Moçambique

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
●"The MO" (Os mano)
●Glorious Nation of Mozambique / General Oogudougudoo's Bitch
●República Federativa de Moçambique

Bandeira de Moçambique.png Brasao de Moçambique.png
Bandeira Brasão
Lema: General Oogudougudoo sabe de tudo
Hino: Paraíso e Mozambique - Black Sabbath
África?.jpg
Capital ToPuto
Maior cidade ToFurioso
Língua Português!!!
Tipo de Governo Ditadura Democrática
Cadeira Oogudougudoo Oogudougudoo
Heróis nacionais Oogudougudoo
Independência Guerra Sangrenta de Independência em 1975
Moeda Kits Médicos
Religião Guerra ou Morte
População 18.000.000 e estável (nascem 10 bebês por mãe por dia, mas morrem 10 guerrilheiros por mãe por dia)
Área 801.590 Km2 (a casa de Oogudougudoo) (20% de água)
Analfabetismo 99,999 (apenas Oogudougudoo é alfabetizado)%
PIB per Capita 5.732 (cofres de Oogudougudoo) USD/hab.
IDH 0.3
Fuso Horário Consultar relógio de pulso de Oogudougudoo
Clima Uma sensação estranha de meio deserto, meio antártico, meio tropical, meio semi-árido.
Site do Governo ?
Cquote1.png Ele fabe de ftudo Cquote2.png
Lula sobre General Oogudougudoo

A Gloriosa Nação de Moçapica Moçambique, é governada pelo benevolente General Oogudougudoo, que procura sempre o melhor para sua nação. Possui uma vasta costa marítima que recebe todo o lixo de Madagáscar e vastos lagos quase secando em seu interior.

História[editar]

Moçambique foi colônia do glorioso reino perdido de Portugal descoberto por acaso no meio do caminho das Índias por Vasco da Gama em 1498 no reinado de D. Manuel I.

Depois Moçambique ficou lá perdido...

A História de Moçambique mudou em 1822 com a Independência do Brasil, já que o reino vampiro de Portugal perdeu quem explorar e se voltou para a mama África. Ai realmente começou a colonização.

Em 1898 aconteceu um pequeno incidente diplomático com a Inglaterra quando os lusitanos tentaram unir Angola e Moçambique, inadvertidamente anexando as colonias inglesas no meio do caminho. Portugal voltou atrás e mataram o rei.

Em 1974 na Revolução dos Cravos Moçambique ficou independente. Desde então pouco se sabe de Moçambique antes do grande líder General Oogudougudoo, sabe-se apenas que o local ainda foi um estacionamento de caravelas portugueses e local onde a evolução proposta por Darwin de que macaco evoluiu sim até o homem, pois sempre encontra-se ossos de hominídeos de todo o tipo, inclusive de extra-terrestres e o país é o local com o maior número de macacos por metro quadrado em relação a quantidade de homens.

Hoje em dia, o principal produto de exportação de Moçambique são programas da Regina Casé sobre favelas africanas no Central da Periferia ou outros produtos de miséria cinematográfica.

Guerras[editar]

A história de Moçambique pode ser contada em um histórico de guerras.

Guerra de Quem Fica com Essa Porra[editar]

Grande álbum e arte musical de Moçambique

Moçambique, apesar do nome simpático está no topo do ranking de países com o maior número de guerras em toda sua história. A Europa que nunca ligou para a África, na época da partilha do continente guerreou por Moçambique, mas a guerra foi no território africano, não europeu.

Guerra da Independência[editar]

Guerra sangrenta, trouxe minas terrestres para o país. Andar em Moçambique apenas com um detector de metal em mãos hoje em dia é obrigatório. Depois de matar e devorar muitos portugueses, ingleses, franceses, holandeses, árabes e espanhóis, Moçambique finalmente conseguiu uma sangrenta independência.

100 anos de Guerra Civil[editar]

Quando Moçambique conseguiu a independência ficou o impasse sobre quem governaria o país, nada melhor do que resolver as coisas na guerra. Acredita-se que aquele barro vermelho-escuro presente nas cidades de Moçambique são mais que falta de saneamento básico, aquilo representa a quantidade de sangue derramado e pedaços de carne decompostas.

Depois de muito sangue em 1977 surgiu o General Oogudougudoo (tio do Capitão Nascimento).

Guerra do General Oogudougudoo[editar]

General Oogudougudoo colocou ordem na casa e em 1977, matou todos que não eram de seu partido político e depois de muita morte, violência, terror, sanguinolência, torturas, terrorismo psicológico e head-shots, Oogudougudoo se tornou ditador do pedaço e unificou a Uganda a Moçambique, finalmente trazendo paz ao país. E ai de quem desobedecer ele.

Oogudougudoo até tentou mudar o nome da nação para Império do Mal, mas os Estados Unidos cobraram direitos autorais e Moçambique ficou como Moçambique mesmo.

Economia[editar]

Moçambique consegue seu sustento assaltando e guerreando com os países vizinhos atualmente.

Subdivisões[editar]


Cultura[editar]

Uma tática de Oogudougudoo para elevar a moral da nação foi começar a copiar coisas brasileiras, pois ele imaginou: "Se o Brasil é um país ferrado, mas o povo de lá é feliz não sei porque, seria bom se eu copiasse coisas de lá".

Em Moçambique atualmente surgiram coisas como carnaval, futebol, mulheres semi-nuas e uma capital nacional isolada que ninguém sabe onde fica. Oogudougudoo não contou porém que isso traria efeitos colaterais de coisas como corrupção e aumento das favelas.

Ver também[editar]

Flag-map Moçambique.png Moçambique
HistóriaPolíticaSubdivisões
GeografiaEconomia
CulturaTurismo
Leaotarado.jpg
África
v d e h

Países: África do Sul | Angola | Argélia | Benim | Botswana | Burkina Faso | Burundi | Cabo Verde | Camarões | Chade | Comores | Congo | Costa do Marfim | Djibouti | Egito | Eritreia | Etiópia | Gabão | Gâmbia | Gana | Guiné | Guiné-Bissau | Guiné Equatorial | Lesoto | Libéria | Líbia | Madagascar | Malawi | Mali | Marrocos | Maurício | Mauritânia | Moçambique | Namíbia | Níger | Nigéria | Quênia | República Centro-Africana | República Democrática do Congo | Ruanda | São Tomé e Príncipe | Senegal | Serra Leoa | Seychelles | Somália | Suazilândia | Sudão | Sudão do Sul | Tanzânia | Togo | Tunísia | Uganda | Zâmbia | Zimbabwe

Territórios: Canárias | Ceuta | Mayotte | Melilla | Reunião | Saara Ocidental | Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha | Somalilândia

Bandeira da CPLP
Conjunto dos Patetas de Língua Presa (CPLP)
v d e h

Países membros: Angola | Brasil | Cabo Verde | Goa | Guiné-Bissau | Guiné Equatorial | Macau | Maurício | Moçambique | Portugal | São Tomé e Príncipe | Timor-Leste

Intrometidos: Andorra | Croácia | Filipinas | Galiza | Indonésia | Malaca | Marrocos | Romênia | Ucrânia | Venezuela