New Wave

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Tomadinha do poder.jpg New Wave tem PODER!
E te levará para qualquer lado da Força


Placa80.svg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 80's!
E possivelmente assistia Bozo, Mara Maravilha e Xou da Xuxa.


New Wave
Origens estilísticas: As Pistolas Sexys e As Abelhas Carambas
Contexto cultural: O Anos 80 só que transformado em música homossexual
Instrumentos típicos: Guitarra, Violão, Baixo, Bateria, Teclado, Sax, Sintetizador
Popularidade: Boates Gays e Karaokês EUA e Brasil (na casa da sua mãe)
Formas derivadas: Synthpop, Pop, Indie e Post punk revival

Babel fish.gifTraduzindo: Nova Onda
Babel Fish sobre New Wave
Cquote1.png Você quis dizer: A Modinha Cquote2.png
Google sobre New Wave
Cquote1.png Você quis dizer: Punks Enrustidos Cquote2.png
Google sobre New Wave

Cquote1.png Você traiu o movimento punk, véio! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre New Wave
Cquote1.png É Dado vou ter que concordar com você Cquote2.png
Eu sobre New Wave
Cquote1.png Ê época boa que não volta mais.. Cquote2.png
Seu pai sobre New Wave
Cquote1.png Como uma onda no mar.... Cquote2.png
Lulu Santos sobre New Wave
Cquote1.png Se é a modinha dos anos 80, seria o Indie dos anos 80? Cquote2.png
Algum crítico espertalhão sobre New Wave
Cquote1.png Don't save a prayer for me noooooooooooow..... Cquote2.png
Poser sobre New Wave
Cquote1.png Eu que não pego carona nessa onda Cquote2.png
Morrissey sobre New Wave
Cquote1.png Deixa de ser mentiroso que você é um dos pais do Indie, que também faz parte da nova onda Cquote2.png
Bryan Ferry sobre Morrissey
Cquote1.png Todo mundo surfando nessa onda galera! Vamos lá! Cquote2.png
Gravadoras para bandas Punk trocarem de gênero
Cquote1.png Eu acho que é o gênero que mais tem One Hit Wonders Cquote2.png
Crítico 1 sobre New Wave
Cquote1.png Está empatado com o Axé Cquote2.png
Crítico 2 sobre New Wave
Cquote1.png Se não tiver glitter não entra Cquote2.png
Segurança na porta do CBGB no auge do New Wave
Cquote1.png Não tá dando certo em um, a gente vai pra outros né? O punk é decepcionante mesmo Cquote2.png
Johnny Rotten formando o Public Image Ltd.
Cquote1.png É, acho que eu vou também, dançar comigo mesmo Cquote2.png
Billy Idol saindo do Generation X
Cquote1.png Não vou repetir mais, é a minha banda preferida e ponto Cquote2.png
Princesa Diana sobre Duran Duran
Cquote1.png Parem de me cobrar isso, não estou devendo ninguém Cquote2.png
Mark Mothersbaugh do Devo sobre a música "Whip it"
Cquote1.png Piadinha mais tosca essa hein! Cquote2.png
Você sobre a piada acima

New Wave também conhecido como 'a modinha' ou 'música dos anos 80', é um gênero derivado do Rock, mais especificamente é aquele que realmente traiu o movimento punk, simplificando é aquela música que sempre que toca, e seus pais estão perto falam a famosa frase "Eita.. essa é do meu tempo". Essa tal onda é originada do movimento Panque Roque, e buscava um mundo romântico, feliz e dançante, portanto traduz o anos anos 80 todo em qualquer música do gênero. Talvez seja esse o motivo de Seu Pai ou Sua Mãe escutar a-ha ou Duran Duran até hoje; a tentativa falhada de reviver o passado. Fato curioso este que provavelmente você nasceu do fruto de uma dancinha colada ao som de "True" ou "Careless Whisper". A tal onda foi tão forte que chegou aqui nesse Brasilzão, a qual várias bandas aderiram ao gênero, o tornando tão popular entre nós, até os dias atuais tocando nas rádios. Além disso tudo, inspirou as bandinhas indies "famosinhas", por exemplo The Killers e The Strokes. É um gênero bem extenso, e suas variações foram divididas em subcategorias: New Romantic (pessoal enrustido ou que fingia ser gay mesmo porque estava na moda, mais voltado para baladas românticas), Synthpop (pessoal enrustido ou não, que curtia uns sintetizadores e Kraftwerk), Dance Punk ou Dance Rock (pessoal que curtia rock + música eletrônica) e Dark Wave (pessoal trevoso que se cortava ouvindo Siouxsie).

Surgimento[editar]

O começo da terminologia, bem como o começo das bandas, se deu através da cena RBD Punk, a qual era abrigada por várias bandas dignas e outras simpatizantes (ou aquelas que estavam no meio só por ser modinha) do gênero. Tais bandas eram citadas como newbies na cena e começaram a receber o nome de "New Wave" por este motivo, o que mais tarde iria se tornar algo mais sólido, pois essas bandas já estavam de saco cheio de anarquismo e coisas do gênero ou seja cansaram de ser posers, e eventualmente começaram a se afastar do Punk, para se dedicarem a um tipo de música mais experimental e elaborada o começo da trairagem. O gênero New Wave pode ser confundido com o Punk devido a várias bandas dessa mesma época fazerem parte dos dois movimentos, o que acaba gerando uma confusão, mas para distinguir um do outro é fácil. Basta ver se a música é melódica e dá vontade de dançar, se sim, isso é New Wave. Se a música tem uma letra revoltante, as guitarras estão predominando e o ritmo é sequencial, isso é Punk. Um exemplo para facilitar é Rock The Casbah (New Wave) e London Calling (Punk) do The Clash, banda essa que traiu abandonou o Punk aos poucos (apesar de que essa banda é a que mais causa confusão, justamente pelos seus discos serem New Wave e Punk ao mesmo tempo mas se não facilitou então foda-se, desculpa), assim como o Blondie e os Talking Heads.

Anos 80[editar]

O lema é quanto mais maquiagem tiver mais gay reconhecido entre a galera era. Agora imagina o pessoal que tentava imitar o Boy George.

Foi no final dos anos 70 e início dos 80 que a onda atingiu todo mundo e contaminou a década toda. Tudo começou com a combinação do sucesso My Sharonna do The Knack que estourou no mundo todo em 1979 e o surgimento da MTV em 1981 que foi muito importante para a venda comercial das bandas. Com essa combinação e com a ajuda das rádios que começaram a distinguir de vez o gênero do Punk, o New Wave se consolida como algo novo e surpreendente que estava surgindo. Devido a isso, passava a dizer que tudo de novo que aparecia era New Wave, o que deixava críticos musicais furiosinhos e os fizeram subdividi-lo de acordo com sua sonoridade mas é tudo New Wave no final das contas. O negócio foi tão grande que começou a atingir gente que tinha nada a ver com o surgimento do gênero, tipo Michael Jackson e Madonna, os reis do Pop nos anos 80. Bombarderam a moda, a qual as bandas passaram a se vestir e se maquiar muito peculiarmente (só olhar o pessoal do Devo que você vai entender o 'peculiarmente') e todo mundo se vestia parecido (ou pelo menos tentava) imitando Cindy Lauper ou Boy George, dois cantores e ícones do New Wave esses dois já são esquisitos, imagina quem tentava imitá-los. Além das bandas fazerem videoclipes caríssimos (vide Wild Boys do Duran Duran que custou um milhão de doletas), também influenciaram no cinema, especialmente a banda Oingo Boingo e o vocalista Daniel Elfo e suas inúmeras composições para filmes dos anos 80, assim como todos do seu amante Tim Burton. Mas é claro que BR não ficou de fora dessa baguncinha e a onda chegou aqui e pegou a maioria das bandas surgidas nessa época: Barão Vermelho, RPM, Kid Abelha, Ultraje a Rigor, Paralamas do Sucesso, ou seja aquela maioria que tocou no Rock In Rio de 1985 e que fez um tremendo sucesso depois.

Subcategorias e bandas[editar]

Como dito anteriormente, o New Wave é divido em subcategorias de acordo com a sonoridade pelos críticos chatinhos. Devido a essa sonoridade, há uma certa distinção ou não, entre algumas bandas, como também foi dito esse negócio de dividir tudo acaba confundindo um pouco, mas ai vai as subcategorias e as bandas predominantes.

New Romantic[editar]

Duran Duran exalando purpurina masculinidade.

