Murici Futebol Clube

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Murici Futebol Clube
Escudo do Murici.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Muricy Ramalho Futebol Clube
Origem link={{{3}}} Alagoas - Murici
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Alagoano
Divisão Primeira divisão
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Murici Futebol Clube é um ex-jogador de futebol de qualidade mediana e atual bem sucedido técnico de futebol famoso por ter ganho o tri-campeonato brasileiro nos anos de 2006, 2007 e 2008 graças a uma tática retranqueira de futebol. O técnico todos conhecem, agora que existe uma miserável cidade com esse nome no Alagoas e que lá tem um time de futebol semi-amador, aí nem os comentaristas esportistas que são pagos para isso conhecem a existência de tal clube.

História[editar]

Fundação[editar]

Dizem que o Murici FC foi fundado em 1974, mas não há provas científicas sobre este fato, e o mais provável é que esse ano tenha sido inventado para gerar uma falsa sensação de time tradicional e antigo, quando na verdade todos sabem que a equipe surgiu ontem, já que ninguém nunca ouviu falar antes, nem mesmo o CRB e CSA, esses sim com alguma história pra contar.

Estreia no campeonato alagoano[editar]

Ninguém sabe o que o Murici fez de 1974 até 1999, talvez o clube nunca nem tenha existido nesse tempo, mas em 1999 fez sua estreia no campeonato alagoano como primeiro time do estado de Alagoas que não era uma sigla, mas sim o nome de um técnico de futebol. Pelos 10 anos que se seguiram, a única função do Murici era cumprir tabela no estadual e ver os times que eram alguma sigla serem campeões.

Temporada 2010[editar]

O ano de 2010 foi o mais agitado da história do Murici FC, que aproveitando-se da falência do futebol alagoano, tornou-se campeão estadual daquele ano. O campeonato em questão foi tão desinteressante que nem a Wikipédia tem informação sobre ele, portanto ninguém sabe exatamente como foi a campanha do Murici, apenas que o vice foi o ASA, o que levanta suspeitas que os times da capital estavam de férias fazendo alguma outra coisa mais interessante.

Devido ao título estadual, o Murici fez sua estreia numa Copa do Brasil, onde foi sorteado a enfrentar o Flamengo, o time que realmente tem torcida naquela miserável cidade de Murici. Com o Flamengo parecendo que estava jogando em casa, e os noticiários fazendo piadinhas sobre o nome Murici, o time carioca venceu o primeiro jogo por 3x0 e dispensou o jogo de volta. A partida foi histórica porque pela primeira vez na história um cidadão de Murici pode ver seu time tomar uns gols e uns dibres do Nemesis do Resident Evl 3 Ronaldinho Gaúcho.

Posteriormente a equipe desistiu de disputar a Série D devido a presença de sapos e siris no gramado, além da cidade ter sido transformada num pântano depois que choveu um poquinho.

Temporada 2015[editar]

Em 2015, no campeonato estadual chegou a ser lanterna de seu grupo num torneio foleiro e decadente como o campeonato alagoano, mas todavia, por falta de times, o Murici fora convidado a disputar a Copa do Brasil daquele ano, quando enfrentou o temido Cuiabá EC, time de estádio de Copa do Mundo, e em Murici, perdeu e foi eliminado perante a massiva presença de 433 torcedores.

Temporada 2016[editar]

O ano de 2016 começou cheio de incertezas para o Murici, pois a Federação Alagoana de Futebol numa tentativa frustrada de mostrar serviço decretou que todos times do campeonato estadual tinham que ter mais de 18 jogadores, porque faz todo sentido do mundo essa exigência, e o Murici como só tinha 17 atletas (afinal nem todo mundo pensa em jogar futebol naquele meio do nada), o TJD-AL cassou a participação do Murici e o proibiu de jogar o estadual. Todavia, a Polícia Militar de Alagoas interviu e exigiu a presença do Murici no torneio, já que em Alagoas a polícia militar serve para isso.

Mesmo com toda essa pataquada e uma campanha ridícula, o Murici ainda conquistou vaga para a Série D, pois ASA e CRB já estavam classificados para coisa melhor, e haviam duas vagas sobrando, as quais o CSA pegou uma, e então como não existem mais times em Alagoas, ficou para o Murici mesmo.

Na Série D de 2016, foi mero coadjuvante e ninguém sabe (ou se importa) como foi o desempenho dessa equipe. Sé se sabe que ficou longe do acesso, algo que até o CSA logrou conquistar naquele ano.

Temporada 2017[editar]

O time além de se classificar na maior cagada no campeonato alagoano, conseguiu eliminar alguns times pseudo gigantes na Copa do Brasil, mas na 3ª fase foi eliminado em casa pelas Smurfettes na maior facilidade. Só serviu para mostrar para o Brasil todo como o time do Murici detinha uma bela de uma porcaria de gramado em seu estádio.

Títulos[editar]

  • Campeonato Brasileiro como técnico: 3 vezes (2006, 2007 e 2008)
  • Campeonato Alagoano: 1 vez (2010)