Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2019

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mondialdoflamengo.jpg

Cquote1.png Em dezembro de 19, botaram a gente na roda... Cquote2.png
Novo hino da torcida do VARmengo após a Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2019

A Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2019 é a décima sexta edição daquele corre-corre de merda que todos juram importância, onde equipes amarelam, tornam-se zebras, apanham de europeus, etc. Nesse anûs a competição ocorreu lá nas arábias do Vai Te Catar, por motivos políticos e dinheiro, muito dinheiro... Dessa vez conta com o fato do Auckland City ter pipocado pelo segundo ano seguido e a queda do poderoso Flamengo, o melhor time da galáxia, que mesmo com apoio de bilhões e bilhões de torcedores, não deu nem pro cheiro contra o Liverpool.

Equipes participantes[editar]

Amarelos Bandeira arabia saudita.png Al-Bilau Mais um fornecedor de petróleo.
Zuropa Bandeira da Inglaterra.png Beatles FC Time inglês que quer se vingar dos urubus e acabar com a sina de ser um Palmeiras da Europa.
América de Trump Flagge Mexiko.png Monte Gay Mais um clube do México, todo ano tem um.
Negões Bandeira da Tunisia.png Timeco da Tunísia Time onde os jogadores ganham uma cesta básica de salário.
América de Bolso Bandeira do Brasil.png Flamerda Time brasileiro que promete botar os ingleses na roda novamente (ou não).
Meio do mar Bandeira da Nova Caledônia.png Ai que lândia Higiene Time amador da França Nova Caledônia, que conseguiu chegar no Mundial primeiro que o PSG.
Sede Bandeira do Qatar.png Assado Campeão do país sede, Catar. Classificado por fornecer petróleo para a FIFA

Estádios[editar]

Pela "falta de verba", a FIFA resolveu improvisar e jogar apenas em dois estádios de futebol de areia, já que no Catar não tem grama.

Poha
Estádio da Mia Khalifa Estádio Jassim Bin Hamad
Capacidade: 45 Capacidade: 72
Boisko.jpg Tsubasa estadio.jpg

Transmissão[editar]

É o esquema de sempre, se um time brasileiro ganhar a Libertadores a Globo transmite, caso contrário ela vai estar cagando e andando para isso. No caso, como o Filho da Globo ganhou a Libertadores, o Mundial vai ser transmitido até no Canal do Boi, com a Globo transmitindo até a hora que os jogadores forem ao banheiro.

Partidas[editar]

Fase Preliminar[editar]

Jogadores do Al-Sadd muito All Sad por ser obrigado a jogar mais que 90 minutos contra um time de esquivadores de vulcões em erupção.

O primeiro jogo foi entre as equipes do Higiene e do Ai Sede, ou All-Sad e como óbvio dos primeiros jogos do Mundial, o jogo foi de padrão de qualidade de um jogo da Série B ou até mesmo um jogo de um campeonato estadual de médio porte, com vários chutões desnecessários, furadas de bola, contrataques malfeitos e chutes de futebol americano diretos no Golfo Pérsico. Para deixar o jogo menos chato, em uma jogada totalmente duvidosa, o atacante argelino Bagdá Bomnéjah aproveitou um cruzamento e um desvio da zaga para abrir o placar para os donos da casa e ficou nisso até acabar o primeiro tempo, já o considerado "melhor atacante asiático", a FIFA continuava errando mais de 8000 gols fáceis.

No segundo tempo, o "quem não faz toma" aconteceu e em outra jogada duvidosa, Antônio Rói, né? roubou a bola de um defensor do All-Sad dormindo e fez o gol, enquanto o zagueiro catarense caiu achando que era o VAR brasileiro que anula todo gol que um defensor finge falta em um contato antes de um possível gol e empatou a partida. Depois disso, a partida começou a ficar mais feia e ninguém sabia se estava assistindo um jogo de futebol do Mundial de Clubes ou um jogo do Campeonato de Favelas do Rio de Janeiro. Enfim, o Higiene insistia em contrataques malfeitos e o All-Sad em tocar a bola para o Afif chutar para fora nas mãos do goleiro e terminou assim.

O jogo ainda se mantia feio na prorrogação, até que o juiz cansado de apitar este péssimo jogo, resolveu inventar um "recuo" do time neocaledônio e enfim esperar que alguém do All-Sad fizesse o gol, e decidindo na cobrança de falta no uni-duni-te, o All-Sad deu sorte que não foi o Afif quem venceu e Saddan acabou dando um simples chute no gol para fazer o segundo. No final do jogo, para não parecer tão vergonhoso para os donos de casa, Pedro Miguel, mais um jogador brasileiro português que se perdeu nas Arábias ensinou os companheiros a como chutar no gol e marcou o terceiro, acabando esse péssimo jogo que decidirá quem irá ser humilhado pelo Montegay na próxima rodada.

Equipe 1   Resultado   Equipe 2
Bandeira do Qatar.png Aí que sede 3 - 1(pro) Higiênicos Bandeira da Nova Caledônia.png

Quartas de final[editar]

Na primeira partida e outro jogo morno, o Al-Bilal e o Espérance que Morre Sempre disputaram para ver quem vai tentar ser eliminado fazer uma zebra contra o Flamengo, e no primeiro tempo, um jogo horrível, porém nem tanto quanto o citado anterior e mesmo com mais de 8000 erros das duas defesas, ninguém conseguia chutar no gol, tendo como melhor momento a torcida do Espérance, que quase colocou fogo no estádio e ficou brigando entre si mesmos. No segundo tempo, seria quase a mesma coisa que o primeiro tempo, até que o técnico do Al-Bilal resolveu tirar aqueles árabes que não sabiam chutar uma bola e resolveu colocar o primeiro jogador europeu no ataque, que pela ruindade da defesa do Espérance, aproveitou para fazer um gol digno de Tsubasa e marcar o primeiro e único gol desta partida horrenda. Para deixar igual o jogo, o Al-Bilal ainda teve um jogador expulso, mas não adiantou de nada.

Em outro jogo, Montegay e All-Sad disputaram para ver quem seria eliminado para o Liverpool na próxima rodada e o Montegay começou ganhando com um chute do meio da rua e minutos depois, outro gol em um contrataque com um belíssimo passe do jogador do próprio All-Sad que confundiu os uniformes, mostrando o fortíssimo time que teve que passar na prorrogação contra um time da Nova Caledônia. No segundo tempo, um dos únicos jogadores prestáveis do All-Sad, o argelino Bagdá Bomnéjah marcou após aproveitar a falha do goleiro que ficou parado como uma estátua, dando um pequena Esperánce esperança para o time árabe, porém o Montegay fez mais um para acabar com o jogo, o All-Sad ainda fez mais um para esquentar o jogo, mas depois disso, nada em campo, classificando os mexicanos.

Equipe 1   Resultado   Equipe 2
Flag of Saudi Arabia.png Al-Bilal 1 - 0 Criança Esperança Bandeira da Tunisia.png
Flag of Mexico.svg Montegay 3 - 2

Bandeira do Qatar.png Aí que sede

Disputa de 5° lugar[editar]

Equipe 1   Resultado   Equipe 2
Bandeira do Qatar.png Aí que sede 2 - 6 Criança Esperança Bandeira da Tunisia.png

Semifinais[editar]

A primeira semifinal começou com o Al-Bilal e o Flamerda achando que o Al-Bilal era um Ceará da vida, porém o jogo acabou sendo uma mistura de Flamengo e Ceará, com o Al-Bilal colocando o Flamengo na roda no primeiro tempo e acabou fazendo o primeiro gol, para deixar maioria dos brasileiros felizes. Mas como alegria de pobre dura pouco, o Flamerda fez um gol no finalzinho do primeiro tempo para deixar aquele ar de mistério e promover mais infartos durante futebol... Neste jogo como vários na Libertadores, se provou que o Flamengo só faz algo de útil no começo do segundo tempo, metendo outro gol no Ai-Meu-Bilau e, se isso ainda não bastasse, o famosíssimo Ali Al-Bulaihi, que já estava sem esperanças de vitória, tacou o foda-se e fez um gol contra de zoeria. Sendo assim o Flamengo se classificou para a final do campeonato.

A segunda semifinal começou com o Loserpool tentando dar uma pressão no time do Montegay, enquanto o time mexicano tentava abusar do chutão para pegar a zaga velha do time inglês desprevenida e quem saiu na frente foi o Loserpool, em um toque do Insallah para o gol de Quïeta, porém em apenas um minuto depois dos 32193277454 chutões do Monte de gay no jogo, em uma jogada confusa, Fuleco Morsa pegou o rebote e conseguiu empatar o jogo, deixando o Alisson Beque parecendo um quadrupede manco... Depois disso, rolou a mesma coisa do primeiro tempo e ficou em nada, até que o Liverpool colocou os jogadores principais e em uma jogada perto de acabar o segundo tempo, Insallah fez mais uma boa jogada e no fim dela, aquele lá da seleção achou uma bola livre e conseguiu fazer o gol, depois que o sistema operacional do cérebro do goleiro Marcelo Barômetro ter parado de funcionar... Assim Firmino consegue desempatar o jogo, quase evitando o Loserpool de uma atuação vergonhosa.

Equipe 1   Resultado   Equipe 2
Flag of Saudi Arabia.png Al-Bilal 1 - 3 Flamerda Bandeira do Brasil.png
Flag of Mexico.svg Montegay 1 - 2 Beatles FC Bandeira da Inglaterra.png

Disputa de 3° lugar[editar]

Equipe 1   Resultado   Equipe 2
Flag of Mexico.svg Montegay (4)2 - 2(3) Al-Bilal Flag of Saudi Arabia.png

Final[editar]

Na final, aconteceu aquilo que todo mundo já esperava: o Liverpool, mesmo todo desfalcado e com um meio-campo horrível, ganhou do Flamengo, que se matou e suou tudo o que podia pra retardar o gol da vitória, marcado por Firmino na prorrogação. Pelo time brasileiro, foram destaques o atacante Gabriel Barbosa, que lembrou pra todo mundo como é que ele se sai contra time europeu e o técnico Jorge Jesus, que deu uma aula pro futebol brasileiro colocando Vitinho, Berrío e Lincoln em campo, mostrando como é que se perde um mundial.

Ué, mas me disseram que Copa Toyota era mundial...
Equipe 1   Resultado   Equipe 2
Bandeira da Inglaterra.png Bicherpool 1 - 0(pro) Cheirinho de Mundial Bandeira do Brasil.png

Campeão[editar]

Campeão Mundial de Clubes
de 2019
Escudo do Liverpool.png
Beatles FC
(1° título)

Prêmios[editar]

Além desses, teve também os prêmios "Troféu Joguei de Igual a Igual com o Liverpool" e o "Trófeu Posse de Bola" que o Flamengo levou para o Brasil e mostraram como o futebol do treinador português foi efetivo...em prender a bola o máximo possível.