Myrna Loy

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Claudia raia manchete 1987.jpg

Myrna Loy é uma ex-gostosa
Ela já inspirou muitas homenagens, mas foi o tempo quem realmente a comeu.

Cquote1.png Quem é ela mesmo? Cquote2.png
Um noob sobre Myrna Loy

Cquote1.png Minha grande discípula! Cquote2.png
Theda Bara sobre Myrna Loy

Myrna Loy é mais uma das atrizes do Universo dos filmes de Hollywood dos cinemas.

Sobre a Myrna Loy[editar]

Ela cuja seu nome verdadeiro é "Myrna Adele Williams" é mais uma dessas atrizes na Terra dos famosos cuja quase ninguém ouviu falar, parida em Radersburg, 2 de agosto de 1905 e morrendo em Nova Iorque, 14 de dezembro de 1993.

Sua história[editar]

Myrna em um ensaio fotográfico com sua roupa de corretora de imóveis.

Myrna Loy era filha de um fazendeiro e de uma dona-de-casa formada em música. Morou por um tempo no sul da Califórnia, devido ela ser bem doentinha por não comer quase nada por ser uma pobre, mas acabou voltando para o rancho do pai e assim ficou curadinha. Depois a mãe dela precisou de uma cirurgia então, as duas mais o irmão mudaram-se para Ocean Park. Lá Myrna começou a frequentar prostituição aulas de dança. Quando voltaram para casa, ela fez sua estréia no palco em um pequeno teatro, dançando que nem uma retardada, o público amou ela por isso.

Quando o papai morreu, ela teria que se virar sozinha e aos 18 anos saiu para trabalhar. Em 1925 foi selecionada para o filme What Price Beauty?. Embora seu papel fosse pequeno, sua maquiagem e figurino exótico no filme, levaram a Warner Brothers a lhe contratar. Nos filmes silenciosos que ela fez a partir dai, seus papéis eram da mulher fatal ou vamp e frequentemente aparecia como asiática ou euro-asiática, pois ela só precisava encenar mesmo sem dizer uma besteira sequer.

Até que em 1934, atuou em Manhattan Melodrama, que lhe trouxe o sucesso. No mesmo ano fez o filme The Thin Man, onde interpretou a esposa do detetive Nick Charles, na série de filmes Thin Man, co-protagonizados por William Powell. Os dois se tornaram a dupla mais bem-sucedida do cinema, atuaram juntos em 14 filmes e a fama dela subiu pra caralho com isso.

Durante a Segunda Guerra Mundial, deu um tempo na carreira para ajudar nos esforços de guerra para levantar fundos, deixou o Adofinho tão puto com isso que ela era até mesmo a mais procurada no país daquele ditador, olha que ela não era nem Judeu.

Mas depois da guerra, ela voltou a mostrar o seu talento nas telonas, fazendo The Best Years of Our Lives em 1946. Fez mais alguns filmes até que atacou um câncer de mama em 1975 e em 1979, o que a forçou se aposentar. Mas infelizmente em 1993 a coisa tava feia demais e ela morreu aos 88 por isso.

Uma curiosidade é que apesar das suas atuações no cinema, ela não ganhou quase nenhuma fama, apenas uma estatueta honorário em 1991 por tudo que ela fez.

Donamorte1.jpg
Myrna Loy já morreu!

E foi comer capim pela raiz!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno