Muzambinho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Muzambinho
O moderno, impressionante e revolucionário no design brasão da cidade, desenhado por uma criança de 4 anos de idade e homeageando: Boi (Churrasco), Cana-de-Açúcar (A Marvada da Cachaça), Doce de Leite e Café (porque ninguém é de ferro).
Nome Oficial Muzambim
Gentílico Muzambinhense (ou "Povinho Difícil")
Idiomas Mineirês: 99,9% da população; Português: 0,01% da população; Inglês: 0,01% da população (não fluente); Língua dos Bêbados: 130% da população.
Lema "PINGAS QUÆ SERA TAMEN" - Pinga, ainda que à tardinha!
Governo Em falta há um bom tempo.
PIB R$ -10.000.000,00
PIB per capita R$ -1.000.000,00
IDH Inmensurável.
Localização Na 'boca' de Minas Gerais. Se o Triângulo é o nariz...
População 21.000 pés vermelhos (10.000 caipiras, 5.000 bêbados e 30.000 morando no estado de São Paulo fazendo 'facurdadi ou em atitudes suspeitas).
Data de Afundação 30 de Novembro de 1880

Cquote1.png Você quis dizer: Terra do Milton Neves? Cquote2.png
Google sobre Muzambinho
Cquote1.png Minha terrinha já tem internet? Cquote2.png
Milton Neves sobre esse artigo
Cquote1.png É exatamente o que eu quis dizer com "Estado de Natureza"! Cquote2.png
Thomas Hobbes sobre Muzambinho
Cquote1.png Que tenda? Cquote2.png
Visitante do Carnaval de Muzambinho sobre suas últimas palavras em vida
Cquote1.png Eu já visitei esse lindo país da Ásia... É Maravilhoso! Cquote2.png
Carla Perez sobre Muzambinho
Cquote1.png Liga "Lugar Nenhum" ao "Fim do Mundo"! Cquote2.png
Engenheiro sobre estrada Guaxupé-Muzambinho
Cquote1.png A coisa mais bonita em Guaxupé? A estrada que liga à Muzambinho... Cquote2.png
Muzambinhense sobre a cidade vizinha rival histórica Guaxupé
Cquote1.png Somos simpres sim, mais num semo indiotas! Cquote2.png
Du Carmo, a senhora que toca o puteiro local sobre Muzambinho
Cquote1.png Caralho! Seus sem educação! Vão jogar lata de cerveja na puta que os pariu, bando de veados! Cquote2.png
Zé Ramalho, durante show, sobre a educação em Muzambinho
Cquote1.png Realmente não existe! Cquote2.png
Cristovam Buarque sobre educação em Muzambinho
Cquote1.png Só tem homem! E tudo tarado!!! Uhú!!! Cquote2.png
Garota turista na televisão sobre Carnaval em Muzambinho
Cquote1.png Marca três horas antes, senão ele chega atrasado! Cquote2.png
Aécio Neves sobre compromisso com o ex-prefeito Marco Régis
Cquote1.png A Atenas sul-mineira continua desenvolvendo... Cquote2.png
Régis Policarpo, radialista local sobre coisas que só ele vê


Muzambinho, (MG) é conhecida como A Terra do Merchand Neves, famoso narrador esportivo, comentarista, apresentador e cabeça de bezerro nascido nestas nobres terras, porém terra mesmo ele não tem nada, já que todas suas propriedades rurais concentram-se nas "cidades" vizinhas.

Muzambinho ainda é (era) mundialmente famosa por seu doce de leite e suas cachaças, produtos que curiosamente nenhum morador local consome sabe lá porque.

Muzambinho é uma cidade de primeira. Se passar segunda marcha, você sai da cidade!

A origem do nome

Casagrande (esq.) e Milton Neves (dir.), humoristas do Pânico na TV, entrevistam o mais nobre muzambinhense: Merchand Neves (centro).

Muzambinho vem do latim, pois foi fundada por nobres europeus que ao desembarcarem em Minas Gerais com suas Caravelas procuraram a região da cidade para fundarem seus palacetes e morarem na região, escolhida a dedo devido ao grande número de Minas de Ouro, Diamante e Cerveja da região, porém até hoje nunca encontradas.

O nome vem dos dialetos falados pelos europeus, o Ubuntu e o Motumbo, e significa Pequeno Mocambo, que em tradução livre para o português é algo como Fim de Mundo. Os europeus também deixaram registro na cidade depois de sua colonização, onde diversas fazendas da região mantiveram intacta a senzala onde estes dormiam.

História

Na idade média, na região da Barra Bonita, uma remota terra a 30 km da atual cidade, viveram o povo dos Amarelos, que possuiam apenas 1 olho e falavam chinês arcaico. Muito tempo depois, no renascimento, na região que hoje é Guaxupé (antes colônia de Muzambinho) surgiu um Avatar do deus hindú do queijo (outros avatares de Muzambinho: Milton Neves, Trajano, Mazaroppi, Marco Régis, Pedro Miller, Régis Policarpo, Padres Francisco e Guaraciba, Loira do Banheiro, e Vonzico).

Séculos depois, Muzambinho foi dominada por Átila, o Huno, que fundou um quilombo abolicionista no Brejo Alegre e outro na Barra Funda. Esses quilombos se desenvolveram, Átila voltou para a Ásia para lutar com Gengis Khan, e os negros que ficaram por aqui fundaram o povoado de Muzambinho.

Os negros começaram a produzir doce de leites em tonéis de carvalho, e surgiu a tradição nacional de doce de leite. Antes eram ordenhadas vacas de verdade, a mãos de negros fugidios. Em 1901 foi fundada uma escola na cidade... Estiveram presentes na inauguração Getúlio Vargas, Aristóteles, Dom Pedro II, Ray Connif, Pelé, Madonna e Xuxa.

A Escola foi dirigida pelo professor Salatiel de Almeida, acessorada pelo menino Vonzico e por Hebe Camargo. Lá tinha aulas de Latim, Francês, Química, Fisiologia, Culinária, Corte e Costura, Defesa Contra Artes das Trevas e de Doceleitedologia.

Vista Aérea de Muzambinho. Onde estão os prédios? A foto foi tirada de cima do único...

Muzambinho passou durante o século XX por diversos movimentos, inclusive a Guerra de Secessão, a Guerra de Tróia e a Guerra do Doce de Leite. Em todos eles, Américo Luz dirigiu a guerra montado num trem fantasma.

Voltemos a falar de dois séculos atrás, todo muzambinhense e somente ele sabe que a primeira experiência de um homem sair do chão em asas não foi Ícaro, isso é lenda. Na verdade, Dito Dino fez o primeiro voo "a bordo" de sua Asa-Delta, invenção dele, sobrevoando a cachoeira do Rio Francis Peter, ou como é conhecido na região, Chico Pedro.

Ele conseguiu ficar no ar por aproximadamente 1 segundo, plainando numa maravilhosa plantação de arranha-gatos, a equipe de resgate não demorou mais do que uma semana para tirá-lo de lá. Dito Dino é inventor, tinha uma emissora de rádio em Muzambinho, nela passaram grandes nomes como Milton Neves, João Dureza, Sílvio Santos e Pedro Miller.

Nos anos 70 assumiu a prefeitura Sebastião Del Gáudio, tendo como assessor Pedro Miller e Donizetti Secretário. Del Gáudio deu ritmo para cidade e criou a marchinha carnavalesca "A Pipa do Vovô não Sobe Mais" cantada desde então por Rui Evilásio em todos os Carnavais. Apesar disso, ele casou com uma mulher jovem e bonita e teve mais filhos. Foi um verdadeiro empreendedor! (O maior dos empreendedores depois dele foi o Exmo. Sr. Dr. Aquiles Caetano Veloso, herói da Guerra de Tróia).

Nos final dos anos 80 foi eleito prefeito Marco Régis De La Peña, que criou o Cristo Redentor, o Matadouro, o Albergue, o Braulino e o Valdir Abrão. Sua administração foi marcada por diversas marcas de solzinho pela cidade.

Nos anos 90 o destaque ficou por conta das filhas da Dercilia ganhando todos concursos de beleza e Festas do Peão. Outro acontecimento marcante foi a descoberta das pirâmides em Muzambinho pelo arqueólogo e jogador de biriba Fernando Magalhães.

Outra descoberta dos anos 90 foi Régis Policarpo. Ninguém conseguiu cobrir de novo! Nos anos 90 foi completado o segundo centenário de Messias Gomes, primeiro homem a dar a volta na terra em um coreto demolido. Outro destaque foi o time de futebol chamado MEC, mas não distribuia livros pras escolas.

O grande acontecimento dos anos 90 foi, porém, a chegada em Muzambinho dos bandeirantes Francisco e Guaraciba, fundadores do grupo GOEL e grandes divulgadores da Arte do Rádio. Eles lançaram a primeira cruzada realizada na montanha sagrada da Serrinha dos Cristais... Tinha até uma santa de várias cabeças...

Nos anos 2000 o poliesportivo foi finalmente inaugurado (acredite se quizer! foi inaugurado já!).

Hoje grandes humoristas vivem em Muzambinho, como Milton Neves, Vonzico, Dercy Gonçalves, Bob Esponja e Carlos Alberto de Nóbrega.

