Nebulosa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Zorak.jpg Você está entrando em um mundo desconhecido nas imensidões da escuridão, onde
ninguém pode ouvir seus gritos!

Agora, viajar pelo espaço ficou mais fácil depois que inventaram a Coca-Cola.
Se aconchegue em sua nave e vá tomar um "chazinho" com o E.T. de Varginha.

Cometinha.jpg Este é mais um artigo com pretensão pseudo-científica, portanto, seu autor é um desocupado mentiroso que não diz coisa com coisa.
Quem disse que o universo é só uma grande quantidade de matéria escura com outros 50% de matéria comum com exótica?
Agora uma mera nebulosa que está plagiando a nebulosa acima

Gn.gif Nenhum resultado encontrado para "Nebulosa"
Google sobre nebulosa, talvez o assunto seja nebuloso demais

Cquote1.png Me pergunte sobre o que é nebulosa! Cquote2.png
Algum idiota sobre piadinha de nebulosa
Cquote1.png Hã? Mas por que? Cquote2.png
Você não cooperando
Cquote1.png ME PERGUNTA ISSO PORRA! Cquote2.png
O idiota sobre a piadinha
Cquote1.png Tá... O que são nebulosas? Cquote2.png
Você sobre cooperando por livre e espontânea pressão
Cquote1.png Não sei, está nebuloso demais! Cquote2.png
Idiota sobre criar trocadilhos
Cquote1.png Relaxa, um dia você aprende (quando a nébula sumir, claro) Cquote2.png
Shakespeare achando que sabe fazer piada
Cquote1.png Sabe qual é o clima para a semana inteira em uma nebulosa? Tempo nublado! Cquote2.png
Trocadilho infame
Cquote1.png ... Cquote2.png
Ouvintes sobre o trocadilho

Nebulosa é um dos objetos astronômicos mais conhecidos por evangélicos, pastores, pessoas sentimentais, pessoas depressivas e pessoas comuns.

Esse objeto astronômico não (como assim não?) foi feito para bonito... Quer dizer, alguns não foram feitos para serem bonitos... Mas, a nebulosa basicamente desenvolve planetas e estrelas. As que desenvolvem planetas sempre são os "xodós" dos astrônomos que a estudam incesantemente e as nebulosas de estrelas só são importantes quando tem um formato muito peculiar ou fantástico para impressionar os olhos dos humanos.


Origem[editar]

Como irei explicar a origem dessas coisas? São quase que inexplicáveis seus formatos excêntricos e suas funções são ainda mais desconhecidas!

Bem, presumo que as nebulosas sejam apenas algum feito de algum drogado que deixou o "enrolado" dele por muito tempo largado, e a fumaçinha se misturou com partículas que acabaram formando a nebulosa. Mesmo assim, as nebulosas tem sempre formatos curiosos, podem ser até mesmo parecidas com ovos ou salsichas (eu sei o que deve estar pensando). Mas algumas são tão incomuns que surgem após os restos de uma supernova.


Tipos[editar]

A nebulosa de bumerangue - uma das mais solitárias e frias nebulosas que existem no universo - tem como característica matar planetas que nascem nela (?)

As nebulosas, em geral, são restos expelidos de estrelas em estado terminal, ou seja, elas não passam de um lixo espacial bonitinho (em alguns casos nem tanto); mas, mesmo assim é necesário uma classificação para ver e deixar claro suas diferenças e seu grau de importância perante quem estuda. Comecemos a separação do lixo reciclagem com as...

Nebulosas Planetárias[editar]

Elas vem em primeiro exatamente porque são as únicas que interessam, ou seja, as mais importantes em relação às outras. Elas receberam esse nome porque o primeiro desocupado que as viu achou que estava vendo um planeta. Também chamadas de Nebulosas de Emissão (não me pergunte o porquê). Mais interessante do que isso (ou não) elas são muito famosas por serem as gostosonas do Universo, todo mundo quer ver, todo mundo quer passar a mão; Elas atravessaram os últimos momentos de vida das Gigantes Vermelhas (comovente) e por isso são em geral vermelhas.

Mas como sabemos, tudo que é bom dura muito pouco, as nebulosas planetárias são donas de um curto prazo de vida de algumas dezenas de milhares de anos (queria que meu prazo fosse curto assim); para um astro este período é muito curto levando em consideração que as estrelas tem em média um prazo de mil milhões de anos (morri de inveja).

As nebulosas planetárias são muito importantes e desempenham um papel crucial (ou nem tanto), visto que são as maiores responsáveis pela liberação de metais pesados no Universo (que coisa feia).Na verdade esses metais permitem que elas sejam as únicas que possam nos fazer estudar a química do espaço (acabem com elas).

Em sua forma, as planetárias são bastante variadas, eu diria esquisitas como todas as outras, mas do mesmo jeito que fazem com as constelações, eles aproximam a nebulosa, por mais abstrata que seja a algo concreto; é quase o mesmo quando você vai a um museu e vê um monte de idiotas olhando para um pingo preto em um quadrado branco e dizendo que é uma canoa no gelo. Concluindo, elas não se parecem com nada, e nada mais são que a fumaça de um baseado espacial.

