Miria

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bluemary.jpg Este artigo trata de uma Hentai Girl

Ela é gostosa, mas nón ecziste. Ela participa de algum desenho, jogo ou quadrinhos e já teve que fugir de tentáculos.


Road Runner.jpg Este artigo é sobre alguém que se dedica e corre pra caralho!

E já não está mais aqui, então não vandalize!


Sergiomalandro.jpg
Miria é adepta da técnica milenar do

Haaaaaaaaa!

Pegadinha do malandro!!!

Miria
Cquote1.pngA FantasmaCquote2.png
Miria.jpg
Miria. Tudo em cima!
Informações inúteis
Classificação Claymore revoltada e subversora
Ranking Claymore ex-6ª
Técnicas Subverter as companheiras e Pegadinha do Malandro
Parceiros Sua Patota, Che Guevara e Lênin
Status Atual Morta, ou não
Símbolo Miriarank.png

Cquote1.png Hora da caça Cquote2.png
Supernatural sobre a fantasma Miria
Cquote1.png Eu sei!! Cquote2.png
Miria sobre Daltony

Miria, a "Fantasma" é uma das heroínas do esquisito anime e mangá Claymore, sendo a sexta colocada no campeonato por pontos corridos das Claymore e uma das integrantes da panelinha de Clare em sua revolução contra o Sistema.

Sabe-se que Ophelia morre, mas como a burocracia na Organização é cheia de corrupção instável, Miria vai morrer sem ser chamada de a número 5, pois se por um lado Priscilla conseguiu o número 2 sem grandes esforços, Miria não consegue subir para o posto 5 nem com suas rivais mortas. 7 anos depois de trair e desertar a organização que lhe deu poderes e que a criou com tanto carinho, Miria tal qual Che Guevara se torna vilã só por querer mudar o curso natural das coisas, sendo conhecida também como Miria, Che de Saia. Assim, conquista como aliadas Clare (que só quer matar a Pris), Yuma (que na verdade é uma inútil), Tabitha (só aceitou porque tem "outros interesses na taichou...), Cynthia (ela pouco se importa, nem sabe porque se meteu no grupo da Miria), Helen (Miria prometeu um estoque vitalício de maçãs pra ela) e Deneve (só está seguindo a Helen, mesmo).

Passado[editar]

Miria fazendo um discurso de sua campanha política.
Miria foi até chamada para posar para a capa do DVD, deixando a Galatea roxa de inveja.

Não há registros sobre a juventude de Miria, mais qualquer um pode apostar sem margem de erro que Miria teve algum trauma infantil e por isso tem a cara de poucos amigos pela qual é reconhecida no anime. Sabe-se ainda que Miria estudou muitos livros de Lênin e Cia.

Inicialmente Miria executava as missões rotineiras que a Organização lhe designava, mas como ela era muito segura e estável, a sua normalidade foi começando a incomodar os psicólogos débis líderes da Organização e como eles tem como objetivo fundamental traumatizar cada vez mais suas subordinadas, eles mandaram a melhor miguxa de Miria, a Hilda para uma missão impossível, aonde ela eventualmente teria que despertar e assim Miria teria que matá-la pela carta preta, Hilda então enfrenta sua ex-melhor amiga Miria a quem na verdade nunca foi com a cara, sendo Hilda derrotada no final e Miria finalmente pode guardar algum trauma em suas lembranças para compartilhar com suas futuras companheiras loucas.

Sendo uma das poucas que despertou e conseguiu o milagre de voltar a sua forma natural, é mandada premeditadamente para missões suicidas.

Aparição[editar]

Fundação do grupo, As 3 Mosqueteiras (Clare fica de fora, muito rebelde).

Miria combina no Orkut de se encontrar e se apresentar para Clare, Helen e Deneve em uma taverna na cidade e assim juntas poderem ir acampar nas montanhas. Ela recomenda que o pirralho de estimação de Clare fique no caminho, porque Miria tem objetivos Yuri na cabeça. No caminho para o acampamento, ela desafia Clare para uma luta na lama e vence quando Clare se desconcentra ao descobrir que Miria não usa sutiã e consegue manter a forma mesmo assim.

Tudo parecia correr bem, Miria estava prestes a conseguir algumas cenas yuri, quando um camponês altamente suspeito dá as caras e estraga tudo. Como Miria e suas 3 companheiras fazem caras de má quando o velhinho pergunta para onde fica Paris, ele se ofende com a falta de educação das mulheres e se transforma em uma tarântula monstruosa cheia de tentáculos e ocorre então a luta com esse devorador voraz no desfiladeiro. Como Deneve, Helen e Clare são muito fracas, rapidamente são derrotadas, mas permanecem vivas, porque os caras maus nunca terminam de matar as heroínas. Miria fica lutando em um chove não molha até que Clare usa uma tática que ninguém entendeu fazendo o diabo errar seus golpes e assim Miria sai vitoriosa.

A forte cena aonde Miria foi abusada pelo Kakuseisha do episódio 10.

Depois dessa luta, todas estão ensangüentadas e não há mais clima para cenas yuri, o que deixou Miria muito triste, então ela sobe em um palanque e começa a discursar para suas novas 3 amigas e diz emocionada que se sente perseguida e que o presidente da Organização, apenas sempre diz que não sabe de nada, mas Miria sabe que todos acham ela problemática. Então ali ela funda o clube da fofoca (embrião da Revolução das Bruxas dos Olhos Prateados) se tornando a presidenta e convencendo as 3 presentes ali a se voltarem contra a Organização, da qual ela somente pessoalmente odeia, pois em sua cabeça é inconcebível que baixinhos carecas de risada sínica liderem, sempre usando ótimos argumentos persuasivos intrigantes que ela aprendeu com Hugo Chavez, como "A Organização quer nos matar" e "Essas missões suicidas consecutivas não são coincidência".

Miria e suas miguxas conpiradoras.

Assim ela se separa de suas amigas e fica a espionar ao lado de Solid Snake, a Organização, até o dia em que ela é ordenada para ir a uma fria de ir comandar a missão mais suicida do anime, a conhecida Batalha do Norte em Moscou. O lado bom é que ela reencontra suas amigas e coloca as fofocas em dia em uma caverna secreta.

Cquote1.png Olhando assim de perto. Você é a mais bonita aqui Cquote2.png
Rigardo cantando Miria

Miria sobe em um palanque e faz um discurso que aprendeu ouvindo Fidel Castro e depois disso divide as 200 Claymores disponíveis em grupos para enfrentarem uma orla de seres despertados que invadem Moscou como aquecimento. Miria fica encarregada de combater o filho de um cruzamento de Alien com Predador ao lado de Quenie, Tabitha e Uma (as duas últimas sobrevivem ao final do anime porque sabiamente sempre estiveram escondidas sob a saia de Miria). A luta com esse lagarto gigante não é narrada, já que os grupos de Clare e Jean demoram 19 minutos para acabar com seus respectivos alvos, e então o episódio acaba antes que Miria possa mostrar suas habilidades.

Assim surge Rigardo, o leão fodão do pedaço que consegue ferir Miria. Depois de muita luta Miria é encurralada e quando estava para morrer é salva por Clare que não se sabe por que estava boiando longe dessa luta. Miria agradece e fica assistindo de camarote a luta entre Rigardo e Clare, até o momento em que Clare fatia em 500 pedaços o vilão.

Nas sequência finais comete a loucura de desafiar Priscilla num vulcão dando assim chance de aquecimento para a vilã. Como Miria não é a protagonista, então nessa luta é mais que esperado que ela fosse derrotada sem dar dificuldades, mas pelo menos ela é útil para ficar dando as explicações da luta para suas companheiras e dando apoio moral para Clare em sua luta final.

Hoje[editar]

Instante célebre de Miria nas aventuras finais.

Se desligou totalmente da Organização, sendo desde então perseguida por cartas pretas, mas como ela tem uma intrincada rede de espionagem a seu favor, nunca é perto de ser capturada. Prendeu o cabelo para conseguir mais aerodinâmica em suas técnicas de super-velocidade.

A técnica do Estou aqui, não estou mais.

Lidera uma quadrilha de loiras de olhos prateados que possui como principal objetivo matar demônios, acabar com o Sistema, exterminar os abissais e conquistar o mundo, ou seja, ela é líder de uma guerrilha contra a Organização e todos que assistem o anime e leem o mangá de Claymore falaram: "Finalmente! Demorou!" já que a Organização sempre agiu de forma suspeita descaradamente desde o começo.

Miria também é aquela que a toda hora coloca a tona teorias da conspiração bombásticas, e o último surto de imaginação dela foi inventar que os youkais são importados do Makai pela própria Organização e os kakuseisha são experimentos para a Organização ganhar uma guerra contra um super-país distante no outro lado do oceano.

Técnica da Pegadinha do Malandro.

Como esse super-país não é especificado, Miria estuda ele ser ou o Império Persa de Xerxes ou o Império New-Anglo-Saxão de George W. Bush. Caso essa teoria esteja certa (muito difícil) Miria então age como uma antipatriota, pois interfere nos planos do próprio país para ganhar uma guerra.

Combate[editar]

Miria aprendeu a lutar com Sonic e Papa Léguas enquanto assistia Dragon Ball quando criança. Então inventou a técnica do "Estou aqui, não estou mais" que consiste em movimentos básicos que qualquer cavaleiro do zodíaco já utilizou, sendo que ela se move na velocidade da luz sendo impossível de ser atingida e deixando um "fantasma" para ser cortado, isso tudo a não ser que seu adversário supere a velocidade da luz, que inclusive todos os adversários de Miria já superaram.

Pelo visto alguém superou a velocidade da luz...

Todos sempre acham que ela morre (até o espectador) e como Miria imita uma cara de dor durante suas simulações, isso fica ainda mais realístico. Então, quando seu inimigo está rindo de confiança, Miria aparece atrás de seu adversário e grita "Haaaaaaaaa! Pegadinha do malandro!!!" antes de matá-lo (teoricamente).

Curiosidades[editar]

  • Apesar de todas as suas teorias, a Organização alega no tribunal que Miria não possui provas de suas afirmações.
  • Atualmente Miria responde na justiça por 8 processos por calúnia e difamação.
  • Miria tem parentesco com Teresa. Por isso a semelhança física.
  • O desenhista de Claymore tem seus traços viciados, por isso a semelhança entre a aparência de Miria e Teresa.

Vídeos[editar]