Na escola agrotécnica vivem os gabirus, uma raça estranha que comem macarrão todo dia. Estudos recentes mostraram que a raça dos gabirus está em processo de extinção, e todos eles estão se transformando em bagaços, sempre no prazo de 1 ano.

O narrador e apresentador esportivo Milton Neves visita a sua cidade natal de temos em tempos, visitando suas propriedades urbanas, claro, e pacificamente agride á todos que nela habitam ou alugam, em especial sua família que ele ama, a população o recebe muito bem, enquanto Milton Neves desfila em sua Mercedes com vidros abertos cumprimentando os muzambinhenses e distribuindo autógrafos, visita a Barra Funda e o Brejo Alegre, contribuindo com cestas básicas a população mais carente, além de doações secretas.

Logo após sua demorada visita, Milton prossegue sua peregrinação pela região, visitando suas propriedades em Monte Belo e Guaxupé, essa última onde encontra-se sua criação de gado [Brahma] (um patrocínio de Brahma Chop, a nº1)e Monark, pra quem é monarca.(...)

Outro Lord Muzambinhense é Aquiles Caetano Veloso, Quilinho como é conhecido também deixou sua marca na história muzambinhense, amigo de Michael Jackson, Pedro Muller e do Lord Zeitune, Quilinho construiu um belíssimo conjunto habitacional com casas espaçosas coisa e tal. Quilinho é um empreendedor, educado como tal, formado advogado não sei onde, e amigo da população. Foi candidato a prefeito mas desistiu por vontade própria, mesmo sabendo que iria ganhar (?), idealizador do projeto Ferrari à todos. Alguns de seus projetos ficaram na história, como a Boate 3 em 1, com mulheres à vontade e tudo mais.

Outro fato curioso foi a festa que o promoter Pedro Muller concedeu à população, onde teve ausências confirmadas de: Engenheiros do Hawaii, Utraje à Rigor, Pink Floyd e o comediante Barnabé. Em entrevista à Régis Policarpo, Muller disse que esse ano tem mais.

Régis Policarpo é um paquerador das madrugadas friorentas de Muzambinho, amigo íntimo de Milton Neves, Policarpo é cotado como futuro prefeito da cidade e terá apoio de Neves. Policarpo é conhecido por todos pelo seu programa na rádio Am, tem popularidade e prestígio, conhecido por seus megalomaníacos projetos, ele fará, assim que assumir a prefeitura, um bondinho que ligará a Avenida Dr. Américo Luz ao Cristo Redentor e à Serrinha dos Cristais, passando por todos os bairros da região.

Para o Carnaval, Policarpo trará de novo as marchinhas carnavalescas e presenças de Carmem Miranda, Pedro Muller e Glória Maria. Milton Neves emprestará uma de suas enormes propriedades para o comitê de Policarpo com apoio de Lupo, Brahma, Sonda e Bozzano, para um rosto liso como do nosso amigo Morsa.

Outro brilhante habitante de nossa cidade é Otávio Sales, amigo íntimo do cantor Michael Jackson. É filósofo (assexuado) e amigo de Nietzsche e de Pedro Muller, além dos também filósofos e profetas Gentileza e Trajano. Idealizador é um dos adjetivos de Sales.

Futuro

Muzambinho planeja seu futuro baseando-se no que há de mais recente em engenharia e arquitetura, a prefeitura empenha-se agora em desmanchar todas as contruções com mais de 20 anos para dar lugar a novas linhas arquitetônicas. Dentre as contruções a serem desfeitas, estão a Casa da Cultura, a Prefeitura Municipal, o Colégio e a praça Pedro de Alcantara Magalhães.

Prevê-se uma disputa para governar a cidade entre Pedro Miller e Régis Policarpo.

Existe também um projeto para criar o maior aeroporto exportador de cachaça fabricada pelos Gomes, logo ali depois do sítio do Sebastião. Mas esse projeto não saiu do alambique pois resolveram usar a cachaça como combustivel em campeonatos de arrancada de tratores.

Localização

Muzambinho no mapa de MG
Rodoviária de Muzambinho: foto atual.
Uma das sensacionais rodovias que servem a cidade.

Muzambinho localiza-se estratégicamente em Minas Gerais, limita-se a Oeste por Guaxupé, cidade com a qual se rivaliza historicamente. A Leste limita-se por Monte Belo e Nova York. Ao Norte temos Nova Resende, Manaus e a Noroeste, Juruaia e Brasília. Ao sul, Muzambinho faz divisa com o estado de São Paulo: a Grande São Paulo e Caconde e em Minas com Cabo Verde (também conhecido com Pau do Hulk) e Argentina.