Nebulosas de Reflexão[editar]

Nebulosas também podem parecer estar te observando...

Essa classe de nebulosas estelares é tão rejeitada pelos chamados estudiosos que elas foram reduzidas a simples pseudo - núvens de poeira cósmica, ou amontoado de gases tóxicos que só servem para ocupar espaço no espaço e plagiar luzes, digo, refletir luzes de outras estrelas.

Apesar da descrição corretíssima pejorativa do início da sessão, podemos ter certeza de que as nebulosas reflexivas são bem mais que isso (nem tanto), elas são compostas principalmente por micro partículas de poeira que podemos chamar de pó de diamante (com a condição de pagarmos os direitos autorais para o Yoga, o Mestre Cristal, o Kamus de aquário e companhia Ltda).

As nebulosas de reflexão são muito carentes e detestam viver sozinhas, por isso na maioria das vezes estão grudadinhas à uma nebulosa planetária (Uuui!). Além disso, as nebulosas de reflexão não são tão quentes quanto as planetárias (¬¬¬) e esse seria mais um dos motivos para estarem juntas, uma esquentando a outra (Waw! quanto fogo); e mais, quando a nebulosa se aquece, ela se expande (relaxa e goza)...Tá, chega...Vamos parar com esse papo broxante de sexologos virgens (que pleonasmo) e voltar à reflexão que está muito melhor!

Uma curiosidade muito interessante, que eu sei que você vai adorar saber sobre as nebulosas de reflexão, é que tem um jeito de calcular qual será a quantidade luz refletida de acordo com a distância que ela se encontra da fonte de luz (a original). O senhor Hubble, nos vários raros momentos em que estava desocupado criou a seguinte fórmula: 5 log (R)= -m+k onde

(R) é o tamanho angular da nebulosa

m é a magnitude de aparência; que fique bem claro que não é um teste de beleza, é a medida do quanto ela (parece) brilhar

k é uma constante que varia com a sensibilidade da nebulosa

5 log é...ah, sei lá! E se você ficou curioso ou interessado, o problema é seu, vá numa sessão espírita e pergunte diretamente para o senhor Hubble....

Nebulosas Escuras[editar]

Uma nebulosa escura que não parece tão escura assim (muito interessante)

Essa classe representa para o espaço o que os pobres representam aqui na Terra, nada! Existem em grande número, mas ninguém nota, então acham que são minoria; estão em lugares super afastados, ditos impossíveis de se chegar, a periferia da periferia. Por motivos já citados, essas nebulosas não tem luz própria (típico pobre) e como vivem no fim do mundo não tem nenhuma estrela próxima para plagiarem sua luz (a da estrela). Dizem que nebulosas escuras podem ser vistas a olho nu, mas o fato é que ninguém nunca viu (e nunca verá).

Elas são compostas de restos de poeira, o que sobra de outros corpos estelares. São como nuvens muito escuras e só podem ser vistas quando encobrem o brilho de alguma outra estrela ou nebulosa ou quando divergem com outros corpos, resumindo, só são notadas quando estão armando algum barraco.

Bom, além das nebulosas escuras serem a massa pobre do espaço, elas também se incluem na parte das trevas, isso é óbvio, o que não é luz é treva (falácia); para se ter uma idéia de como a parte das trevas é ampla, as nebulosas escuras mais comuns tem mais de 1 milhão de vezes a massa do Sol (é o domínio das trevas) e muito mais assustador é pensar que elas engolem estrelas inteiras, são como buracos negros, a diferença é que não destroem o que foi engolido, elas aprisionam para sempre no reino da escuridão (temam nas)...

A pesar de serem tratadas como umas inúteis e não interessarem a ninguém, as nebulosas escuras são responsáveis por grande modificação no espaço, na verdade elas causam o terror por lá, engolem estrelas, bloqueiam o brilho de nebulosas, mudam a órbita de planetas e outros corpos e quando morrem, ainda espalham um monte de lixo pelo espaço (quem nasce pobre morre pobre mesmo)...

Características[editar]

Existem algumas coisas que se deve saber sobre como identificar uma nebulosa, algumas características:

  • São brilhantes (elas gostam de se aparecer);
  • São na maioria das vezes restart coloridas, mas algumas podem não emitir luz (sim, existem nebulosas pretas afro descendentes);
  • Tem formas inusitadas e chamativas que não se parecem com nada mas todo mundo insiste em dizer que se parece com um gato ou um papagaio;
  • Elas são em geral muito atrativas e você não vai cansar de olhar para elas (vai sim, a não ser que você seja um retardado);
  • Vistas de um telescópio (decente) se parecem com estrelas eu planetas gigantes (mas na sua luneta vagabunda você só vai ver uma luz (ou não).

Cuidado, se você ver algo bonitinho brilhando no céu e sorrindo para você, pode ter certeza de que NÃO é uma nebulosa, então deixe de ser lerdo, comece a gritar socorro e corra para as montanhas!

Ver Também[editar]

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Nebulosa no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg