Natasha Alam

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ESTE ARTIGO É SOBRE UMA GOSTOSA!!

Ela provavelmente não sabe atuar, dançar, cantar, desfilar, praticar esportes, fazer cálculos matemáticos ou qualquer coisa de útil para a humanidade. Mas quem liga? Todo mundo a conhece apenas porque ela é uma baita duma

GOSTOSA

Morena a toa.jpg


Наталья Анатольевна Шиманчук
Natasha Alam.jpg
Natasha Alam esperando o decote cair antes dos peitos
Nascimento 10 de março de 1983
Tashkent Bandeira do Uzbeqistão Uzbequistão
Ocupação Atriz
Olhos verdes
Cabelo loira

Natasha Alam é uma semi-modelo pseudoatriz coadjuvante e figurante profissional como papel de "gostosa loira peituda que existe aos montes no mundo só com gente bonita dos seriados norte-americanos onde até os figurantes tem cara de modelos", reconhecida apenas por ser gostosa mesmo e um tanto exótica, porque ela jamais teve algum papel de destaque nos seriados de nível B que ela tanto atua.

Formação[editar]

Natasha é o exemplo físico de que Borat estava certo em elogiar as prostitutas uzbeques por serem muito bem limpinhas, afinal Natasha Alam sempre nos pareceu muito limpa e com todos dentes lá dentro da boca, só que diferente de suas 10 primas Natasha Alam apostou no sonho americano, e terminou relativamente bem sucedida, talvez não no quesito fama, mas certamente no quesito "decote limpo".

A sua formação é de mecânica de ultraleve, que no Uzbequistão são montados a partir de carcaças de lata velha, um motor de máquina de lavar e collers de computadores 266. Ela foi a melhor em sua profissão por ser a única mecânica do ramo, afinal esses ultraleves estavam extintos do Uzbequistão desde 1991, quando o último dos seis ultraleves existentes no país caiu. Então em 2001 apareceu na Revista Playboy e ela foi importada pelos Estados Unidos, onde começou a carreira de "figurante gostosa", um cargo que os norte-americanos importam muito visto que as mulheres deles são gordas.

Carreira[editar]

Após fazer a posição da cabra uzbeque, começou o sucesso de Natasha Alam.

Natasha Alam nunca aprendeu falar inglês, visto que em mais de 10 participações em seriados ela deve ter dito apenas uma meia dúzia de falas, que foram talvez foneticamente decoradas. Por ser alta, peituda, ter um formato de rosto ligeiramente quadrado e um olhar de lince no cio, Natasha recebeu sempre o mesmo papel: "coadjuvante gostosa ex-prostituta com crise de abstinência sexual", fazendo outra coisa ligeiramente diferente apenas naquele pseudoseriado True Blood onde fez o papel de uma "coadjuvante gostosa ex-prostituta com crise de abstinência sexual masoquista". Os outros seriados onde surgiu são CSI, The Women, Nip/Tuck, todos seriados onde o mundo só é composto por gente bonita.