Clube Analticu Capibarbie

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Náutico)
Ir para: navegação, pesquisa
Aviso importante: Futebolismo aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa pra quem você torce, seja o ABC, o CRB, o Brasiliense ou o Gama. Seja engraçado e não apenas idiota.
Barrichello Criyng.jpg Este artigo é sobre um(a) PERDEDOR(A)

Não adianta chorar, ele(a) sempre vai se foder.

Clique aqui para ver outros azarões.
Clube Náutico Capibaribe
Escudo do Náutico.png
Brasão
Hino The Bitch Is Back (Versão Frevo)
Nome Oficial Clube Anauticú Capi-Barbie
Origem link={{{3}}} Pernambuco Recife
Apelidos Barbie, Alvirosa, Rosada, Catita, Morre-na-Praia, Meninas
Torcedores Marinheiros Bombados
Torcidas F-ANALtiCÚ
Fatos Inúteis
Mascote Boneca Barbie
Torcedor Ilustre Biu Goiaba
Estádio Deserto do Pernambuco
Capacidade 40.000 teoricamente, mas não passa de 100
Sede Av. Rosa e Silva, nº 24, Recife
Presidente Informação Irrelevante
Coisas do Time
Treinador  ?
Pior Jogador Nuvola apps core.png Pinga
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Catuaba
Patrocinador Rapidão Cu-meta
Time
Material Esportivo Wilson
Liga Campeonato Brasileiro
Divisão 2° divisão
Títulos HEXA-campeonato de futebol de botão do século passado
Ranking Nacional 58°
Uniformes Barbiee.jpg



Cquote1.png É a única purtunidadi que ajente temos de sê milhó qui os bacana Cquote2.png
Santa Cruz sobre Náutico
Cquote1.png É de comer?? Cquote2.png
Você sobre Náutico
Cquote1.png Sim! Já Comi... Cquote2.png
Torcedor do Grêmio sobre Náutico
Cquote1.png Perder dois pênaltis ainda vá lá, mas perder para um adversário com 7 em campo é demais... Que vergonha! Cquote2.png
Comentarista de futebol sobre o grandioso feito do Clube Náutico Capibaribe nos Aflitos
Cquote1.png Bah, aquele que a gente ganhou com meio time, tchê? Cquote2.png
Gremista sobre Náutico
Cquote1.png Si eu pudesse, eu matava inté o técnico Cquote2.png
Jeremias sobre Náutico
Cquote1.png A Barbie Girl e sua irmã Sarna Susi adoram ajudar quem precisa de um título Cquote2.png
Torcedor do Grêmio e do Coritiba sobre Náutico
Cquote1.png Sabe qual a diferença entre uma redação e o Náutico? A redação tem título! Cquote2.png
Ary Toledo sobre Náutico

Clube Náutico Capibaribe é um suposto time de futebol pernambucano, supostamente tradicional daquele estado, mesmo que jamais ganhe alguma coisa que preste, conhecido por ser freguês de qualquer um e nos campeonatos brasileiros um time desrespeitado que todo mundo fica revoltado quando perde, é um cocô clube náutico time de futebol, um dos clubes com a maior quantidade de piadas homossexuais do Nordeste.

O nome comum era para ser "Capibaribe", pois "clube náutico" é um prefixo de dezenas de times aí pelo Brasil, mas os torcedores, com vergonha do nome "capibaribe" que parece "capivara" ou "capibarbie", para evitar a zoeira, por vergonha denominam-se de "Náutico" mesmo.

Auto-considera-se um time grande de Pernambuco, mesmo que de acordo com os cálculos do instituto Datafoda-se o Náutico só terá chance de se igualar ao Sport e Santa Cruz em títulos estaduais no ano 2070 caso seja campeão consecutivamente até lá, e só terá chance de igualar os supostos dois rivais em números de vitórias caso os derrote sem perder jamais até 2090.

História

Fundação

O Náutico é o time mais antigo de Pernambuco, fundado em 1901 antes mesmo do futebol ter surgido no ano de 1915, nos primeiros anos o Clube Náutico Capibaribe disputava torneios de esportes que remetiam ao seu nome, como frescobol, caça a capivara e montagem de casas Barbie.