É comum dizer que Muzambinho localiza-se na "Boca de Minas Gerais". Se você olhar no mapa, e considerar que o Triângulo Mineiro é o nariz de Minas, Muzambinho fica próximo do que seria a boca (uma pequena curvatura na divisa, abaixo do nariz). Logo, Juiz de Fora é o cu de Minas.

Essa localização é favorecida pelas diversas estradas que servem ao município e a rede de transportes rodoviário fornecido pelas companhias que operam o Terminal Rodoviário de Muzambinho.

Administração

Marco Regis e seu personagem Gollum de Senhor dos Anéis (à direita).
Percebam as semelhanças físicas e no jeito de administrar...
Nos estúdios de Harry Potter, aguardando para ser maquiado.

A Administração da cidade é feita pelo Doutor (sim, ele é médico) Marco Regis. Muzambinho é precursora de um modelo de gestão onde todo mundo na cidade é ouvido e dá opinião sobre a administração da cidade. Porém, caso você seja inimigo político de quaisquer administrações, provavelmente entrará por um ouvido e sairá pelo outro.

Toda administração da cidade é caracterizada pela união e pelo mesmo modo de agir: destruir e falar mal do que a outra administração fez.

Marco Régis tem vários ASPONES importantíssimos como o Sr. Dr. Dair Angélica, secretário de qualquer coisa para ser preenchida, o Sr. Pedro Passos da Televisão, secretário de assuntos e fofocas populares. Sua ex-cunhada Elizabete é cotada para a secretaria de tamancadas e proteção aos negros espancados.

Marco Régis é um famoso ator de televisão e constantemente está atuando nos maiores sucessos do cinema mundial. Recentemente Marco Régis atuou em Harry Potter, Senhor dos Anéis e serviu de inspiração para Matt Groening criar alguns personagens dos Simpsons.

Fatos interessantes

Tentativa de suicídio na torre de telefone na Rua Tiradentes atrai multidão. Há alguns anos, um rapaz tenta se suicidar subindo na torre de telefone, ele quebrou boa parte da torre e caiu no golpe do cafezinho (e não da torre).

Com muito frio, ele desce pra tomar o que seria o último drink e foi impedido de sucumbir com a própria vida, pois a mãe o esperava com uma chinela ipanema na mão. Hoje ele segue seu futuro numa padaria falida no centro. Fatos Muzambinhenses.

Esportes

O distintivo do glorioso Idependente, feito pela mesma criança pessoa que fez o brasão da cidade.

A cidade que tem o mais cabeçudo melhor apresentador de esportes do país não poderia ficar sem representação no futebol. O tradicional Independente Futebol Clube já disputou a 26ª divisão do Campeonato Mineiro, ficando em 3º lugar dentre 3 times.

Demais equipes tentaram com sucesso e conseguiram resultados semelhantes. Todas equipes mandam seus jogos no sensaciona Estádio Professor Antônio Milhão, que de tão grande não possui espaço suficente para todos os mais de 20 torcedores que acompanham a prática do desporto neste local, obrigando os assistentes ficarem de pé a beira do alambrado e possibilitando xingar o bandeirinha ou pegá-lo pelo colarinho.

O Estádio Professor Antônio Milhão em dia de clássico: casa cheia.

Mas nem só de futebol vive a cidade. O Halterocopismo é praticado em larga escala na cidade havendo bares academias para prática do desporto em toda a cidade. Cuidar da vida alheia é a forma que a cidade conseguiu para incluir as senhoras de idade afim de se conseguir uma melhor qualida-da-de de vri... di vida (Ruth Lemos). A prática do ócio pode ser presenciada a qualquer momento, seja ela em conjunto com o Halterocopismo em horário comercial ou em repartições públicas, bancos e comércio.

Outro esportista é o sr. Edson Dino, filho do inventor Dito Dino Pardal. Corre todo ano na São Silvestre e chega sempre em 15.345a posição.

Influências

Muzambinho localiza-se na porção paulista do interior de Minas Gerais. Caso você pergunte, qualquer muzambinhense já visitou Campinas e São Paulo, mas a grande maioria não conhece Belo Horizonte.

99% da população torce para equipes paulistas de futebol, e o 1% restante torce pro América Mineiro, Democrata de Governador Valadares e Seleção de Trinidad e Tobago. Caso você pergunte quem é o governador Mineiro, 90% não sabe nem dizer quem foi candidato. Prefeito de Belo Horizonte ninguém sabe, mas de cor e salteado qualquer um diz o vice-prefeito de São Paulo, todos os deputados paulistas e se bobear, quantos votos cada um teve.