New Order

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
GuardasInglaterra.jpg GOD SAVE THE DESCIC£OPEDIA!!

The Merlim's Order First Class garante que este artigo é 100% inglês. Ele é industrializado, casto, vitoriano e tem a aprovação de Rainha Elizabeth II.

Se o artigo for sem graça, é apenas humor britânico.
Rainhavitoriapre.jpg
Wikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: New Order.
New Order
Neworder 1.jpg
ai genti, esse sol nun ta dando pra mim não.
Origem Manchester
País Inglaterra
Período 1980-1993 (pararam por que um dos bofes do Bernard tava querendo continuar o dueto deles) 1998-2007 (então o peter hook surtou e saiu) 2011- (sem o peter hook)
Gênero(s) Madchester, Synthpop, Dance Music, Britpop, Rock Alternativo
Gravadora(s) uma filhadaputagem chamada Factory Records, London Records
Integrante(s) Bernard Sumner, Stephen Morris, Gillian Gilbert, Phil Cunningham e Tom Chapman
Ex-integrante(s) o chato do Peter Hook (mas toca pra caralho)
Site oficial http://www.neworderonline.com/


Cquote1.png Você quis dizer: Nova Ordem Mundial Cquote2.png
Google sobre New Order
Cquote1.png Você quis dizer: Joy Division Cquote2.png
Google sobre New Order
Cquote1.png Vocês traíram o movimento Synthpop, véio! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre New Order
Cquote1.png É só eu morrer pra vocês mudarem completamente né? Cquote2.png
Ian Curtis sobre New Order
Cquote1.png Bernard Sumner além de filho da puta, toca mal e quer o New Order só pra ele. AQUI Ó!!!! Cquote2.png
Peter Hook sobre o vocalista Bernard Sumner
Cquote1.png É TUDO MEU!!!! EU QUE REVOLUCIONEI ESSA BAGAÇA SE NÃO FOSSE OS MEUS SOLINHOS DE BAIXO!! Cquote2.png
Peter Hook sobre New Order
Cquote1.png Peter PQP!!!! Cquote2.png
Bernard Sumner sobre o comentário acima
Cquote1.png Eu tenho medo... Cquote2.png
Regina Duarte sobre New Order
Cquote1.png Blue Monday é o single de 12 polegadas mais vendido de todos tempos. Cquote2.png
sobre New Order
Cquote1.png É Bernard SUMNER não SUMMER!! Cquote2.png
sobre New Order
Cquote1.png Everytime I see you falling... Cquote2.png
Poser sobre New Order
Cquote1.png É o Foo Fighters do Joy Division Cquote2.png
Fã de Nirvana sobre New Order

New Order é uma banda de Rock com música eletrônica de Manchester, originada depois que o vocalista epilético Ian Curtis se matou com uma corda em 1980. Após esse ocorrido, o resto dos integrantes que faziam parte do movimento gótico dessa época (tipo The Cure e Siouxsie and the Banshees) foram atingidos tanto pela onda cibernética chamada Sentepop Synthpop (e eventualmente ~a modinha~ New Wave) que Bernardo até embixou depois que Curtis morreu (na verdade acho que ele já era). É uma banda famosa por que foi uma das primeiras bandas indie, junto com o The Smiths, e atualmente ainda tentam sobreviver na industria da música, assim como outras bandas falidas à exemplo de Duran Duran, voltando as origens eletrônicas.

O Começo[editar]

A banda foi formada na Inglaterra depois que o drogado lendário vocalista do Joy Division, Ian Curtis, se suicida na sua casa com uma corda que ele se apaixonou. O resto da banda (que já era meio emo, gótica) fica bem triste, BUT largam a frescura e decidem continuar colocando o nome da continuação do Ousadia e Alegria de New Order pra chamar atenção pra um tipo de renascimento. Eles eram de uma linda gravadora maravilhosamente boa chamada Factory Records desde do Joy (que simplesmente fudeu com eles), e continuaram nela até não sobrar dinheiro nenhum para dorgas comida. O baterista tinha uma namorada chamada Gillian Gilbert (ô nomezinho viu), que coincidentemente tocava teclado e ele chamou ela pra juntar com eles. Assim nascia o New Order.

