Morte (Premonição)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Michaelmyers.jpg Este artigo é sobre um(a) ASSASSINO!

Este(a) louco(a) sadomasoquista provavelmente esquarteja suas vítimas, sofre de problemas mentais ou foi violentado(a) pelos pais. Se vandalizar o artigo, Dexter virá atrás de você!



Night creature.JPG Morte (Premonição) surgiu das trevas!!

Of DOOOOOOOOOM!!!

Puro osso.gif


Tomadinha do poder.jpg Morte (Premonição) tem PODER!
E te levará para qualquer lado da Força


Não, não é dessa Morte que estamos falando, e sim de sua irmã mais nova.

Cquote1.png Você quis dizer: Dona Morte Cquote2.png
Google sobre Morte (Premonição)
Cquote1.png Eu nunca consegui entender direito essa porra de filme... Cquote2.png
Você sobre Morte
Cquote1.png Cuidado com os sinais! Cquote2.png
Personagens do filme sobre Morte
Cquote1.png Mamãe sempre preferiu ela só porque ela conseguiu emprego num filme de terror e eu tive de ficar nessa porcaria de quadrinhos meia-boca. ¬¬ Cquote2.png
Dona Morte sobre Morte
Cquote1.png Meu orgulho! Cquote2.png
Ceifador sobre Morte
Cquote1.png Ela nunca apareceu fisicamente nos filmes... Cquote2.png
Qualquer um sobre Morte

Morte é o assassino invisível e infalível da série de filmes Premonição. Vem a ser o principal antagonista dos filmes. Isso mesmo, por incrível que pareça, a conhecida série de filmes de Terror Teen se trata de um Slasher, onde o Serial Killer em questão é a própria Morte. Sua maior característica é dar spoilers de como será o triste fim das pessoas através de visões do futuro das mesmas e depois matar todo mundo de forma padronizada através de uma série de ações aparentemente inofensivas (como por exemplo, alguém dar a descarga), dignas daquelas armadilhas de desenhos animados. A única diferença é que a Morte é aquela que tarda mas nunca falha, e logo, a única forma de se esconder dela é se você imitar alguns personagens dos filmes e se trancar num quarto de hospício vazio e sem TV, longe de qualquer convívio com outros seres humanos, o que resultará na destruição de todo o seu contato social.

Características e concepção do personagem[editar]

Morte dando uma voltinha pela noite, sempre atenta a qualquer adolescente burro que possa estar vagabundeando pela região.
Essa é a única aparição da Morte em toda a série, e nem nos filmes foi, e sim nos quadrinhos baseados no filme. Achou mesmo que um filme tão visado pelos nerds passaria em branco sem pelo menos uma história em quadrinhos e mais uma porrada de livros?
A principal inspiração da Morte (ou seria o contrário?).

Como já foi mencionado, a Morte é um Serial Killer de primeira. Conhecida por matar mais de mil, ninguém sabe como é a aparência física da Morte, uma vez que a única coisa que conseguimos ver durante toda a série é uma quantidade absurda de adolescentes burros sendo mutilados das mais variadas formas sem dó nem piedade por ela. Não se sabe se sua personificação é masculina ou feminina, só se sabe que a Morte existe e que está por aí em algum lugar, como em consultórios de dentistas, estradas, vôos da TAM, filas do SUS, milharais, apartamentos, montanhas russas e demais lugares perigosos, com o único objetivo de levar para o Inferno adolescentes burros consigo.

Todos se perguntam daonde veio a ideia de tomar uma personificação da Morte para ser o Serial Killer de uma série de terror adolescente. A resposta é simples, meu caro leitor: tudo culpa da falta de criatividade. Em meados da década de 90, com o aparecimento de Ghostface no mundo dos cinemas, todas as empresas à beira da falência queriam para si sua própria cópia de Pânico. Muitos plágios, como Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado e Lenda Urbana vieram nessa onda, e com Premonição não poderia ser diferente. Porém, o criador dessa série estava com muita preguiça de elaborar um personagem bem feito e original, e na pressa de ter logo em mãos seu plágio descarado de Pânico, ele simplesmente fez um filme que consistia numa série de adolescentes morrendo do nada.

Como é extremamente necessário que em um filme Slasher Teen haja um assassino matando os adolescentes, vendo que seria apedrejado até a Morte sobretudo por fanáticos pelo gênero pelo fato de não haver um assassino, o criador resolveu chamar o assassino de Morte (O RLY?). Eu sei o que parece: além de extremamente óbvio, essa é maior idiotice que alguém poderia criar para um filme do gênero. Mas, curiosamente foi um sucesso tremendo. Mesmo o assassino sendo a própria Morte, a série tornou-se um verdadeiro marco comercial, e de todos os plágios de Pânico já criados até hoje, foi o mais bem sucedido. Vale ressaltar que, o criador deve ter tido essa brilhante ideia de improviso ao se lembrar da figura de Ghostface: capuz negro, roupa preta cobrindo o corpo todo, máscara branca e um instrumento pontiagudo como arma (no caso de Ghostface, uma faca, fazendo alusão direta à foice do Ceifeiro). Qualquer um com o mínimo de conhecimento associaria diretamente a imagem de Ghostface como a representação da Morte. Vendo isso, em menos de 5 segundos, surgiu esta invisível personagem, que curiosamente, apesar de nunca ter aparecido nos filmes, é uma personagem mais importante na série do que os próprios protagonistas humanos.

História[editar]

Cquote1.png Olá, garotinha, gostaria de um presentinho mortal? MWAHAHAHAHAHAHA! Cquote2.png
Morte em mais um dia de trabalho.
Quando os adolescentes não querem morrer o jeito é ir buscá-los pessoalmente...
Morte, sempre com sua foice para ceifar a vida de adolescentes onde quer que eles estejam. E nem adianta fugir, ela sempre te acha!
Morte, caçando adolescentes desde que o Universo era o Universo.
Reação de um jovem ao perceber que a Morte está muito mais próxima do que se imagina...
Cquote1.png Vamos lá, não podemos deixar aqueles jovens escapar! Cquote2.png

Nascida da união do Ceifador com uma anja caída, Morte desde pequena foi criada no além ao lado de sua irmã da mesma idade, Dona Morte. Morte e Dona Morte, por serem filhas únicas, viviam realizando competições entre si para ver quem matava mais durante a semana. Tais competições eram inclusive incentivadas pelos seus pais, que quando o assunto eram defuntos, defendia que quanto mais, melhor. Ao passo que Dona Morte e Morte se encarregavam de amontoar cadáveres, o Ceifador, seu pai, se encarregava de conduzí-los de elevador até o Paraíso ou até o Inferno, já que, ele era neutro e sua única função era levar pessoas para o Além.

Seu pai fora é a criatura mais velha do mundo, caracterizado por estar presente desde o primeiro dia de criação da Universo. Como eram muitas criaturas para levar, ele precisava de ajuda, e foi então que, se uniu a mãe de Morte. Deste relacionamento nasceram Morte e Dona Morte. Desde pequena, Morte sempre pode contar com o apoio de seus pais. Com 1 bilhão de anos de idade, ainda uma jovem criança, Morte e sua irmã passaram a acompanhar seu pai, que já tinha experiência em meter a foice nas existências alheias, em suas costumeiras viagens diárias em busca de vidas para roubar ceifar. Vale ressaltar quê, antes de surgirem as primeiras pessoas, a família de Morte se encarregava apenas dos animais, plantas e microorganismos. Só começaram de fato a ter verdadeiro trabalho, com o surgimento dos primeiros hominídeos, e desde então, eles vêm no decorrer dos milênios contribuindo para termos um mundo menos lotado.

Pode-se dizer que a Pré-História foi um dos períodos mais importantes na vida de Morte. Isso porque, foi nessa época em que ela começou a exercer seu tão consagrado ofício de retirar a vida das pessoas. Mais precisamente, com o surgimento de criaturas primitivas e burras, porém mais evoluídas (ou não), que conhecemos como hominídeos. Até então, o serviço da Morte resumia-se em lançar pragas, doenças e meteoros para matar dinossauros, magalodontes e Krakens, o que com o passar dos tempos, foi se tornando algo bastante monótono e repetitivo. Mas quando os nossos primeiros descendentes puseram seus pés em nosso planeta, toda a sua vida passou a valer à pena. Porém, como seu pai também estava entediado e precisava de gente para assassinar devido a desgastante rotina de tédio, Morte só podia assassinar os mais jovens, que eram conhecidos como "adolescentes". E só podia assassiná-los caso eles pegassem sarna ou qualquer outra doenças relacionada.

O mesmo ocorreu durante as Idades Antiga, Média e Moderna: apenas adolescentes doentes. Cansada de só poder matar algumas pessoas, Morte, irritada, resolve tomar medidas drásticas: começa a criar novas e mais eficientes doenças (na maioria das vezes, epidemias) e lançar contra a população, de forma que mais pessoas ficassem doentes (sempre visando uma maior quantidade de adolescentes) e por conseguinte, houvessem mais pessoas dentro de sua cúpula de vítimas. Foi então que deu-se origem as mais diversificadas doenças: peste negra, tuberculose e caxumba. Com isso, Morte passou de 500 à 500.000 almas por semana.

