Mulekada

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Palcovazio.jpg Mulekada já acabou!

E tu chorou quando eles se separam, assuma!

Clique aqui pra ver os grupos que non eczisten mais.

Bernardinho nervoso jpg.jpg Please STOP the music!

Este artigo se trata de cantores, bandas ou músicas cantadas muito, mas MUITO mal.
Mulekada
10 13 04 306 file.jpeg
O Pedo Bear fez a festa!
Origem link={{{3}}} São Paulo
País Bandeira do Brasil Brasil
Período 1999 a 2003
Gênero(s) Pedofilia
Gravadora(s) Pedo Records
Integrante(s) Tumbleweed.gif
Ex-integrante(s)
  • Jacarezinho
  • Julyana Lee
  • Tatiana Ruiz
  • Site oficial Nem chegaram a ter

    Mulekada foi uma banda genialmente criada por algum empresário pedófilo para aproveitar o sucesso do É o Tchan e demais similares da axé music.

    Estilo[editar]

    A proposta da Mulekada era basicamente a mesma de todas as bandas de axé, com um pequeno grande diferencial: os integrantes eram crianças. Até aí, não haveria nada de errado, afinal, grupos musicais infantis já se consagraram nos anos 80 representados por Balão Mágico e Trem da Alegria. Porém, como já foi mencionado, a inspiração para o surgimento da Mulekada foram as bandas adultas de axé, principalmente o É o Tchan, que se destacavam por suas dançarinas gostosas seminuas e suas coreografias ousadas, unidas a músicas com letras de ritmo e gosto duvidoso. E a Mulekada tentava reproduzir exatamente a mesma bosta, mesmo tendo integrantes que ainda fediam a leite e mal tinham saído das fraldas ainda.

    Carreira[editar]

    Encontro histórico em que a Mulekada conheceu seus grandes mentores intelectuais.

    A banda surgiu em 1999 através de uma gravadora pertencente à Editora Abril, que antigamente dominava todos os segmentos de entretenimento do Brasil. Mas é justamente por merdas como a Mulekada que a falência na qual a editora está à beira pode ser justificada. Enfim, a banda teve origem em São Paulo, com três integrantes cuidadosamente selecionados com base nos mais altos requisitos da pedofilia. Os ditos cujos eram:

    Público[editar]

    Mulekada, uma banda totalmente voltada ao público infantil.

    Obviamente, a Mulekada foi lançada como um grupo para crianças, mas quem realmente gostava eram os adultos com tendências pedófilas. A banda faliu em 2003, porque os integrantes logo cresceram e viraram adolescentes, o que afastou o público doentio que haviam conquistado durante a infância.

    Apesar da curta duração, a carreira dos pirralhos fez bastante sucesso durante o tempo em que ficou na ativa, fazendo inúmeras apresentações em programas toscos de auditório. Um de seus mais notáveis shows foi durante o Programa Raul Gil, quando o mesmo passava na Record. O roliço apresentador chegou inclusive a premiá-los com o disco de ouro. Ou será que foi de platina? Ah, tanto faz, ninguém se importa mesmo...

    Origem do nome[editar]

    A palavra Mulekada foi inspirada no termo molecada, que significa um grupo de crianças travessas e brincalhonas. Embora muita gente acredite que o nome da banda tenha sido escrito de maneira errada propositalmente, na verdade foi por burrice mesmo.

    A banda hoje[editar]

    Atualmente, os integrantes estão todos crescidos e sumiram por completo da mídia. Mas eles bem que tentaram continuar famosos após o fim da Mulekada.

    Jacarezinho foi contratado pela Nickelodeon e virou apresentador de televisão em um programa horrível chamado Patrulha Nick, que não por acaso, foi cancelado devido à baixa audiência.

    Julyana virou uma puta gostosa e tentou tirar proveito de sua boa aparência para seguir na carreira de cantora. Chegou a lançar dois álbuns, um deles até em língua inglesa visando o mercado internacional, mas sua pavorosa voz não ajudou muito. Talvez se ela tentasse ser funkeira teria dado certo. Atualmente, escreve um blog com dicas de moda, que ninguém lê.

    Tatiana ficou mais baranga que a colega, mas tentou continuar seu trabalho musical. Gravou um álbum solo de músicas infantis, mas não vendeu porra nenhuma e ficou encalhado nas prateleiras de todas as lojas.

    Discografia[editar]

    Mulekada realizando um pacto demoníaco.
    • Mulekada (1999)
    • Mulekada Festa de Criança (2000)
    • Mulekada Faz a Festa (2001)
    • Mulekada na Parada (2002)
    • Coletânea Mulekada (2003)

    Principais hits[editar]

    O maior "sucesso" da banda foi o hit Foi de Brincadeira, que teve mais de 8000 versões diferentes gravadas por eles próprios. Além dessa porcaria digna de vencer o Grammy, a Mulekada também regravou clássicos de outros artistas consagrados como Xuxa, Molejo e Gretchen.