O primeiro jejum

Já desde os primórdios o Náutico já demonstrava sua vocação para cumprir tabela no campeonato estadual, amargando um jejum de quase 20 anos sem ganhar nada de 1915 a 1934, quando por dó deixaram que o Náutico fosse campeão pernambucano.

Taças Brasil da década de 60

Destacou-se nacionalmente na década de 60 graças à Taça Brasil, um torneio semi-amador de regulamento esdrúxulo onde participavam meia-dúzia de times aleatórios de toda parte do Brasil onde o futebol não fosse tradição, reunindo times então desconhecidos como Santos, Cruzeiro, Operário do Mato Grosso do Sul, e evidentemente o Náutico, que mesmo sob estas condições favoráveis jamais conseguiu seu título brasileiro, conquista que eles consideram irrelevante, o que importa é ser HEXA-campeão de Pernambuco.

Copa Libertadores de 1968

Na sua única participação no maior torneio continental sul-americano, pela Libertadores de 1968, o Náutico destilou seu amadorismo e incompetência ao ser pateticamente eliminado pelo Deportivo Portugués da Venezuela (isso, era esse o nome do time) por conta da burrice do técnico que fez 4 substituições ao esquecer não estava mais jogando uma pelada de várzea como normalmente jogam em Pernambuco.

HEXA é um Luxo (1963 a 1968)

Enquanto isso, outro time pernambucano é campeão nacional.

O maior orgulho da torcida alvirosa é um tal de HEXA (em maiúsculo mesmo) que ninguém nunca viu! Conquistado na década de 60 quando a sua mãe era virgem, no campeonato mais importante do mundo, o pernambucano (segundo elas mesmas) o detalhe é que elas ainda comemoram um título que os avôs delas conquistaram, não importa de que HEXA elas estão falando, isso elas ficam se gabando, achando que ser HEXA pernambucano é mais importante que ser campeão brasileiro, fruto da pura ignorância das rosas que se dizem da elite. Assim como o Náutico, outro time importantíssimo que também é HEXA, é o Campinense (aquele que eliminou o Santa Crui da Série C de 2008, se lembra?) de Pernambuco do Norte.

Mas na verdade elas devem se gabar mesmo! Afinal, o único triunfo delas foi esse, pergunta a uma Barbie quem é o único time de Pernambuco campeão brasileiro, elas responderão: "É o Sport!", pergunta a elas quem tem a maior torcida do norte-nordeste, a resposta será: "É o Santa Cruz!", pergunta a elas quem tem o maior patrimônio: "É o Sampaio Correa!"... é de dar pena!

Lembrando que hoje, na comissão técnica daquele ano apenas há dois sobreviventes que até hoje quando se fala no HEXA, os vovôs pulariam desvairadas de alegria se conseguissem! Já com os jogadores apenas 6 já morreram, outros 12 jogadores depois do título decidiram continuar na Barbie, que deixou de pagar seus salários e agora são donos de um bordel em Cabrobó, o resto se aposentaram e hoje vivem miseravelmente só de lembranças daquela época

Quando a Barbie foi hexa...

  • O homem ainda não havia pisado na lua
  • A TV Globo ainda não existia
  • O Reporter Esso era líder de audiência
  • Tua avó era virgem
  • O muro de Berlin estava de pé
  • Hebe Camargo ainda era virgem
  • Tua TV era preto e branco
  • Você ainda acreditava em Papai Noel e coelhinho da páscoa
  • Pelé ainda não havia marcado o gol mil
  • Teu pai tava jogando a 1ª edição de War
Mentira nautico.jpg

Campeonato Pernambucano de 2000

Seria apenas mais uma rotineira terceira colocação no estadual atrás dos sempre Santa Cruz e Sport, se não fosse pelo detalhe de que na edição de 2000 do Campeonato Pernambucano o Náutico fosse derrotado simplesmente pelo Íbis Sport Club por 1 a 0, consagrando a ruindade do time.

