Mosca-doméstica

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Mosca)
Ir para: navegação, pesquisa
Boieng da Trans Brasil indo pro brejo.jpg Olha o(a) Mosca-doméstica vindo!
Olha o(a) Mosca-doméstica indo!

Este artigo fala sobre coisas que avuam pro alto.
Clique aqui pra ver quem mais vai pelos ares. Literalmente.
Discionario em png.PNG
O Descionário possui um verbete sobre Mosca-doméstica
"THARAN!" A primeira Mosca aviadora percebida.

Cquote1.pngVocê quis dizer: VocêCquote2.png
Google sobre Mosca
Cquote1.pngVocê quis dizer: ChataCquote2.png
Google sobre Mosca
Cquote1.png SOME DAQUI!! SOME DAQUI!! SOME DAQUI!! Cquote2.png
A velha a fiar sobre mosca
Cquote1.png Se pudesse eu matarra MIL!! Cquote2.png
Jeremias sobre mosca
Cquote1.png Nós vamos invadir sua praia! Cquote2.png
Mosca sobre suas pretensões futuras
Cquote1.png Eu sou a mosca que pousou na sua sopa. Cquote2.png
Raul Seixas sobre sobre sua identidade secreta de Homem Mosca
Cquote1.png Ela vai morrer em uma semana... Cquote2.png
Dr. Hermes Russo sobre sobre a longevidade da mosca
Cquote1.png Já comi. Cquote2.png
Chuck Norris sobre Mosca
Cquote1.png Já comi. Cquote2.png
Aranha sobre Mosca
Cquote1.png Prefiro uma sopa... Cquote2.png
Mosca sobre comer outras moscas
Cquote1.png ZZZZZZZZZZZ, ZZZZZZZZ...ZZZZZZZZ! Cquote2.png
Mosca sobre Você
Cquote1.png Na União Soviética, as moscas apanham VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Moscas
Cquote1.png Na União Soviética, as moscas matam VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Moscas
Cquote1.png My mosquito, my libido, yeah! Cquote2.png
Kurt Cobain sobre Mosca
Cquote1.png Pousou na sua sopa! Cquote2.png
Maluco Beleza sobre Mosca

Mosca é um insecto feio que come a sua comida sem você ver, e quando você olha, ela fica esfregando as mãos pra te sacanear. Inclusive, tem uma na sua sopa agora!!! É um artrópode, termo científico que significa "Bicho que não serve para porra nenhuma e chateia você infinitamente". Também é nome de inúmeros chatos homens, porque eram chatos como as moscas tinham semelhanças às moscas.

Mosca apocalíptica defensora dos artrópodes.

Tabela de conteúdo

[editar] A Mosca na História

Human.gif

Durante milhares de anos a mosca habita o imaginário coletivo da humanidade, bem como as cozinhas da humanidade. Sempre presente, poderia ser considerada o melhor amigo do homem, senão, pelo menos o mais velho. Acredita-se que elas vêm evoluindo e diminuindo de tamanho - o que aconteceu desde a Pré-história até nowadays - tornando-se mais compactas e futuramente, quem sabe, embaladas à vácuo. Na cadeia alimentar, só se sabe que é o alimento preferido de sapos e algumas aranhas. Dizem que ela é importante em outras funções na cadeia alimentar, só não se sabe em quais.

[editar] Antigo Egito

Ramses III foi o primeiro homem da história a perceber uma mosca. Na ocasião ele estava construindo uma pirâmide para seu pai enquanto deixava o cadáver no relento. Logo, várias moscas surgiram e agilizaram o processo de decomposição de seu falecido velho.

Após esse evento, Ramses III denominou aqueles pequenos seres alados de moscas, que no latim quer dizer "ser alado que comeu papai". Após isso, os egípcios passaram a mumificar seus mortos, para que as moscas não se aproximassem deles. Logo, podemos creditar às moscas a invenção da mumificação.

[editar] Era Medieval

E a mosca também foi às Cruzadas...

Adiantando um pouco a história, já na Era Medieval, as moscas também tiveram participação ativa e tornaram-se parasitas primordiais da raça humana, já que a maioria dos povos, principalmente europeus, ainda não havia descoberto os benefícios do banho. Moscas que antes se alimentavam de microorganismos em outros animais, perceberam que, na realidade da época, o ser humano era muito mais sujo e conveniente à elas. O ser humano, por sua vez, não deixou barato e começou a se proteger das moscas passando o suco de algumas frutas ácidas no corpo - o que não adiantava nada -, usando véus, chapéus, luvas e/ou qualquer peça de roupa que o protegesse do incômodo das moscas.
Foi então que, na França, alquimistas começaram a criar compostos inorgânicos que, futuramente, se chamariam "perfumes" e que servira por muito tempo para dispersar as moscas ou, pelo menos, para intoxicá-las e levá-las à morte.

[editar] Peste Negra

Mosca que não resistiu à Peste Negra

Durante o período negro que afetou toda a Europa a mosca também estava lá. A Peste Negra se alastrava já que os europeus não tinham noções de saneamento básico e matava em grande quantidade. Enquanto os corpos eram arrastados aos montes até os aterros das cidades, lá estava ela, a mosca, fazendo seu cortejo fúnebre aos corpos antes de usá-los como alimento e puteiro local de reprodução.

[editar] Revolução Francesa

Em fim, depois de séculos de acontecimentos desinteressantes e sem valor histórico, chega o início da liberdade e do capitalismo. Ainda na França, em meio de ataques com todos os tipos de armas mortíferas que você possa imaginar, estavam os burgueses e favelados servos franceses lutando por "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" e, apesar da fama atual dos franceses de serem frutinhas sensivelmente aptos à moda, eles conseguiram invadir o arsenal de armas da coroa e invadiram o castelo para capar decaptar o rei. Lá estava a mosca com toda a sua coragem! A cabeça do rei rolou e a mosca se aproveitou. Nos desfiles com a cabeça do rei a mosca estava presente, fazendo sua escolta em volta daquele pedaço de presunto fresquinho, esperando a chance de lá sentar.

[editar] Colonialismo

A França ganhou, Napoleão atacou os países vizinhos e, enquanto as moscas francesas acompanhavam seus soldados nojentos e suados, as moscas portuguesas embarcavam com os reis de Portugal para a sua colônia de férias denominada Pau do Brasil. Não que já não existissem moscas nessa terra maravilhosa e sempre muito bem cuidada como foi desde o descobrimento, mas com a vinda dos reis, toda a corte veio em seguida e, com cada um deles, uma infestação de moscas.
As moscas porém perceberam que poderia SIM haver pessoas mais fedidas descuidadas do que os nobres portugueses, pessoas que elas poderiam irritar três ou quatro vezes mais. Lá foi a mosca pra senzala e, pouco a pouco, todas as terras habitadas nesse Estado foram sendo tomadas por tráfico e prostituição moscas.

[editar] 1ª e 2ª Guerra Mundial

Mosca aviadora alistada na 1ª Guerra Mundial.
  • Mais um porre de anos com acontecimentos totalmente irrelevantes e sem sentido, como a morte de algumas pessoas sem valor histórico - e a mosca continuava lá, fiel, comparecendo em todos os enterros possíveis. Eis que chega a Primeira Guerra Mundial e as moscas começam a se multiplicar na medida em que pessoas desapareciam e/ou morriam em campos de concentração, campos de batalha ou campos de futebol. Vai-se embora a Primeira Guerra, vem a Segunda. O povo não cansava de se matar à toa e as moscas agradeciam.

[editar] Apartheid

O Apartheid foi muito importante para a evolução das moscas. Europeus viajaram para os novos países que haviam formado na África e, lá, a primeira miscigenação de moscas aconteceu. As mosquinhas europeias cruzaram com as fortes moscas motumbas africanas e então obteve-se a espécie conhecida atualmente: A mosca preta, irritante, à prova de mortes e de perfumes.

[editar] Década de 70

Moscas brincando na gangorra após tomar a sopa de Raulzito.

Uma serie de fatos ocorreram sem muita importância até o início da década de 70. Mais precisamente em 1973 as moscas tiveram sua trajetória homenageada de uma forma simples, singela e sutil pelo eterno Maluco Beleza enquanto tomava seu peyote.

[editar] Mosca na sopa

Mosca se preparando pra pousar na sua sopa.

A real história se passa no tempo em que o eterno Maluco Beleza compunha seus grandes sucessos sem sentido totalmente excelentes enquanto tomava sopa de mandioca. Segundo astro-físicos, a sopa continha elementos que ativavam a aptidão de Raul Seixas para compor. Num belo dia de sol estava Raul tomando sua sopa na cozinha onde também preparava LSDs quando algo incômodo lhe aconteceu: Uma mosca começou a rodear seu prato e atacá-lo com seus zumbidos irritantes. Dias depois Raul havia composto uma musica que falava sobre os sentimentos da mosca ao atacar seu prato de peyote sopa, o que viria a ser um de seus maiores sucessos. Apesar disso, a mosca nunca mais foi encontrada.

Mosca célebre apadrinhada por Kurt Cobain

A mosca também inspirou vários músicos, entre eles estão os músicos de Jazz que compunham a trilha sonora dos desenhos de Tom e Jerry, isso fez com que a mosca ganhasse fama mundial.
As homenagens à mosca, mesmo que sutis, ainda foram feitas por outros malucos cantores da laia psicodélica de Raul Seixas - talvez só eles sabiam reconhecer a importância da mosca na caminhada humana. Foi então que em 1991 o cantor e rato de teste de entorpecentes Kurt Cobain compôs uma das mais famosas musicas de toda a sua carreira, quiçá a mais famosa: Smell Like teen Spirit que cita a mosca no final do refrão Cquote1.png My mosquito, My libido! Yeah!!! Cquote2.png
Atualmente todo o trabalho desgastante de acompanhar a trajetória humana foi recompensada, honrando as moscas - pelo menos, as brasileiras - com o primeiro programa de TV que adotou uma mosca como mascote: o CQC. O programa em poucos meses se tornou um dos mais populares do Brasil, o que resultou na vitória de um prêmio de televisão do qual eu não me lembro o nome. Tudo isso nos leva a pensar: "Seria a mosca o animal da sorte do ser humano?". No jogo do bicho você já tem em quem apostar!

[editar] Ver também


 
Mosca-doméstica não possui coluna vertebral, logo não pode fraturar um osso
v d e h
v d e h

Uma Shuriken(Equinodermo)

Outros iguais à ele, logo abaixo
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas