outras mídias, com versões disponíveis nesse idioma (legendado e dublado).

Abaixo a lista de algumas obras famosas já lançadas com versões em minerês.

  • A Nuviça Reberde (The Sound of Music)
  • A Muié dji Vremêi (The Lady in Red)
  • A Pôndu'rii Cai (The Bridge on the River Kwai)
  • Adondji us fracu num tem veizi (No Country for Old Men)
  • Alisdjichindlê (The Schindler's List)
  • Ajuntanu as Percupação Tudo (The Sum of All Fears)
  • Armagedão (Armageddon)
  • An's dji batê as bota (The Bucket List)
  • Biêti Premiadu (Lucky Numbers)
  • Cidáduzanju (City of Angels)
  • Chêro dji Muié (Scent of a Woman)
  • Corre Qui Us Ômi Tão Vinu Aí Sô (The Naked Gun: From the Files of Police Squad!)
  • Coné (Con-Air)
  • Dji Vorta P'Futuru (Back to the Future)
  • Djii dji truvuada (Days of Thunder)
  • Doidjimais da Conta (Mad Max)
  • Dois Fii dji Chico (Dois Filhos de Francisco)
  • Onzi Ômi i um Sigredjim (Ocean's Eleven)
  • Dozi Ômi i ôtro Sigredjim (Ocean's Twelve)
  • Durdjimatá (Die Hard)
  • Faiz festa cum's lôb' (Dances With Wolves)
  • Furmuzura das Gringa (American Beauty)
  • Gódófor (God of War)
  • Rúrquio (Hulk)
  • I u Vendavár Levô (Gone With The Wind)
  • Imêi Procê (You've Got Mail)
  • Isqueceru d'eu aqui, sô! (Home Alone)
  • Ispártacu (Spartacus)
  • Eita, min'nossinhora! Bateu! (Crash)
  • Lula o fii du'Brasir (Lula, o filho do Brasil)
  • Mió Impussivi (As Good as It Gets)
  • Missãu Impussíve (Mission: Impossible)
  • Motoquêru Assombraçãum (Ghost Rider)
  • Muié Djiôro (Million Dollar Baby)
  • Notrudjia (The Day After)
  • Nus tempu du Guméx (Grease)
  • Óia procê vê quem tá pruzianu! (Look Who's Talking)
  • Ôio dji Cobra (Snake Eyes)
  • Ômi-Aranha (Spider-Man)
  • Ômi dji Ferru (Iron Man)
  • Ômi Chuva (Rain Man)
  • Ômis dji Pretu (Men in Black)
  • Ômi Mussêgo (Batman)
  • Ômi Mussêgo contra u Ômi Pingüim (Batman Returns)
  • Ômi Mussêgo mostra o rêgo (Batman Forever)
  • Ômi Mussêgo vira viadjim (Batman & Robin)
  • Ômi Mussêgo Biguins (Batman Begins)
  • Ômi Mussêgo - U Cavalêro da Iscuridaum (The Dark Knight)
  • On'cê vai, sô? (Quo Vadis)
  • Pra o 'fessor cum carinhu (To Sir With Love)
  • Parqui dus Djinussauru (Jurassic Park)
  • Péguêu s'ocê pudé(Catch Me If You Can)
  • Percuranoemo (Finding Nemo)
  • Pupifico - Tempo dji Braveza (Pulp Fiction)
  • Quéiss', Cumpadji? (O que é isso, Companheiro?)
  • Ratatú (Ratatouille)
  • Recoque (Hancock)
  • Róbiúdji (Robin Hood: Prince of Thieves)
  • Risca-faca nu ispaçu (Star Wars)
  • Iscáfeis (Scarface)
  • Stauó (Star Wars)
  • Tópigãum (Top Gun)
  • Toró (Twister)
  • Trem dji Doido (Runaway Train)
  • Trem Pirigosu (Lethal Weapon)
  • Trezéns Dsparta ((300))
  • Trudjia djipôi damanhã (The Day After Tomorrow)
  • U Contadô dji Causo (Forrest Gump)
  • U Códavinssi (The Da Vince Code)
  • U Devogadu du Coisa Ruim (The Devil's Advocate)
  • U Ômi Intiligenti (A Beautiful Mind)
  • U Ônz Doido (Speed)
  • U Isterminadô du Futuru (Terminator)
  • U Mágicu dji Ó (The Wizard of Oz)
  • U Mulequi Incapetadu (Problem Child)
  • U Murim (The Wall)
  • U Musquitim (The Fly)
  • U Rei Liãum (The Lion King)
  • U Sessintidu (The Sixty Sense)
  • U Sigredjim (The Secret)
  • U Silên's dus'Inucenti (The Silence of the Lambs)
  • U Sinhô dus'Anéu (The Lord of the Rings)
  • U Úrtimo Samurai (The Last Samurai)
  • Um lugá qui o povo chama dji Morro du Nada (Nothing Hill)
  • Um djii dji braveza (Falling Down) com Migué Dorgra assista o trailer aqui
  • Uma Armadjía pra Rogériu Cuêio (Who Framed Roger Rabbit)
  • Us Caçadô du Baú Sumidu (Raiders of the Lost Ark)
  • Us Carbói Viado (Brokeback Mountain)
  • Us Causo dji Nárnia: U Lião, a Macumbera i u Guarda-Ropa (The Chronicles of Narnia: The Lion, the Witch and the Wardrobe)
  • Imbanana Djioni i u Casarão da Pirdjiçãum (Indiana Jones and the Temple of Doom)
  • Imbanana Djioni i a Úrtima Percurada do Copim dji Jisuis (Indiana Jones and the Last Crusade)
  • Us Imbalu dji sáb'dji noiti (Saturday Night Fever)
  • Us Incríve (The Incredibles)
  • Us Intocávi (The Untouchables)
  • U Ômi Uço (Grizzly Man)
  • Us Rii Vremêi (Les Rivières Pourpres)
  • U veím i u má (The Old Man and the Sea)
  • U povu qui cunheci tudo mundo (The Social Network)
  • U Profiçonau (Léon:The Professional)
  • U Manda-Chuva da Famíia da Máf'a (The Godfather)
  • U Cumedô (Predator)
  • Us Sinár (Signs)
  • Us gáio da raiva (The grapes of wrath)
  • Uóle (Wall-e)
  • Uóxmê (Watchmen)
  • Us Papelório Xis: Eu tô querenu cridjitá! (The X-Files: I Want to Believe)
  • Vaquêrus du ispaçu (Space Cowboys)
  • Vixi! (Wow)
  • Xereca (Shrek)

