Muralhas Romanas de Lugo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Códice Calixtino.jpg

Galiza, terra meiga!

Este artigo tem cousas galegas! Seu autor pode ter cruzado todo o Caminho de Santiago, tocar uma gaita desafinada, comer frutos do mar e tem medo da Santa Companha!

Cuidado! Se tentar falar mudando ção por çom será taxado de reintegrata!!

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


As Muralhas Romanas de Lugo são muros que servem para isolar a cidade de Lugo do restante do universo. Sendo a única coisa que não é desconhecida sobre essa cidade, Lugo e seus muros são praticamente a mesma coisa. O mundo se modernizou, chegou o futuro e as muralhas não foram derrubadas, mesmo que não exista mais nenhum risco de invasão.

Os habitantes locais insistem em manter as muralhas de pé, com a desculpa o argumento de que o muro serve para proteger o local de uma possível invasão de bandidos de cidades próximas.

Por causa da muralha, nenhum carro consegue entrar dentro de Lugo. Esse é o motivo das ruas não terem carros.

Os moradores querem é que Lugo continue sendo um patrimônio mundial, pois eles acham que isso é um título importante que muda a vida deles para melhor. Claro que estão enganados, mas os caras não querem ouvir esse conselho. Inicialmente Lugo foi fundada por metaleiros celtas para servir de templo para o culto ao Deus Metal.

História[editar]

Os romanos tiveram a informação de que numa região próxima à cidade chamada Las Médulas, exisita muito ouro, e como barras de ouro valem mais do que dinheiro, eles precisavam expulsar os celtas e pegar as minas para si.

Então os romanos atacaram a região, chutaram o traseiro dos celtas e ficaram com as minas de ouro. O problema é que os romanos tinham um distúrbio mental que os fazia acreditar que qualquer pessoa passando por lá queria roubar o ouro deles.

O distúrbio ficou tão forte que por causa deles os romanos fizeram uma muralha gigante para afastar quem quisesse roubar as barras de ouro que valem mais do que dinheiro. Os romanos não pensaram que alguém soubesse uma técnica para escalar muros, mas muita gente sabia como subir muralhas, invadindo a cidade, roubando todo o ouro e deixando seus habitantes na miséria. E sem ouro.

Putos com isso, os romanos abandonaram o local, já que sem ouro a cidade era completamente inútil. Algumas pessoas não tinham grana para se mudarem nem aonde ir, portanto ficaram em Lugo, mesmo que lá não tenha muita coisa para fazer. Assim, Lugo não ficou completamente abandonada e não virou ruína.

As muralhas romanas continuam lá, impedindo o acesso de carros a Lugo. Como o muro é um patrimônio mundial, ninguém pode derrubá-lo para facilitar o acesso.

Ver também[editar]