Modelo atômico de Thomson

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ESTE ARTIGO É SOBRE QUÍMICA

Quimico.jpg
NovoWikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Modelo atômico de Thomson.

O Modelo atômico de Thomson (nada tem a ver com a arma conhecida como thompson...) é um modelo que deveria demonstrar como seriam os átomos, segundo a concepçãoi de um amante de pudim de passas, como o senhor Joseph John Thomson. Esse modelo foi criado depois que o modelo da bola de sinuca foi considerado incoerente por motivos os quais eu tentarei explicar, embora não entenda nada dessa explicação maluca.

Assistindo TV![editar]

O modelo de Thomson. Não é uma modelo fotográfica, seu punheteiro idiota!

Um dia o senhor Joseph Thomson estava a toa da vida, assistindo o Fantástico, a sua revista semanal com Zeca Camargo e Patrícia Poeta. Tudo continuava a maior merda, maior chatisse de sempre e ele pensou em ir assistir no SBT o sorteio da Tele-Sena, ainda que ele nunca jogasse essas coisas inúteis.

De repente, aparece uma coisa incrível: um pudim! Não o Pudim.com.br, e sim um pudim de passas, incrível, fabuloso! Thomson ficou com água na boca, mas não aquela novela chata da Band, e sim água da baba dele. Enfim, o retardado ficou babando pelo pudim de passas, mas aí deu um blackout - não aquele disco chato do Scorpions, mas porque ele esqueceu de pagar a conta de luz - e ficou um monte de pontinhos coloridos quando a tv desligou, justamente na área onde estava o pudim. Foi aí que Thomson teve uma ideia genial: os elétrons deviam se mover dessa maneira dentro do átomo, inclusive foi assim que ele descobriu os elétrons (incrível, ele descobre a coisa e já postula como ela se movimenta!), chamando aqueles pontinhos de raio catódico.

Assim, ele elaborou o desenhinho do seu átomo fabuloso.

O tal átomo pudim de passas[editar]

Um legítimo modelo atômico de Thomson. Ou seria um pudim de passas?

O desenho era simples e prático: uma bola central, onde deveria ser tudo positivo, superpositivo (mas não aquele programa chato que o Otaviano Costa tinha na Band) e os elétrons espalhados entre a parte positiva, sendo eles negativos, do contra, mauzões. Eles carregavam a eletricidade dentro deles, e assim podiam fazer vários pudins de passas transitarem todos os domingos no Fantástico. Com isso, ele elaborou um perfeito pudim de passas elétrico. Cuidado ao comê-lo, use borracha ou outro material isolante na boca.

Propriedades:[editar]

  • Cheiro de leite;
  • Gosto de passas;
  • choque aos desavisados que tentam comer de qualquer jeito.

E por que ele não existe mais?[editar]

Porque um tal de Ernest Rutheford fez um modelo perfurado por balas que acabou fazendo maior sucesso entre os pivetinhos jogadores que amam jogos de tiro como Combat Arms, Time Crisis e Duke Nukem. Entretanto, dizem por aí que na verdade Thomson cansou de ficar com um pudim de passas na mão sem poder fazer nada além de ficar mostrando pra outros e decidiu comer logo o infeliz de vez. Como ele já tava meio podre, Thomson desistiu da ideia desse modelo.

Veja também[editar]

Ligações externas[editar]

v d e h
Modelos atômicos
Átomo maciço
Modelo atômico de Demócrito · Modelo atômico de Dalton · Modelo atômico de Thompson
Átomo planetário
Modelo atômico de Rutherford · Modelo atômico de Rutherford-Bohr
Átomo quântico
Modelo atômico de Schrödinger