Monterrey

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Monterrey é a capital de Nuevo León, uma grande metrópole no meio do deserto lá no norte do México, que lamenta até hoje não ser parte do Texas.

História[editar]

Entrada de Monterrey.

Não se sabe o ano certo que Monterrey foi fundada. Mas já durante o século XVI e XVII os espanhóis já estavam por ali aprontando as suas confusões. Ao contrário do restante do México, em Monterrey a cultura européia foi introduzida pacificamente para os índios locais, como o amor ao futebol e ódio aos americanos. A aliança entre os tlaxcaltecas efetuada por Hernán Cortés tornou viável a troca pacífica de espelhos, espingardas e gripe por parte dos europeus e poções de virilidade, vaselina afrodisíacas e virgens por parte dos tlaxcaltecas.

Durante os séculos XVIII e XIX, com o México já semi-estabelecido, os primeiros moradores fixos de Monterrey sofreram para se manter naquelas terras, como pode-se ver em qualquer filme de faroeste no Texas, aqueles maltrapilhos mexicanos eram de origem de Monterrey.

Atualmente é uma das maiores regiões metropolitanas do mundo, e como toda capital mexicana é marcada pelas inúmeras lojinhas de tequila e sombreros, policiais corruptos e trânsito caótico. Ficou famosa por ter sido a cidade onde nasceu Gloria Trevi, uma das maiores putas da história do México.

Economia[editar]

Monterrey destaca-se por ser a cidade mexicana com o maior número de indústrias de refrigerantes por metro quadrado. É lá inclusive que está a sede do Guaraná Dolly no México. Tudo graças ao clima local providencial para tomar essas porcarias.

O fenômeno dos jogos eletrônicos GTA: Monterrey também causou um grande impacto na indústria de tecnologia de entretenimento mexicana.

Geografia[editar]

Monterrey oculta sob a fumaça das indústrias e carros. O Cerro de la Silla exerce papel fundamental de orientação.

Monterrey é uma cidade de clima cálido, árido e seco, e por estar cercada de altas montanhas não há sombras, nem ventos para amenizar a agradável sensação térmica de 40°C ao dia. No verão é até possível fritar um ovo sobre o capô de seu carro ou até mesmo na cabeça careca de alguém.

O relevo é belo e atrai muitos turistas. O Cerro de la Silla é o cartão postal da cidade, uma grande montanha que pode ser vista de absolutamente qualquer ponto de Monterrey. O governo proibiu a construção de favelas no Cerro de la Silla, mas não impediu que a favela se alastrasse por todo seu redor.

População[editar]

Monterrey possui uma população de 3.700.000 mexicanos, divididos entre estudantes (20%), futeboleiros (20%), fotologueiros (20%), otakus (15%), tiozões de sombreros (15%) e grafiteiros (10%). Vale lembrar que as estatísticas só chegaram a esses números porque todas pessoas que dizem viver em Monterrey, na realidade não vivem em Monterrey, mas ao redor da cidade (como em San Nicolas de los Garza, Guadalupe, Salinas Victoria, San Pedro Garza García...)

Todos cidadãos lamentam não terem sido absorvidos pelos Estados Unidos em 1848 e decidiram amenizar essa tristeza indo todos feriados para San Antonio no Texas onde eles podem se sentir gringos por 1 semana.

Monterrey abriga ainda a maior embaixada de San Luis Potosí do mundo.

Turismo[editar]

Turistas de toda parte do México visitam Monterrey para apreciar a sua bela paisagem montanhosa e beber Guaraná Jesus só disponível no México lá. Todavia, o fato da polícia local disparar tiros em tudo que se move não contribui muito com o desenvolvimento do turismo da cidade.