A casa noturna, água oxigenada e Blue Monday[editar]

O primeiro disco deles é basicamente o Bernardo tentando ser o Ian Curtis. E o que aconteceu? não deu certo, é claro. Ai eles resolveram mudar o estilo totalmente não só na música mas no visual também (nesse caso só o Bernardo que descoloriu o cabelinho, mudou as roupinhas, mostrando mais o corpicho e começou a cantar melhorzinho). Foi ai que o empresário deles Tony Wilson resolveu comprar um lugar lá pra fazer uma casa noturna e agitar mais a cidade deles, mas só que ele precisava de idiotas pra dividir as dívidas do lugar, daí ele escolheu quem? quem? quem? o New Order, e os babacas aceitaram administrar o lugarzinho que mais pra frente iria se tornar boca pra comprar ecstasy. Tava indo tudo muito bem, o segundo disco tava mais a cara deles ganhando até o título na época de maior banda indie do planeta. Mas daí veio o estouro. Aquela música que com certeza tua mãe já dançou muito com o seu pai, tocava em qualquer lugar do mundo, tem umas batidas muito loucas, um solinho de baixo e um clipe muito esquisito. Se chama Blue Monday. A lendária How does it feel IA ganhar um disco de ouro (400.000 vendas), só que a linda gravadora Factory Records era tão indie que não era registrada na Inglaterra como gravadora mesmo, perdendo o direito de ganhar discos de ouro/platina/diamante. E além disso, eles não ganharam nada do dinheiro com as vendas por que tudo foi pra casa noturna citada anteriormente: a Haçienda, que sempre estava cheia de dívidas.

Peter Hook do contra.

Os outros discos até a milagrosa saída da Factory[editar]

Depois dessa mancada de perder milhões pra Haçienda, eles ainda continuaram na Factory-bosta e lançaram mais 2 discos: Substance que é uma compilação das melhores músicas deles e do Joy Division e o Technique que é um disco de acid-dance-house-pop-solinhosdebaixo que eles gastaram mundos e fundos (não sei da onde) pra ter o som mais moderno. Assim que o The Smiths acabaram e o relacionamento do Morrissey com o Johnny Marr também, o Bernardo que já tava de olho no bofe, chamou ele pra fazer um dueto chamado Electronic. Ele aceitou e juntos eles tiveram a ideia de chamar também um outro amigo bafo que eles tinham que é o carinha do Pet Shop Boys, vulgo Neil Tennant. Aí eles lançaram um disco lindoooooooo *abafa amiga*, aliás não só um, mas três discos. O único erro do Bernardo foi ele ter feito esse projeto na Factory (burrice pura). Mas, enfim, depois de milhões de dividas, pessoas morrendo e discos desperdiçados, o New Order acordou e saiu da Factory Records, acabando com o Tony Wilson e a trupe dele.

Depois da Factory, filmes, brigas com Peter Hook e atualmente (vovôs)[editar]

Saíram da gravadora-bosta (coisa que já podiam ter feito por que não tinha contrato mesmo), e lançaram outro disco, que foi o começo dos discos Rock Alternativo que eles lançaram (mas sem perder a sua essência eletrônica). Fez sucesso e tal, mas resolvem se separar para outros projetos paralelos. O Bernardo com o affair amigo dele: Johnny Marr dos The Smiths, o Peter Hook com uma bandinha para concorrer com o Bernardo e o casal que sobrou, montou uma banda também só pra não ficar de fora. Ai em em 2001 eles voltam, com o mesmo conceito de Rock Alternativo/Eletrônico, mas sem a mulher do baterista (que tem um nome difícil), por que ela foi cuidar de seus filhos. Em 2002, lançam o filme cult-indie 24 Hour Party People que conta a história da gravadora-bosta Factory, do Joy Division, do New Order e do Happy Mondays: a banda que mais sobreviveu na Factory, e também do Madchester que foi o movimento que o New Order ajudou a difundir. Depois disso, lançaram um disco ruinzinho e vieram em terras brasileiras. Em 2007, o Peter Hook fica louco e resolve sair da banda, falando em público pro resto dos fãs que existiam, que a banda tinha acabado, sem o consentimento do Bernardo que ficou furiosinho e desmentiu tudo posteriormente. Seu último álbum foi lançado em 2015 e é possível perceber a tentativa de voltarem aos tempos perdidos dos anos 80, com muitas batidas eletrônicas e parcerias musicais (o famigerado Featuring). Outros que estão seguindo a mesma linha são os já citados: Duran Duran e Pet Shop Boys que lançaram também novos discos nesse mesmo ano e com o mesmo conceito, o que se pode perceber que só faz sucesso entre os fãs (obviamente pessoas da mesma idade dos integrantes) e mais ninguém. Até hoje eles fazem shows, caquéticos mas fazem, e a mulher do baterista voltou pra banda e hoje em dia o Peter Hook tem ódio mortal por eles, pois acha que a banda o pertence. Arrumaram um cara pra substituí-lo e tão ai na atividade, fazendo shows para a 3ª idade (rimou bonito).

Formação[editar]

Desde nunca agora, a formação é essa:

Ver Também[editar]