Exemplo de texto[editar]

(leia com pausas somente nos pontos)

Esturdjia cumpai Tumé contô qui u Zé chegô tardji in casa tontchim qui nem gambá moiadu i a Maria num quissabê djicunversá e sentô a mão na cara du infiliz. Ele inté qui quis djizê qui tava trabaianu inté mais tardji mas uns cumpanhero de sirviço tinha passado preguntanu pru ele. Ah, vixe santa o Zé ficô djirrubado i apanhô inté debacho duis suvaco. Deu no rádjindagorinhamês. Cê iscutô? Ela inté falô qui vai largá deli.

Tradução:

Um dia desses o compadre Tomé contou que o José chegou tarde em casa, bêbado como um gambá, e a Maria não quis saber de conversa e lhe deu um tapa no rosto. Ele até tentou dizer que havia estado trabalhando até mais tarde, mas uns colegas de trabalho haviam passado perguntando por ele. Ah, Santa Virgem! O José ficou deprimido como quem levou uma surra daquelas que fica doendo até nas axilas. Deu no rádio agora mesmo. Você ouviu? Ela até disse que vai se divorciar dele.

Um exemplo mais extremo (Mineirês de Barbacena)

Sapassado era sessetembro taveu na cuzinha tomanu ua picumel e cuzinhano um kidjicarne co mastumatchi pra fazê ũwacarronada coa galinssada. Quascaí de susto, quano ouvi u barui vindjidenduforno, pareceno um tchidjiguerra. A receita mandopô midjipipoca denda galinha prassá. U forno isquentô, mistorô tudjim e o fiofó da galin ispludjiu!! Nossinhora! fiquei branco quinein u lidjileitch. Foi um trem doidjimais!! Quascaí dendapia! Fiquei sensabê doncovinha, proncoía, oncotava e queimcoéra.

Óiprocevê quelucura!!! Grazadeus ninguém simaxucô!

Tradução:

Sábado passado (eram sete de Setembro) eu estava na cozinha tomando uma pinga com mel e preparando um quilo de carne com extrato de tomate para fazer um macarrão com galinha assada. Quase caí de susto quando ouvi um ruído que vinha de dentro do forno, parecendo artilharia de guerra. A receita dizia que era para pôr milho de pipoca dentro da galinha para assar. O forno esquentou, o milho estourou e a cloaca da galinha explodiu. Nossa Senhora! Fiquei branco como leite. Foi algo muito estranho. Quase caí dentro da pia. Fiquei sem saber de onde vinha, para onde ia ou onde estava. Veja só que loucura. Graças a Deus ninguém se feriu.


[Um mineiro é tao mineiro que... quando vê um Trem de ferro (locomotiva, ou como preferirem) ele fala com a esposa...

ô muié pega os trem ai ki a coisa inveim lah!!!]

Gastronomia[editar]

Macarrão mineiro ao "áiói"[editar]

Gridienti:

  • 5 dendi ái
  • 3 cuié di ói
  • 1 cabêss di repôi
  • 1 cuié di mástumati
  • sár agosto

Modifazê:

  • casca o ái, pica o ái, i soca o ái cum sár
  • qüenta o ói na cssarola
  • foga o ái socado nói quenti
  • pica o repôi beeeeemmmmm finin
  • foga o repôi no ói quênti juntucuái fogado
  • póim a mástumati i méxi cuá cuié pra fazu môi

ficuma dilíça cumelete! Mió intão cumpanhado cum SÓDINHA!

Bolindipoirvíi[editar]

Gridienti:

  • 1 quiludipoirvíi (um saquin mem dá) e meidifubá
  • doizóv
  • 1 litileite
  • 1 cuié di mantega
  • sárzinho pamódi dá um gosto (umas treis cué)
  • meilidágua

Modifazê:

  • premero ligá o radin na rádia...módivióla di preferença
  • tocá o til dibadamesa e as crians tuparrua
  • bota a água pra quentá
  • mistura tudo num vaziame, asdepois bota a água pelando di quenti
  • sóca tudo
  • inróla us bolin e frita nu fugão à lenha em ói quenti.

É bão cum dossdileiti tumen!!!

Môi di carnimuida di Repôi nu Ai i Ói[editar]

Gridienti:

  • 5 Den di ái
  • 3 cuié di oí
  • 1 cabêsss di repôi
  • 1 cuié de mastumati (sali a gosto)
  • sá agosto

Góra si ocê qué sabê cumé qui fais – préstenção - nota aí:

Pega o negóss de soca aí, casca u ái, pica u ái e soca o ái cum sali. Quenta o ói inté ficá quintin; foga o ái. Pica o repôi bemmm finimmm, fóga o repôi. Poim a mastumati, Mexi cá cuié pra fazê o môi. Dêxa fervê um cadiquimmm só, qui é pra módi ingrossá o cárdu e dá sustança. Prontin. Agora é só cumê.

O trem é bão dimais, mais cuidado sô, é bão soprá sinão ocê Vai quemá us beiçu. O negóço desce queimando guéla abaxu. Isturdia mêss méu cumpadi hizé sapecô a língua inté istalá o zói di ardê. Bão dimais!!! Prendi com a cumadi bastiana lá pras banda di Congonhá. Até casei cuadanada!

Falantes Ilustres[editar]

Exemplos didáticos[editar]