Morte ao lado de seu pai e de sua irmã.

Porém, a vida de Morte só ficou realmente movimentada na Idade Contemporânea. Houve um gradativo aumento da violência, um grande surto de drogas, e o surgimento de uma enorme variedade de novas doenças conhecidas como DST's, que passaram a impulsionar ainda mais a quantidade de adolescentes para a estrada do Além. Com isso, Morte passou a ter tanto trabalho quanto seu pai. Ceifador ficou orgulhoso, pois suas duas filhas estavam se saindo muito bem, e desde então ambas conseguiram a tão sonhada permissão de também levar adultos e velhinhos gagás para o breu eterno.

Morte também desenvolveu novas técnicas só para ter mais pretextos para matar as pessoas: em muitas situações, fazia questão de trabalhar na manutenção de aviões e trens, na construção de casas e apartamentos e em consultórios médicos, onde sempre dava um jeitinho de levar uma porrada de pessoas. E quando as mesmas conseguiam escapar da Morte, ela os perseguia até os confins do Inferno, com o argumento de que eles não deveriam estar vivos, e isso afetava diretamente o curso natural das coisas.

Tendo conhecimento de seus feitos, um produtor cinematográfico, desesperado pela falta de alguém para interpretar o assassino em um filme Slasher Teen que o mesmo estava realizando; resolveu encontrar em contato direto com a Morte. Segundo o acordo, selado por um contrato, a Morte atuaria numa franquia cinematográfica de Horror chamada Premonição, e como pagamento, poderia matar todos os adolescentes que quisesse. Como a Morte não precisava de dinheiro mesmo, assinou o contrato, e desde então tem levado quase todos os adolescentes que vê. Enquanto isso, sua irmã, Dona Morte teve de se contentar em atuar numa série de quadrinhos brasileiros como personagem que só aparece vez ou outra, submetendo-se às ordens de um carrasco conhecido como Maurício de Souza.

Mortes ocasionadas pela Morte[editar]

Cquote1.png Você vem comigo, meu jovem. Ou será que terei de ir até aí e te pegar pessoalmente? Cquote2.png.
Morte relaxando após um dia cheio de trabalho árduo.

A seguir, alguns dos milhares de defuntos mortos pelas mãos da Morte. No caso, nos restringimos a citar os azarados que tiveram suas mortes narradas pela série de documentários Premonição:

  • Dustin: Dustin foi um dos mais de mil azarados que pegaram o vôo num avião da TAM no qual Morte acabara de fazer a manutenção pessoalmente. Foi jogado pra fora do avião feito um monte de lixo após dar defeito no mesmo e o transporte todo começar a pegar fogo.
  • Smith: Piloto do avião mencionado. Era seu primeiro dia, deu azar de pegar justamente o avião que tinha acabado de ser comprado pela Morte.
  • Co-piloto figurante: Negão irmão mais novo de Benny que morreu na explosão do avião após ignorar os "sinais" de que ia tudo terminar em alguma desgraça.
  • Atendente de vôo: Irmão mais novo do Steven Seagal que foi pro quintos dos infernos na explosão do vôo da TAM.
  • Aeromoça 1: Figurante gostosa que morreu na explosão do avião do primeiro filme.
  • Aeromoça 2: Figurante com cara amassada que morreu na explosão do avião do primeiro filme.
Passageiro com tubo no nariz minutos antes de ser morto no vôo da TAM.
  • Passageiro com tubo no nariz: Figurante que morreu na explosão do avião do primeiro filme pouco tempo depois de inalar o gás do riso do Coringa. Lembra vagamente Stephen Hawking.
  • Esposa do passageiro com tubo no nariz: Personagem quaternária e esposa do passageiro com tubo no nariz. Morreu na explosão do avião do primeiro filme.
Loiras burras, as favoritas da Morte.
E mais um figurante é morto nas garras da Morte... Pena que ninguém se importa com estes inúteis.
  • Estudantes inúteis: Estudantes anônimos que morreram na explosão do avião do primeiro filme.
  • Christa Marsh: Loira burra que morreu na explosão do avião do primeiro filme.
  • Blake Dreyer: Personagem secundária amiga da loira burra que morreu na explosão do avião do primeiro filme.
  • Tod Waggner: Morreu enforcado no banheiro por uma corda depois de ter dado descarga e tropeçado num estranho líquido azul que tinha derramado no chão, por pura burrice mesmo.
  • Terry Chaney: Loira burra que morreu atropelada por um ônibus conduzido pela Morte, após ignorar o aviso de sua mãe e não olhar para os dois lados da rua antes de atravessar.
  • Valerie Lewton: Professora sobrevivente do vôo da TAM que morreu após tropeçar e cair em cima de uma faca que misteriosamente ficou de pé só esperando que ela viesse ao seu encontro.
  • Billy Hitchcok: Decaptado por estilhaços de um carro após a Morte pegar os mesmos e brincar de disco voador, arremessando-os nele.
  • Carter Horton: Golpeado com a guarda baixa por uma grade que a Morte arremessou nele de cima de um prédio.
  • Alex Browning: Não foi morto no filme, mas sabe-se que saiu para espiar a vizinha gostosa na janela e um tijolo voador o acertou na cabeça, matando-o instantaneamente.
  • Azarados da estrada: Figurantes irrelevantes que foram mortos no acidente da cena inicial do segundo filme, ocasionado depois que a Morte jogou uma casca de banana no chão e um carro perdeu o controle ao passar por cima da mesma, dando origem ao acidente.
  • Dano Estevez: Gordo devorador de hamburguer que morreu na explosão dos carros no primeiro filme.
  • Frankie Whitman: Loiro de cabeça pontuda que morreu no acidente do início do segundo filme.
  • Shaina McKlank: Loira gostosa que morreu no acidente do início do segundo filme.
  • Evan Lewis: Loiro playboy que morreu depois que a morte serrou uma escada de ferro e a mesma o atingiu em cheio no olho.
  • Tim Carpenter: Pirralho sem-graça que foi esmagado por um painel de vidro que seria empregado na construção de um apartamento ali perto à mando da Morte.
  • Nora Carpenter: Decaptada por um elevador, o mesmo do filme O Elevador da Morte, que resolveu fazer uma participação especial no filme. Nem preciso mencionar a quem pertencia o lugar onde ela foi morta...
Típica personagem estúpida que morre por ignorar os avisos do esquisitão do filme.
  • Kat Jennings: Impalada por um cano de esgoto que apareceu do nada dentro do seu carro.
  • Rory Peters: Morto pelas linhas de Kakuzu, quando o mesmo passeava pelo lugar e fora possuído pela Morte, que apropriou-se de suas técnicas especiais de costureiro e fatiou Rory ao meio.
  • Eugene Dix: Professor morto numa explosão de oxigênio dentro de um hospital gerenciado pela Morte.
  • Clear Rivers: Única sobrevivente do primeiro filme e protagonista do mesmo. Morreu no segundo filme, após ter sido pega pela mesma explosão que Eugene, ao ficar na porta da sala onde o mesmo estava.
  • Brian Gibbons: Pirralho morto por uma churrasqueira assassina possuída no final do segundo filme.
  • Thomas Burke: Também não aparece morrendo no filme, mas sabe-se que foi mutilado por uma máquina de cortar árvores conduzida pela Morte.
  • E mais um monte de outros figurantes.

Como escapar da Morte?[editar]

Na verdade, quem matou Alex Browning não foi a Morte, e sim um de seus subordinados, conhecido como Tijolomon.
Morte tendo problemas com um futuro protagonista. Não tem problema, quando ele atingir a adolescência, não escapa, sem sombra de dúvidas.

A seguir, uma série de dicas de como evitar a Morte. Não nos responsabilizamos se não funcionar, por isso, tome bastante cuidado antes de sair fazendo merda besteira.

