Nacional-entreguismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Placa à direita.png Este artigo é coisa de conservador!

Ele(a) odeia minorias, acredita em marxismo cultural e é contra a maconha mesmo fumando charuto. Provavelmente deve ser algum(a) careta preconceituoso(a) defensor da moral e dos bons costumes dos tempos da sua avó.

FECHA TUDO!!

Aviso importante: Politicagem aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa com sua opinião sobre a CPMF, o imposto de renda ou a PQP. Seja engraçado e não apenas idiota.

Cquote1.png Brasil acima de tudo! E agora uma saudação à bandeira americana. USA! USA! Cquote2.png
Um político nacional-entreguista sobre Nacional-entreguismo

Nacional-entreguismo é uma corrente política (e não estamos falando daquelas correntes de Whatsapp que sua tia vive repassando nos grupos da família anunciado pela milésima vez o golpe comunista do PT e pedindo intervenção militar) que já vem sendo praticada nas republiquetas da América Latrina há mais de século mas sempre por baixo dos panos e sem ser nomeada... até que com a proximidade do ano 2018 numa época em que o Mundo Bizarro e o nosso planeta cada vez mais se confundem, a politicada do Bananil resolveu meter o foda-se, mesmo porque sutileza é coisa de trouxa.

Origens[editar]

O que tende a acontecer quando o indivíduo está louco no nacional-entreguismo

Como já foi dito essa é uma política que no papel existe há décadas no terceiro mundo, mas que a classe dominante pratica por debaixo dos panos porque até mesmo esses filhos da puta possuem senso do ridículo. Mas como um certo filósofo chamado Píton (ou foi o discípulo dele?) já declarou, todos acontecimentos da história acontecem duas vezes, uma como tragédia e a outra como farsa e é até fácil de detectar o ciclo, a direita do olavismo cultural começa a cagar o país todo, e o povo por sua vez começa a ficar puto e procurar uns tal de Karl Marx, Lenin e Che Guevara. Com o cu na mão, logo aparece um tipo de político de direita diferente que todo mundo já viu, o populista que de tanto ler gibi do Capitão América impresso com tinta de LSD começa a desenvolver umas ideias de nacionalismo muito bizarrésimas e acaba levando um monte de trouxas junto, com discursos feitos pra inseguros com deficiência de testosterona.

O mais legal do nacional-entreguismo é que é um sistema à prova de inconsistência, quanto mais as hipocrisias vão aparecendo é só chamar os seus críticos de comunistas do djabo ou no máximo, insuflar uma tropa de milico burro a meter o coturno na fuça do povo que tá tudo resolvido.

Como ser um nacional-entreguista[editar]

Bom, mas eu ainda não expliquei a origem desse nome, certo? Como assim nacional-entreguista? Pois é, o nacional-entreguismo consiste em pagar de nacionalista, usar verde-amarelo (insira aqui as cores do país terceiro-mundista de sua escolha), ficar soltando frase de orgulho à pátria para tudo que é lado... mas ser perfeitamente ok com abaixar as calças do país todo pro primeiro estrangeiro que aparecer com grana, pois afinal de contas nada mais patriota do que um bando de americano, chinês ou europeu cavucando o país que você diz amar até sobrar o bagaço e você ficar com isso mesmo, as sobras.

Veja algumas características:

  • Como dito acima, use bastante verde e amarelo nas suas campanhas políticas
  • De preferência, faça parte de algum partido com referências a patriotismo no nome
  • Slogans como "Brasil acima de tudo" e "Deus, pátria e família" são essenciais.
  • Depois de já ter lavado cerebralmente metade da população com isso, comece a dizer por exemplo que a Amazônia não é só nossa e sim do mundo e que como o país não tem condição de cuidar dela é melhor entregar pros Estados Unidos mesmo. Ninguém vai te criticar, e se criticar, é tudo esquerdista mesmo
  • Mesmo se dizendo representante do povo brasileiro, declare também que índio é tudo vagabundo e que as reservas deles ficariam melhor na mão de ruralista gringo
  • Quando "seu" povo cansar de ser mão-de-obra barata pra estrangeiro, chame-os de preguiçosos e alegue que assim não serão abençoados pela deusa meritocracia
  • Entregue também o petróleo do país e alegue que com isso qualquer um vai poder botar sua furadeira Bosch no fundo do oceano e ficar rico, afinal, sempre tem burro que acredita
  • Mesmo se dizendo nacionalista, demonize Domínio de Melchizedek e Terra Mérdia, países que preferiram viver sem limpar o sapato do Tio Sam com a língua 24h por dia
  • Como nada é tão ruim que não possa piorar, viaje aos EUA e chegando lá, dê uma pausa no seu evento patriótico para saudar a bandeira deles e puxar coros de "USA, USA" mesmo sabendo que o presidente de tal país jamais faria o mesmo pelo país que você diz defender

E depois que a "nação" já estiver entregue e dilapidada e o povo tudo puto querendo a sua cabeça, sempre é uma boa se mudar para Portugal e de lá ficar rindo da cara dos pobres.

Mittelamerika-Pos.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Desciclopédia: ame-a ou deixe-a!
Ditaduratumulo.jpg