Molucas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Molucas é um grupo de ilhotas, teoricamente localizadas entre as ilhas de Celebes e a Nova Guiné, nos arredores da Puta que o Pariu, pertencentes de facto à Tuvalu Ulterior, mas de jure ao governo da Indonésia. Trata-se da união de mais de 8000 ilhas que formam uma província pouco interessante.

História[editar]

Uma das maiores ilhas das Molucas, habitada por algum náufrago.

Por muitos séculos as Molucas eram apenas uma lenda na Europa, sobre um território místico no meio do nada onde o governo vassalo de Andorra, o Império Tuvaluano, detinha total controle de mais de 1 milhões de oompa loompas. Por vários anos navegadores portugueses de todas estirpes tentaram, sem sucesso, encontrar as Molucas, onde acreditavam haver abundância de noz-de-cola e cravo-da-índia, os ingredientes essenciais para desvendar a fórmula secreta da Coca-Cola, mas única coisa que os portugueses encontraram foi a porcaria do Timor-Leste que não serve pra nada. Tudo é claro, não passava de lenda, os oompa loompas na verdade sempre habitaram apenas a Papua-Nova Guiné, o cravo-da-índia óbvio que deveria ser procurado é na Índia, lá no Himalaia, bando de portugas burros, e a noz-de-cola só existe na Bolívia.

Por séculos as ilhas Molucas nunca foram habitadas, sobretudo por ninguém as conhecer, mas a partir de 1950, com o estabelecimento da independência da Indonésia, um programa do governo passou a deportar incentivar javaneses e se mudarem para essas ilhotas inóspitas, para tornar a ilha de Java mais habitável. Porém, ao ir começar a colonizar as ilhas, descobriu-se que tuvaluanos já habitavam a região, mas aí já era tarde demais também,a República da Indonésia já havia sido criada e ninguém quis devolver as Molucas para Tuvalu. Só em 1990, a porção tuvaluana foid estacada, e criada a província de Molucas do Norte, para prevenir conflitos.

Geografia[editar]

Não se sabe exatamente onde ficam as ilhas Molucas, pois nem o acurado mapa do War nos exibe onde elas estão exatamente, visto que há uma enorme lacuna entre as Celebes e Nova Guiné, o local onde teoricamente dizem estar as Molucas. A teoria mais aceita, segundo a tectônica de placas, é que a placa de Sunda, em fricção com a placa de Tonga, gera leves terremotos de 6 graus na escala Richter que eventualmente afundam as ilhas Molucas, e depois as emergem, num ciclo de 40 anos. Acredita-se que o Timor-Leste esteja por perto, sendo o ponto de referência mais confiável para achar as Molucas.

Turismo[editar]

O turista que visita as Molucas pode desfrutar da possibilidade de sentir a emoção de sobreviver a um terremoto, isso depois de testemunhar canibais vegetarianos realizando sacrifícios em crateras de vulcões para acalmar a sua divindade e assim evitar que um vulcão exploda. Mas para os desejam apenas relaxar, é possível viistar até mais de 8000 praias desertas paradisíacas, onde pode morrer de tédio na natureza.