Morte esperando o próximo adolescente chegar para recebê-lo pessoalmente no Além.
  • A dica mais importante de todas: não faça sexo. É claro, em comparação aos demais filmes de Terror, Premonição não têm lá tantas cenas assim, mas essa é a dica mais importante para qualquer um que queira sobreviver em qualquer filme de Terror. Na verdade, é melhor nem pensar em fazer sexo, pois a Morte levou boa parte de todos aqueles adolescentes ainda virgens justamente por ter conhecimento que os mesmos estavam pensando nisso, e cortou o mal pela raíz antes mesmo que os mesmos fizessem qualquer coisa.
  • Jamais, eu disse, jamais ignore os avisos daquele seu amigo esquisito quando o mesmo disser que alguma tragédia vai acontecer. Ignorar os avisos dele significa se jogar nos braços da Morte, que sem sombra de dúvidas, estará prontinha para te abraçar sem hesitar. É claro, isso não significa que você vai sobreviver para sempre, pois a Morte gosta de vir buscar pessoalmente pessoas que não querem morrer, como fez com a Hebe. Mas pelo menos, você terá mais tempo de vida.
  • Nunca se aventure em algum vôo da TAM. Morte é dona de todos os transportes dessa empresa, e adora se apropriar dos aviões para provocar os mais mortíferos acidentes. O primeiro filme é uma prova concreta disso, onde um bando de pobres coitados foram impiedosamente massacrados pela Morte em um vôo que pegaram com essa empresa.
  • Da mesma forma, jamais tenha em mente entrar na fila do SUS.
  • Assim que der descarga, olhe para todos os cantos do banheiro. Procure por qualquer coisa que possa oferecer potencial perigo: torneira ligada, vazamento no vaso sanitário, aparelho de som ligado, banheira, escova de dentes, gel de cabelo, desodorante, toalha, tomadas e sobretudo, qualquer coisa que se assemelhe à alguma linha ou barbante. Morte é conhecida por ser o assassino mais eficaz do Universo, e até coisas aparentemente inofensivas, podem virar armas mortais em suas mãos.
Grupo de adolescentes burros que ignoraram a sexta dica dessa lista.
Cquote1.png Anda rápido que já passou da sua hora, minha filha, e eu não tenho o dia todo. Cquote2.png
Cquote1.png Vamos jogar o jogo da vida? Ou melhor... o jogo da MORTE? Cquote2.png.
  • Em hipótese alguma, tenha a capacidade de entrar em qualquer brinquedo do parque de diversões que tenha a palavra "Devil", no nome. Na verdade, sugiro que jamais entre em qualquer brinquedo de parque de diversões. Acredita-se que todos os parques do mundo foram privatizados pela Morte, que costuma promover acidentes sangrentos nos mesmos, na maioria das vezes, visando adolescentes metidos à corajosos. Morte adora acabar com a raça de pessoas que se aventurem em seus brinquedos malignos.
  • Procure evitar andar de carro. Nos últimos dias os acidentes tem sido cada vez mais frequentes, pois a Morte também passou a supervisionar as estradas. E se ainda assim, você insiste em andar de carro, se avistar algum engarrafamento no meio das estradas, abandone o carro imediatamente, e de preferência, fuja para as colinas mais próximas ou se esconda no meio do mato nas laterais da estrada mesmo, pois acredite, alguma coisa terrível sempre acontece quando se está nesse tipo de situação. Assim que o acidente acontecer e quase todo mundo morrer, pode retornar tranquilamente para a via. Mas torça para você não ser o único sobrevivente, pois se for, a Morte vai vir pessoalmente lhe fazer uma visitinha durante a noite.
  • Evite autódromos, pistas de velocidade, corridas de Fórmula 1 ou competições automobilísticas em geral. Morte é traiçoeira, e adora acabar com a festa de gente que curte esse tipo de coisa. Costuma estar sempre a espreita em lugares assim, e sem mais nem menos, pode simplesmente rogar uma chuva repentina para deixar a pista lisa, ou então jogar uma casca de banana no caminho dos carros para dar origem a um reação em cadeia que, além de matar todos os motoristas do lugar, vai acabar matando todos os imbecis indivíduos que encontram-se nas arquibancadas assistindo ao evento. Isso também vale para jogos de futebol: evite o máximo de ir a esse tipo de lugar, pois a Morte costuma assumir a forma humana e dar origem as brigas dos torcedores (geralmente dando um tapa na cabeça de alguém e culpando o cara mais próximo), que sempre acaba matando uma porrada de otários presentes. Esse perigo é triplicado quando você está no Brasil.
  • Não atravesse pontes. Pontes são extremamente perigosas, ainda mais porque a Morte costuma passear por elas para apreciar a vista dos rios. Em vista disso, a Morte nunca resiste, e quando vê que existem bastante pessoas pelo lugar (sobretudo, adolescentes desocupados e virgens), ela não consegue evitar de aprontar uma para pôr fim em uma quantidade tremenda de pessoas. Se você precisa mesmo atravessar uma ponte, passe correndo para não dar tempo de algum acidente acontecer, como por exemplo: um Kraken colocar seus tentáculos para fora da água atacar as pessoas da ponte; um meteoro cair do nada e acertar o lugar em cheio; um avião da Al Qaeda acidentalmente bater no lugar, ou uma grande explosão em massa de carros acontecer de repente.

Ver também[editar]


v d e h
Dona Morte já dizia: "Eu sou aquela que tarda mas não falha".
Premonição 3.jpg