Nazário

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png ...Ronaldo! Cquote2.png
Zina sobre Nazário

Cquote1.png Que droga de cidade é essa? Cquote2.png
Oscar Wilde sobre Nazário

Nazário é aquela cidadezinha cheia de cabaninhas, ocas e casinha de pau-a-pique localizada próxima à Rota da Muamba, aquela que liga a maconha boliviana de Corumbá à Goiânia/Anápolis.

Historia[editar]

Cquote1.png ...Nazário! Cquote2.png

Acredita-se que essa insignificante cidade tenha surgido no século XIX, quando o espanhol Nazário Pereira de Oliveira procurava por ouro naquelas bandas até descobrir que fez a maor merda de sua vida em ir para aquele fim de mundo a troco de nada.

Surge nas margens do Rio das Vacas uma capela do nada, que diziam ser feita para a Nossa Senhora da Conceição. Movidos pela fé religiosa, vieram muitas famílias para o local, e descobriram que aquilo era uma baita cilada. Presos ali, não tiveram outra escolha a não ser procriar e armar um imenso acampamento. Esse povo era animado, mesmo ali, no meio do nada, longe da civilização, abandonados por Deus, arregaçaram as mangas e começaram a trabalhar, sem falar o incrível índice de centenas de mulheres feias sem contar os travestis que os homens da cidade tem que encarar.

O acampamento cresceu, e com isso o número de gente querendo se alimentar, e assim, em 25 de Agosto de 1948 é elevado a status de município desmembrando-se de Anicuns que finalmente conseguiu livrar-se daquele território pra sempre e eternamente, sendo que na cidade vizinha 25 de Agosto é feriado de tão felizes que ficaram.

O nome da cidade é uma homenagem à Ronaldo Luís Nazário de Lima, famoso futebolista que encarou uma orgia com os dois travestis mais baratos da cidade. O grande feito desse herói brasileiro percorreu o mundo inteiro, e a pacata cidade adotou Nazário como seu nome.

Geografia[editar]

Sei lá, nenhum cientista, geógrafo ou qualquer outro tipo de profissional ocupado ou inteligente o bastante jamais visitou Nazário para conferir.

Economia[editar]

Inexistente.

Política[editar]

Inexistente.

Turismo[editar]

Inexistente.