Morbid Visions

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Medinho do escuro.jpg Este artigo se trata de um álbum

E já teve milhares de cópias vendidas! (ou não).

Conheça o resto da playlist clicando aqui.

Babel fish.gifTraduzindo: Visões Mórbidas
Babel Fish sobre Morbid Visions

A capa do disco, se você for crentelho, ignore por favor.

Morbid Visions é o primeiro álbum da banda de ferro metal, Sepultura. Podia ser o segundo álbum, mas não foi porquê o trabalho anterior, Bestial Devastation foi um simples EP pra divulgar o trabalho. A produção desse álbum é uma merda, as distorções das guitarras são podres e a afinação era negligenciada, isso for afirmado pelo próprio Max Cavalera, e o primeiro EP consegue ter uma qualidade de som melhor que esse álbum. Mas não deixar de ser um disco legal, pelo fato de ser um dos únicos discos do Sepultura, onde eles tocavam o gênero death metal, depois disso começaram a tocar thrash metal por ser algo mais modinha na época, aumentando a chance deles de pegar umas gatinhas que iam na onda da modinha, realmente é um disco importante para o gênero.

História[editar]

Foi gravado em Belzonte, pela vendedora de alucinógenos gravadora Cogumelo Records. Neste álbum se percebe claramente influências de bandas satânicas em suas letras, invocando o tinhoso, pra ir lá beber com Jeremias. Isso se deve ao fato dos membros serem jovens adolescentes querendo pagar de revoltados, e decidem fazer um pacto. Depois do lançamento desse álbum, eles quebram o pacto, e lançam discos com temas mais políticos, tipo foda-se o sistema, anarquia na veia e outras panqueragens.

Assemelhe esse fantasma do jogo Super Mario com os da capa do disco.

Originalmente, o Sepultura cantava suas letras em português, mas como eles eram seguidores de modinha assumidos, resolveram cantar em inglês para tentar fazer sucesso no exterior, o pior problema disso é que ninguém sabia falar inglês, eles pediam pra colegas traduzirem palavra por palavra, e o Max Cavalera que era vocalista não sabia pronunciar. Então a tradução ficou horrível, e o vocalista falava inglês com sotaque tipicamente brasileiro.

Outra coisa tosca é a capa, que mostra nosso famoso amigo Satanás, dando uns pega violento, naquele nosso outro amiguinho Jesus Cristo, com outras duas cruzes em volta com alguns fantasminhas saindo do chão, que se parecem com aqueles do Super Mario.

Esse é o ultimo disco com o guitarrista Jairo Guedz, que resolve se converter ao cristianismo e largar essa vida dos metais satânicos, então entra aí Andreas Kisser, que está na banda até hoje.

Formação[editar]

Os membros da formação, perceba na expressão de ódio em suas faces.

Faixas[editar]

Segue aqui as faixas selecionadas pelo fantasminha do Super Mario.

Morbid Visions[editar]

Max Cavalera começa dando um arroto, a letra da música fala sobre como Chessus morreu, dando até vários detalhes de como ele foi crucificado, matado, enterrado, lendo a tradução da música consegue se aprender mais sobre história do que nas escolas públicas brasileiras.

Mayhem[editar]

Fala sobre como o mundo está fodido atualmente, e quem vive na terra tá mais fodido ainda.

Troops of Doom[editar]

Uma das músicas mais conhecidas do grupo, uma daquelas únicas que os posers conhecem. Fala de umas supostas tropas do mal que vão sair por aí tocando o terror por onde passam, e não olha pro lado que quem tá passando é o bonde. Mas voltando ao tema da música, é só isso mesmo. E essa música foi regravada no disco posterior chamado Schizophrenia, onde percebe-se uma saudável evolução na qualidade da gravação.

War[editar]

Cover do Burzum Mais uma música que trata sobre guerra, devastação e outras merdas parecidas. Provavelmente faz referência a Segunda Guerra Mundial, quando faz citações ao Terceiro Reich, e bombas nucleares.

Crucifixion[editar]

Uma música bem capetosa, que fala mal de Deus e do seu filhinho Chessus, essa letra foi feita em segredo nas folhas do meio dos cadernos, para que a mamãe não visse e fosse obrigar eles a ir pra igreja, depois de escrever tanta capetagem numa letra de música.

Show Me The Wrath[editar]

Fala de alguém bem capetoso, que vai sair por aí matando geral, tua mãe, teu pai, sua namorada, seus filhos, não importa quem, ele vai matar. Afinal, o négócio é "mata puliça".

Funeral Rites[editar]

Se trata de rituais SATÂNICOS, pra invocar a Pomba-Gira, Exú e o cão pra ir beber com o Jeremias lá no inferno, muita capirotagem para uma música só, depois dessa tú nem consegue dormir direito a noite, com medo de ser enterrado vivo e ir pro inferno.

Empire Of The Damned[editar]

Um lugar muito foda onde rola altas capetagem. O Satanás reina, rola muitas orgias e a festa só acaba de manhã cedo.