Moiporá

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome-searchtool blue.png Moiporá é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Bois são mais comuns que carros aqui.

Sciences de la terre.svg.png


Moiporá é aquela típica cidadezinha minúscula que não é considerada nem quintal de Iporá de tão pequena. Ninguém se importa, ninguém conhece, quem passa por ali finge que não viu. Evite! Não se aproxime dessa cidade, porque você acha que nunca conheceu alguém que tenha visitado Iporá? Ao se aproximar dessa currutela você é sugado para a dimensão paralela da tediosidade e nunca mais volta. Apesar disso o IBGE considera essa região como município, apenas a nível eleitoral mesmo.

História[editar]

Vista aérea de Moiporá.

Em 1930 uns desocupados nômades miseráveis vagavam por ali quando armaram o barraco e depois deu preguiça de continuar andando e ficaram por ali mesmo, plantando o que comia. Aos poucos, novos moradores foram brotando do nada (desocupado-desempregado é uma praga mesmo) e assim surgia a vila de Cobó (ou Bocó em homenagem a seus habitantes), sendo "cobó" o nome do tipo de facão usado pelos habitantes para cortarem o bucho dos credores do governo. Esse tipo de atividade ainda é extremamente comum nos dias atuais com as chamadas práticas de "sonegação de imposto" e "calote".

Durante um bom tempo, na época que Cobó era um distrito, os municípios de Iporá e Israelândia disputaram ferrenhamente quem não ficaria com a porcaria da cidade, até que eles tiveram a ideia de transformar aquele fim de mundo em município e assm se verem livres de cuidar de um negócio daqueles.

É a cidade com o maior número de fofoqueiros do centro-oeste do Brasil.

Hoje, Moiporá é uma cidade simples (aka, sem graça, com nada de bom para fazer), com uma praça e igrejinha onde o povo se reúne para fazer o que mais gostam (nada, ficar parado olhando o movimento do sol). Há também uma quadra poliesportiva, e um campo de futebol, onde os pobres descalços jogam uma espécie bizarra de futebol o dia inteiro.

O lema do povo é que "Moiporá é uma cidade que pode crescer no dia que alguém descobrir onde esta 'cidade' fica".

Infra-estrutura[editar]

Cidade de infra-estrutura avançada, faltam apenas pequenos detalhes como água, luz, telefone, ruas pavimentadas e outras coisas típicas da civilização.

Geografia[editar]

A vegetação predominante é o mato e o clima é o quente para caralho. Há nas dependências do município de Moiporá o pequeno e humilde distrito de Messianópolis, onde vive a Família Buscapé.

População[editar]

A cidade tem 1.904 habitantes, incluindo na conta as 300 vacas, 250 bois, 600 galinhas, 400 galos e 300 ovelhas.