Montalvânia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Montalvânia é uma cidade do interior e obviamente caipira. Um lugar onde o fome zero foi uma bênção, reina o mato e a poeira e tudo é um tédio onde os próprios habitantes estão carecas de saber que é verdade. Qual é o estado? Minas Gerais, oras!

História[editar]

Avenida e rua mais movimentada de Montalvânia, cruzando o centro da cidade, na hora do rush.

Montalvânia surgiu após um fazendeiro ter perdido todo o seu gado, de Bois e Vacas, quando um engraçadinho resolveu ferrar com a maior população pecuária daquela região, demorou 80 anos para construir um rebanho daquele tamanho nesse fim de mundo que o governo mineiro chama de "norte mineiro".

Ao abrir a cerca e deixar o gado fugir o fazendeiro nunca mais conseguiu achar o gado, era como se ele tivesse ido para outra dimensão e sumido sem deixar rastros. Depois de anos em 1959 aparece o pedido de um povoado para se emancipar de um cara que usava um par de chifres. A história ficou bem clara:

O rebanho acabou se isolando em uma dimensão diferente em um fenda que era próxima aquele lugar que o gado foi libertado, uma fenda acabou abrindo e o gado entrou lá por onde ficou se reproduzindo e evoluindo por 10 mil anos até chegar uma evolução que ficasse semelhante ao dos humanos, se tornando um povo centauro.

Acontece que na metade do tempo a população começou a comer a si mesmos depois de descobrir que gosto era muito bom, após os canibais se separarem dos não-canibais a população se reduz a 17 mil habitantes.

Esses centauros voltam para a dimensão original, formam um hotel/churrascaria e emancipam a cidade para tentarem governá-la. E assim começa a história do primeiro município de centauros do Brasil (na Ásia o número é bem maior).

Município[editar]

Como metade das coisas de um município habitado por centauros é estranho e esquisito só se fala o que é compreensível. E até onde se sabe a última cidade que tinha restado do mundo dos centauros tinha sido uma cidade caipira que é a atual Montalvânia. Onde a maior parte da população vai para o mercado municipal comprar os produtos importados da Suíça a julgar pelo preço mais baratos.

Ironicamente, por falta do que fazer, os centauros de Montalvânia disseram que esse mercado era um ponto turístico, poderia até ser se fosse de uma grande rede de supermercados, afinal os caipiras que moram nos limites de Montalvânia falam:

Cquote1.png Vamô ir visitar aquele shopping de... Cacete não tem shoppings no norte mineiro! AAAAA! Cquote2.png
Caipiras dos limites de Montalvânia

Outra coisa que SEMPRE tem em municípios mineiros falidos do norte mineiro são Cristos Redentores e essa cidade não queria ficar de fora.

Apesar de estar sob governo de um centauro, não impediu que a cidade se sentisse pobre e falida, e é assim que a cidade é. Por enquanto vamos torcer pelo Ipatinga Montalvanense?

Como chegar[editar]

Só posso falar uma coisa: boa pergunta.