Nematomorpha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Primos dos Nematelmintos
Um nematomorfo estuprando analmente um gafanhoto até a sua horrível morte
Um nematomorfo estuprando analmente um gafanhoto até a sua horrível morte
Classificação científica
Domínio: Cara idiota
Reino: Animalia
Filo: Nemotamorfo

Nematomorpha é um filo de vermes tão excessivamente nojentos e repugnantes que nem os nematelmintos quiseram eles em seu filo, precisando os nematomorfos existirem em seu filo à parte. Pertencem, todavia, ao clado dos vermes insolentes, sendo um animal basicamente burro, frágil, fraco e facilmente morrível (esmagável, queimável, triturável, etc) mas que sobrevive graças ao seu altíssimo nível de nojeira, o que impede que muitos animais (que não sejam insetos estúpidos) cheguem perto deles.

Anatomia[editar]

Muito similares aos nematelmintos comuns, tal qual os seus primos, os nematomorfos também são parasitas filhos da puta, só que estes são mais sábios e não parasitam humanos, já sabendo que sempre vão criar remédios para matá-los se fosse o caso. Os nematomorfos preferem parasitar gafanhotos e crustáceos, que são burros e jamais conseguirão desenvolver algum remédio contra eles.

O formato de um nematomorfo é o de um verme clássico, por isso chamá-los de vermes não os ofende porque é isso que eles são mesmo, um bando de vermes insolentes. Com o seu formato de lombriga afinada eles podem facilmente ser confundidos com miojo, yakisoba, ou qualquer outra estrutura fina, molenga e alongada como é o pênis do seu pai.

Internamente possuem apenas um sistema digestivo simples composto por boca, intestino e ânus. Os machos possuem dois ânus e as fêmeas possuem três ânus. Não se sabe o motivo dessa diferenciação, mas parece que isso serve para ajudar um nematomorfo que quando avista apenas um orifício na extremidade de um amigo, já saber que ali é a boca, mas se avistar dois orifícios, aí sabe que está de viadagem com um amigo, e se ver três orifícios aí sabe que está no caminho certo com a namorada.

Como são vermes sem escrúpulos, não possuem sistema nervoso, sistema respiratório ou sistema circulatório, eles precisam apenas de maldade e nojeira para sobreviver. Eles vivem apenas para comer e para foder (os dois sentidos para o verbo "foder").

Ciclo de vida[editar]

Um nematomorfo leva um trocado para gastar num puteiro. Sendo sexo anal com insetos o seu fetiche predileto, dificilmente consegue isso consensualmente.

Em sua fase de larva os nematomorfos ficam boiando em águas nojentas, esperando um inseto ou crustáceo aparecer ali e beber daquela água. Uma vez dentro de seu hospedeiro, a larva de nematomorfo pode então se alimentar e crescer sem fazer porra nenhuma.

Depois que a larva cresce até ficar maior que o seu hospedeiro, aí vem a parte que torna um nematomorfo a criatura mais maligna do reino animal. Sem mais espaço dentro do corpo do inseto que habita, o nematomorfo explode o ânus de seu hospedeiro, causando a morte mais horrível que o Vida de Inseto jamais irá te mostrar, nem o filme do Alien nos exibe uma morte tão horrenda, saltando para fora do inseto através de seu ânus obliterado. E uma vez adulto, o vida nematomorfo passa a viver livre e solto em águas não tratadas com cloro.

O ritual de acasalamento na água é o mais burro possível, como todos são iguais, as fêmeas permanecem imóveis, enquanto os machos se movem, para assim se diferenciarem e assim poderem copular. Mas sempre tem um nematomorfo bichona que fica imóvel, dando origem para a expressão "trap". Quanto aos que conseguem acasalar com sucesso, estes cagam seus ovinhos na água, esperando algum inseto idiota vir bebê-los, para assim dar início a mais um ciclo.

Classes[editar]