Batalha dos Aflitos (2005)

Décimo pênalti mal cobrado do Náutico durante a Batalha dos Aflitos, uma várzea só.

Como o HEXA-pernambucano estava começando a ficar antigo, e a derrota para o Íbis já não parecia o bastante, o Náutico decidiu protagonizar uma nova inglória, agora pelo Campeonato da Série B de 2005, quando protagonizou o maior vexame já visto na história. A situação foi tão bizarra que o texto nem precisa ser adaptado para parecer uma piada. No último jogo, precisando da vitória contra o Grêmio, conseguiu desperdiçar dois pênaltis e ainda deixar o time gaúcho, com 4 jogadores a menos, fazer um gol de um jogador reserva de 18 anos de idade que saiu driblando o time do Náutico inteiro. Tudo isso aos 70 minutos do 2º tempo, conquistando assim o título de time mais frouxo do mundo. Time que faz um fiasco desses tem mais que cair pra terceira divisão. O Grêmio achou tão fabuloso o feito que lançou até um DVD: "Saindo da segundona heroicamente", que recentemente ganhou uma nova versão chamada "Branca de Neve e os 7 Gremistas" em homenagem a Kuki, ídolo da torcida do Náutico que estava neste fatídico jogo e não teve a chance de perder seu pênalti.

Série B de 2006

No ano de 2006, o Clube Náutico Náutico conseguiu subir à primeira divisão numa nova terceira colocação graças a ajudinha da CBF, já que no ano anterior ocupou a mesma posição e não subiu.

Batalha dos Aflitos 2 (2009)

Você acha que uma enorme inglória de nível epicamente vexatório e de repercussão internacional como foi a Batalha dos Aflitos é o bastante para o ambicioso time do Náutico em sua trajetória por desempenhos incrivelmente negativos e constantemente criativos? Tal qual como qualquer filme, a continuação é sempre pior, e a Batalha dos Aflitos de 2009 não foi tão incrível quanto a primeira, mas é totalmente digna de nota.

Pelo campeonato brasileiro de 2009, o Náutico enfrentava o São Paulo, de novo nos Aflitos, quando abriu o placar de 1x0. Ao ver o time adversário ficar com dois jogadores a menos, o Náutico percebeu que poderia criar um novo grande vexame, e simplesmente deixou o São Paulo virar o jogo nessas condições.

Obviamente rebaixou no fim de um campeonato onde faz coisas desse tipo.

Campeonato Brasileiro de 2013

Num ousado projeto em sua incessante busca por marcas negativas criativas, o Náutico entrou no campeonato brasileiro de 2013 buscando igualar o recorde de mil derrotas alcançadas pelo União São João em 1996. Infelizmente, apesar de todos esforços e uma pífia campanha com direito a rebaixamento com 5 rodadas de antecedência e incríveis 28 derrotas, o time infelizmente venceu 5 jogos e empatou outros 5, terminando com 20 pontos apenas 25 pontos atrás do último time fora da zona de rebaixamento.

Temporada 2016

No jogo decisivo contra o Oeste pela última rodada da Série B de 2016, torcedores eufóricos nem esperam a partida terminar, invadem o gramado parta confraternizar com os jogadores, que honraram o clube e fizeram de tudo para o Náutico ser bi-quinto colocado da Série B, evitando assim a possibilidade de serem humilhados na Série A do ano seguinte.

A temporada 2016 começou como tantas outras para o Náutico, com uma eliminação humilhante na primeiríssima fase da Copa do Brasil perante o café-com-leite poderosíssimo time do Vitória da Conquista. Como o campeonato estadual pernambucano só tem três times, mesmo com toda sua ruindade o Náutico avançou até as fases finais, até mesmo porque nem disputou o primeiro turno, só que mesmo assim nem vice foi, porque em Pernambuco tem coisa melhor, como Sport e Santa Cruz que fizeram a final.

Perante toda ruindade, a torcida já se convenceu que seu timeco participaria apenas para fazer número na Série B, e assim foi durante todo o restante do ano. Mas como estamos falando de um torneio de times de qualidade pífia e beirando ao irrelevante, o Náutico chegou na última rodada da competição com chances reais de classificação para a Série A, mas então, observando a tabela da série A e como o Santa Cruz, que é muito melhor que ele, foi humilhado até dizer chega, o Náutico decidiu que não queria subir de divisão, e foi ridiculamente derrotado dentro de casa para um time amador chamado Oeste, entregando de bandeja a vaga de acesso ao Vasco, decepcionando 90% da torcida do Brasil que não gosta do Vasco.

Estádio

No Aflitos, o bandeirão da F-Analticu, arrombada, do jeito que elas gostam, e ainda por cima laranja.

Considerada a maior casa de prostituição do Pernambuco, ganhando até para a Maison Odete, chamada gentilmente pelos torcedores adversários de La Barbie´s House, como há frequência de flamenguistas burros aqui, a tradução é A Casa da Barbie! Seu nome oficial é o estádio dos Aflitos, nem precisa se dizer que lá dentro é uma aflição, lá se reúnem em dias de jogos alguns magnatas viadinhos e outros viadinhos lascados também, provavelmente da Fanauticú.

O campinho tem capacidade para apenas 4 mil e mesmo assim jamais lota, normalmente a média de público é de mil almofadinhas, o "estádio" (entre aspas) só fica lotado em dia de promoção, quando a diretoria coloca o ingresso a venda com dildos de brinde, ou em clássicos contra Sport ou Santa Cruz, quando a torcida visitante lota.

Tem como seu templo maior o minúsculo estádio dos Aflitos (também conhecido como La Bonequeira, Barbie's House e Casa de Festejos do Sport, mesmo que o nome "aflito" seja justo para definir um torcedor do Náutico), localizado no bairro de magnatas de mesmo nome, mais precisamente na avenida Rosa e Silva.

Com a Copa do Mundo de 2014 o Náutico teve para si o novíssimo Arena Pernambuco, que na verdade fica pra lá depois de Caruaru, uma localidade onde os torcedores do Náutico que já são poucos jamais vão.

Uniforme

As suas cores são Vermelho e Branco. Vermelho de sangue, luta, guerra, dor, tomate, menstruação, essas coisas. E o branco é por causa da paz... Que paz que nada ! O branco é porque se misturarmos com o vermelho dá um rosa! Outra explicação para o branco é o que uma mulher significa para os alvirrubros: nada.

Mascote

O Náutico é tão conhecida e insignificante, que a Sportv não sabia nem qual era seu mascote.

Desconhecido. O que é um "timbu"?

= Hinos

Hino do Náutico comentado

Da união de duas cores mágicas (união de vermelho + branco é......ROSA! mágico! ui!)
Nasceu a força e a raça (músculos a mostra)
Vermelho de luta (sei, vê abaixo)
Branco de paz (é nessa hora que se forma o ROSA)
Quem olha não esquece jamais (ninguém esquece aquele rosa choque incandescente da F-Anal-ti-Cu)
Da união de sete letras mágicas (B-A-I-T-O-L-A)
N-A-U-T-I-C-O (Argh!)
Nasceu um time que encanta (com esse rosa choque é fácil ficar encantado)
Que manda e desmanda (bicha louca que se acha poderosa)
Que faz o nosso Carnaval (lê-se "desfile das virgens")
Náutico teu caminho é de luz (a luz é da purpurinaaaa)
tua força (nossaaaaaa, musculosos venham!)
tua garra (me arranha vai...)
fascina e seduz. (ai ai, bofe!!)
No meu coração, (que lindo)
Brotou o esplendor, (esplendor das plumas e paetês)
De te adorar com emoção. (só perde pra o arrepio da cobrinha entrando no gramado)
No meu coração (linduuuuuuuu!)
Brotou o esplendor (brotinho meigo)
De te adorar com muito amor (nessa hora os torcedores se beijam)

Hino de Kuki (ui!)

Entrevista descontraída...Kuki (o jogador que só chegou a primeira divisão com 36 anos de idade) com o microfone na frente e seu amiguinho por trás

O Kuki balança a rede do Santa
O Kuki arrasa com a turma da raça
E o timbú Atola a bola de graça

O Kuki é bom demais
O Kuki é bom demais
Nossa Torcida vai na frente
e o Kuki vem Atrás

O Kuki avança! Que não tem igual
O kuki atrasa, mas não faz mal
O Kuki Rebola, Pega na Bola e Faz um GOOOL fatal!!

O Kuki é bom demais
O Kuki é bom demais
Nossa Torcida vai na frente
e o Kuki vem Atrás

Hino da torcida

Oi Barbie, oi Ken
Vamos dar uma volta
Ha, só porque você tá de carro Fala sério!

Sou a Barbie Girl
Se você quer ser meu namorado
Fica ligado, presta atenção
Na minha condição
É diferente, sou muito exigente
Anda Barbie, vamos Barbie

Sou a Barbie Girl
Se você quer ser meu namorado
Fica ligado, presta atenção
Na minha condição
É diferente, sou muito exigente

Sou assim uma flor delicada demais
Minha cor preferida é o rosa
Uma loura legal e que sabe o que quer
Decidida, fatal, mas dengosa
Você pode me ganhar
É só fazer o que eu mandar

Sou a Barbie Girl
Se você quer ser meu namorado
Fica ligado, presta atenção
Na minha condição
É diferente, sou muito exigente

Torcida

Na verdade essa torcedora gostosa é do Olympiakos. No Náutico só aceitam mulheres que nasceram homens, sem preconceitos.

A Viadagem Organizada do Náutico é a F-analticu, uma das torcidas mais felizes do Nordeste e só vestem rosa e branco (rosa para assumir homossexualidade e branco é macumba pra ver se eles vencem uma), eles costumam se reunir durante os jogos e frequentar bordéis onde lá tem um estranho tipo de acasalamento onde ficam gritando: “N-A-UUUUUI”.

Sua abreviação é um F com um rabinho empinado, mostrando a dependência homossexual. esse F tem diversos significados: Fanauticú, Fuleiros, Frangos, essas coisas.

Além de não terem preconceitos sexuais nem contra os emos, a torcida do Náutico também é conhecida por ser uma torcida pacífica e elitizada incendiar ônibus de torcidas adversárias, e fazer danças em presídios.

Títulos

A Barbie nunca venceu um brasileiro de qualquer divisão, nunca venceu uma Sul-Americana ou qualquer antecessor teu como Copa Conmebol ou Copa Mercosul, e se não sabe o que é Libertadores nem sonha o que é mundial, mas e daí? É HEXA Pernambucano!

  • 1 Título de Time Mais Frouxo do Mundo de 2005 - Ver Batalha dos Aflitos.
  • Mais de 20 campeonatos pernambucanos, com destaque para o HEXA, isso é o que importa, pois HEXA é luxo, quem precisa de Campeonato Brasileiro, Copa Libertadores ou Mundial de Clubes da FIFA quando se é HEXA do pernambucano? Pois elas são as melhores do mundo, pois são HEXA, HEXA é tudooo! A principal razão de todo esse orgulho é quando se é bi e está de quatro, acaba tudo ficando HEXA! O HEXA é mais importante que todos os mais de 40 títulos pernambucanos que o Sport conquistou e que o Náutico com apenas mais de 20 campeonatos, atrás até do saco de pancadas do Santa Cruz com 25 títulos.
  • Bi-vice do Campeonato Pernambucano de 2008 e 2009 - O Náutico também tem outro títulos no qual sua grande torcida deve se orgulhar muito, ele é o atual Bi vice colocado Pernambucano, pelo segundo ano consecutivo (2008-2009) perdendo todos os turnos para o Leão (e chorando muito com isso).
Rf7lxch3-200.jpg Este artigo é algo que a Seleção Brasileira de Futebol aprovaria, se tivesse acertado pelo menos um pênalti nas quartas de final da Copa América de 2011...

Este é um artigo que pode te levar para o Lado Amarelo da Força. Se estiver perto de algum evento decisivo, não o leia, pois pode causar um FAIL épico.