Moscou

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
St Basils Cathedral-500px.jpg ДECCИКЛOПEДИА

Estin artigovski é russki!

Ele já foi comunista no passado.

Smirnoff.gif
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.
Cquote1.png Você quis dizer: Disneylandia Russa??? Cquote2.png
Google sobre Moscou

Cquote1.png Já fui lá. A coisa que eu mais gostei foi a Torre de Pisa! Cquote2.png
Carla Perez sobre Moscou
Cquote1.png Uiiii! Só de pensar em dançar em Bolshoi me dá arrepios!! Cquote2.png
Gay sobre Moscou
Cquote1.png Maior cidade e capital russa. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Moscou.
Cquote1.png Lá só tem macho! Cquote2.png
Nerd Comunista sobre Moscou

Moscou (russo: Масква - pronuncia-se MASKVÁ (em maiúscula mesmo, porque russo fala tudo gritando); Moscovo para os portugueses) é uma cidade bastante admirada pelas suas belas praias e a quantidade de sol na região.

História[editar]

Retrato estilizado da sede da Disneyland, Moscou.

A primeira referência de moscou na história foi no ano de 999 quando Yuri Dolkzpopovic convidou o principe Navgarodovzki para passear nos lindos campos floridos de Moscou.

A carta foi encontrada por um ex-aluno de Harvard no campus da universidade. Hoje este cidadão se chama Bill Gates.

O mesmo Yuri Dolkzpopovic mandou construir uma muralha que era para humilhar a Grande Muralha da China e devia contornar toda a Russia. Devido a falta de matéria (ou as origens dos trabalhadores) ela só conseguiu contornar moscou.

Depois disso, prevendo que a muralha não iria durar muito graças aos ataques mongóis, foram colocados vários Mafagafos em pontos aleatórios (estratégia não era o ponto forte deles). Depois deste episódio que a cidade se chamou Moscou (Moscou significa Mafagafo em Russo erudito).

Cidade[editar]

Sede da Disneyland em Moscou

Moscou é um lugar bastante apreciado por turistas suicidas graças a grande quantidade de quartéis militares na cidade. Também é uma cidade bastante apreciada por aficcionados por ballet (lê-se Gay) graças ao famoso teatro de Bichói. Você também pode visitar o Kremlin e é claro, beber sua vodka sossegado.

Clima[editar]

O clima da cidade é bastante romântico, propício para você fazer declarações de amor para a santa vodka ou então aquela loira militar que poderia acabar com a sua raça em um segundo.

As temperaturas na cidade podem congelar seus ossos facilmente se você estiver com roupas grossas e te deixar com calor ao andar nu. Então por isso, Moscou deveria ser a Capital dos Naturalistas.

Economia[editar]

Bicha Misha, mascote das Olímpiadas de 1980.

A indústria na cidade é bastante variada, destacando-se a produção de imigrantes, de PhD's desempregados passando fome, de zilionários, dos incríveis Ladas, de vodka à base de óleo de freio e a fabulosa indústria produtora de gêneros alimentíceos de ótima qualidade, ideal para cometer um homícidio discretamente e para usar como tira-gosto com a bebida citada. Outra indústria importante na cidade é a de eletrônicos, que produz vários equipamentos-bomba, que são de muita utilidade para ataques terroristas. A principal fonte de renda da capital russa é resultante do monopólio sobre a venda de AK-47 e seus acessórios, tendo-se inúmeros contratos de exportação assinados com as mais importantes organizações terroristas do planeta. O sucesso de vendas deve-se em grande parte aos preços baixos, já que não há gastos com a mão-de-obra, constituída de trabalhadores escravos prisioneiros das Gulags patriotas voluntários e também ao merchandising presente nos filmes hollywoodianos e nos jogos como Counter Strike, Battlefield, Combat Arms e afins.

Evolução populacional[editar]

Os cidadãos russos estão crescendo cada vez mais, conseguindo facilmente chegar aos 2 metros. Isso se deve, proporcionalmente, ao aumento do QI dos habitantes de Moscou, que vem se observando desde meados do século passado, que se atribui ao fato de que o Gregory Rasputin, possuidor de um dos maiores QI's da história da humanidade, teve filhos com quase todas as mulheres de Moscou de sua época. Acredita-se que o QI médio dos habitantes de Moscou chegue a incríveis 19 pontos com picos de 24. Esta estimativa tem sido o motivo de discussões entre historiadores a respeito da verdadeira origem das etnias africancas.

O Centro[editar]

Bem no centro da cidade, existe um complexo fortificado. Tal complexo, chamado de Kremlin (tradução do russo para Carandiru), abriga a Praça Vermelha, um local que no passado recebeu muitos protestos pacíficos e desfiles coloridos, e o Kremlin, propriamente dito, que é um castelo que mais parece uma construção árabe com cores alegres, tal qual um sorvete. Este castelo possui catacumbas, masmorras e o mais importante: um trono, mesmo que não existam mais czares lá. Dizem que na cozinha do castelo existem criancinhas, a serem utilizadas nos mais diversos pratos russos, confirmando o conto de que os soviéticos comem criancinhas.

Além disso, o complexo oferece outros recursos de lazer comunistas, como um necrotério, um paiol de armamentos e uma capela ortodoxa.

Ver Também[editar]