Minos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Greece-flag copy.jpg "ΑΝΕΓΚΥΚΛΟΠΑΙΔΕΙΑ Η ΘΑΝΑΤΟΣ!!!"

Re, este artigo é grego! Ele come churrasco grego, joga tudo na janela do carro quando acaba e gosta de ganhar de Portugal na Eurocopa, além de estar endividado pra caralho.

10413.gif

Minos fez pacto com o CAPETA!
Então é melhor nem se meter com esse artigo, senão o capeta vai atrás de VOCÊ!!!

Cquote1.png Você quis dizer: Minion Cquote2.png
Google sobre Minos

Minos quando ganhou sua armadura de Grifo.

Cquote1.png Olá irmãozinho! Cquote2.png
Kratos sobre Minos
Cquote1.png Trabalha pra mim! Cquote2.png
Hades sobre Minos
Cquote1.png Pra mim também! Cquote2.png
Lúcifer sobre Minos
Cquote1.png O meu segundo preferido! Cquote2.png
Zeus sobre Minos
Cquote1.png Meteoro de Pégasos! Cquote2.png
Seiya sobre Minos
Cquote1.png Mandei pro saco! Cquote2.png
Dante (Dante's Inferno) sobre Minos
Cquote1.png Meu filhinho, você vai me deixa ir pros campos Elísios, não vai? Cquote2.png
Europa sobre Minos
Cquote1.png Pro Tártaro! Cquote2.png
Minos sobre qualquer um
Cquote1.png Tô fudido! Cquote2.png
Édipo Rei sobre Minos

Minos era o rei de Creta, filho de Zeus e da princesa fenícia Europa. Como ele era um grego dos tempos antigos, sua idade seria desconhecida, porém se usarmos uma calculadora, ele teria cerca de 514,54454.16 mil anos. Ele pode ser velho pra caralho, mas seu reinado não durou tanto já que assim como todo rei, sempre vai ter algum boicote pra fuder o cara e tomarem sua coroa.

Outros reis tinham nomes parecidos com o de Minos, como por exemplo: Menés do Egito, Manos da Germânia, Manu da Índia e Mion da Record; só pra deixar sua origem ainda mais confusa, mas graças a Wikipédia internet, nós conseguimos juntar todas as informações sobre Minos.

Origem[editar]

Europa dando uma fugidinha com Zeus.

Como citado no início, Minos era filho de Zeus com Europa, que era filha de Agenor com alguma rapariga que ele comeu quando estava bêbado. Zeus se transformou em um touro pra comer Europa, ao qual era adepta a prática de zoofilia e não ofereceu resistência, pelo contrário, ela adorou (safada!)

Só que Agenor, pai dela, tinha sabido que a filha fugiu pra altas putarias, então, ele enviou seus outros filhos atrás (humm!) dela. Só que os coitados ficaram perdidos no meio do caminho, e pra não perder viagem, cada um deles abriu um cabaré. Enquanto isso, a princesinha do papai decidiu ficar em Creta e parir os garotos por lá mesmo. Lá ela teve três filhos: Minos, Sarpedão e Radamanto, aos quais foram todos criados por um otário chamado de Astério, rei de Creta, que assumiu os pirralhos como filhos.

Minos após alguns dias no inferno ficou mais feio que o Ronaldinho Gaúcho.

O novo manda chuva de Creta[editar]

Após a morte de Astério, Minos e seus irmãos entraram em uma briguinha familiar por um motivo desconhecido. Alguns dizem que era porque os irmãos estavam apaixonados por um cara, e esse cara só escolheu um deles (surpreso? você sabe que os gregos eram ou do lado roxo, ou do lado rosa da força). Outra versão diz que a briga foi por causa de outro filho de Zeus ao qual teriam que dividir a pensão, e outra já diz que foi por que Radamanto virou um rockeiro gótico. Já a ultima diz que Sarpedão entrou na onda de imperador. Mas essa merda não importa, então vamos voltar a falar só do Minos aqui.

Minos, ainda antes de ser rei, fez as leis para os cretenses e se casou com Pasífae ou Creta (sim, tinha uma mulher com o mesmo nome da cidade). Seus filhos foram Catreu, Deucalião, Glauco e Androgeu, e suas filhas foram Ácale, Xenódice, Ariadne e Fedra; e não para por ai, pois Minos ainda comeu uma ninfa e com ela teve Eurimedonte, Nefálio, Crises e Filolau, e com Dexiteia ele teve o filho Euxâncio. Isso prova que Minos não usava caminsinha nem fudendo assim como o papai Zeus.

Com medo da concorência, Pasífae jogou uma macumba para as inimigas, para que assim, qualquer uma que Minos comer, essa seria comida pelo Bicho Preto, ao qual sairia do ânus corpo de Minos. Mas mesmo assim, ele ainda comeu uma puta chamada Prócris, que já traiu o marido um monte de macho, e quando o marido soube que era corno, Prócris decidiu fugir para um bordel em Creta, onde lá, foi comida por Minos em um troca-troca.

O Corno e o Minotauro[editar]

Minos queria chegar logo ao poder, então ele pegou uma vaca banhada ao qual iria sacrificar a Posídon. Porém, Minos decidiu dar uma de João Cleber, e trocou a vaca por um touro, trollando Posídon. Como Posídon não era um furry gay, ele acabou ficando puto e lançou um feitiço na mulher de Minos, a qual se apaixonara pelo Touro Bandido.

Cquote1.png Ai minha rola porra!! Cquote2.png
Minos sobre a cobra mordendo seu pênis

Dédalo, o tony Stark da época, fugiu pra Creta após fazer merda e, a pedido da esposa de Minos, fez um disfarce de vaca para que a safada da Pasífae pudesse dar pro touro de quarto. Dessa falta de descência nasceu o Minotauro, que foi colocado em um labirinto a mando de Minos. O labirinto foi construído por Dédalo, que fez o labirinto complicado pra cacete.

Após isso, Minos decidiu jogar sete rapazes e sete moças no labirinto para serem estrupadas devoradas pelo tourão comedor.Um desses rapazes foi Teseu, o futuro cunhado de Minos, que matou o Minotauro e comeu a filha do Rei de Creta.

Foge Dédalo, que o rei tá arretado![editar]

Minos soube que Dédalo foi o resposável por metade dos chifres em sua cabeça e então decidiu matá-lo. Dédalo deu no pé ao saber que o rei tinha ficado puto com ele, e depois daí rolou toda aquela história das assas de cera.

Finalmente, a morte de Minos![editar]

Com a fuga de Dédalo para Sicília, Minos foi pra lá honrar suas calças e matar o infeliz que ajudou sua esposa a lhe botar uma gaia. Minos chegou com a banca toda e tocando o terror dizendo que queria o filho da puta do Dédalo morto. Cócalo, rei de Sicília e novo amiguinho de Dédalo, disse:"Peraí rapaz, vamo conversar e resolver isso de uma maneira abaitolada civilizada em meu palácio". Minos caiu na conversa desse rei cocada Cócalo e acabou sendo assassinado enquanto cantava "I've got the power" no chuveiro. Depois o tal Cócalo jogou um papinho pra cima dos cretenses de que o rei Minos tinha se afogado na banheira após tentar pegar o patinho de borracha que estava no fundo do ralo. Os cretenses acreditaram e então enterraram Minos em Sicília mesmo.

Quando Minos foi pro inferno, Hades gostou do jeito carismático do rei Minos, e o tornou um dos juízes do inferno juntamante com seus irmãos Radamanto e Éaco. Com a morte do antigo rei, Creta acabou sendo liderada por Catreu, aquele que deu o seu.


Precedido por
Astério
Rei de Creta
1 406 a.C. a 1 204 a.C
Sucedido por
Catreu