Os novos românticos, foram os que mais influenciaram a moda e o comportamento do pessoal da época, juntamente com o Synthpop, por trazerem o romantismo à tona, pois era algo que foi totalmente esquecido e não teve um auge tão grande desde a época dos Beatles. Esse pessoal se utiliza muito de sintetizadores (tente não confundi-los com o Synthpop), e tiveram sua maior influência em David Bowie (Trilogia de Berlim) e no Soft Rock. Talvez seja o subgênero que mais traiu contradiz o Punk pela devoção à melodia, suas roupas "peculiares" e suas letras comoventes, sempre falando de relacionamentos, amor ou de alguma mulher ou indiretamente homens. Duran Duran, a que mais fez sucesso dentre o subgênero, continha todos os requisitos de uma banda de sucesso na época: usavam muito brilho e batons, descoloriam o cabelo, suas roupas eram todas customizadas, a maioria dos integrantes eram bonitos apesar de que é duvidoso as suas sexualidades, cantavam sobre tudo e todos e ganharam o coração da Lady Di.

Synthpop[editar]

Não se deixe enganar por essas caras de Bad Boys.

O sentepop é um subgênero mais voltado para música eletrônica com o uso de sintetizadores em sua predominância. Se difere do New Romantic apenas pelo maior uso do sintetizador, mas suas bandas tiveram as mesmas influências, a não ser pelo maior influenciador deles o Kraftwerk. Seguiam a mesma linha de moda e tal, e a banda que mais fez sucesso no gênero é o Depeche Mode, que sofreu algumas mudanças no som durante os anos (começou a curtir uns Dark e foi traído por integrantes), mas é um exemplo fiel do sentepop dos anos 80.

Dance Rock[editar]

Esse New Order é um exemplo de banda Indie master. Por isso é cultuada por eles.

O Dance-punk ou Dance Rock é a mistura do Rock com Música Eletrônica conhecido popularmente por barulho, tendo como a maior influência o Nova Ordem de Trairagem por começar experimentando o subgênero em suas músicas. Isso despertou interesse em outros (gravadoras) e o pessoal da época gostou e outras bandas também. Influenciou o Madchester e outras bandas fora do New Wave como The Stone Roses e Happy Mondays.

Dark Wave[editar]

Galerinha trevosa depressiva e gótica.

Dark Wave é um subgênero mais goticuzinho do New Wave. Procura-se temas como escuridão, depressão e coisas introspectivas ou seja emo. Por esta razão o New Wave conseguiu fazer sucesso em praticamente tudo que havia, até os primórdios do gótico ele conseguiu atingir. Sua banda de maior sucesso foi o The Cure que trazia o vocalista Robert Smith, uma figura bem distinta dos anos 80, e um ícone para os depressivos, assim como a musa Siouxsie.

Declínio[editar]

Como toda coisa que se torna um grande sucesso (modinha) por um período, acaba terminando um dia, não foi diferente com o New Wave que começou a perder a força já no final dos anos 80 quando começaram a aparecer aquelas bandinhas Grunge, e o Pop começou a ser deixado de lado pelas gravadoras. Como esse novo gênero estava começando a tomar conta de tudo (assim como o New Wave quando surgiu, culpa de Kurt Cobain e cia.), as bandas não tinham outra alternativa a não ser mudar o estilo também, para algo mais alternativo (sim foi uma piada). Foi assim então, que para conseguir continuar se consolidando no mercado, algumas bandas começaram a experimentar coisas novas, outras arriscaram continuar no New Wave e outras simplesmente arregaram acabaram. Acho que o final dessa história você já deve saber, pois nem as que arriscaram tiveram a repercussão que tiveram nos anos 80, acabando de vez com o mainstream do gênero e assim se tornando eternamente a "música dos anos 80".

Revival e bandinhas Indie[editar]

Os anos 2000 foram os anos em que a modinha voltou a fazer sucesso entre novas bandinhas Indie, com aqueles que se diziam inspirados pelas bandas dos anos 80 (ou seja são os filhos daqueles que dançaram coladinho ao som de Eyes Without A Face), já que era na moda também reviver essas coisas do passado. As bandas que mais tiveram influência são: The Strokes, Franz Ferdinand, The Killers (que roubou apropriou o nome da banda do clipe do New Order), Interpol e Placebo. Mas é claro que outras bandas também se disseram influenciadas, mas não vou colocar essa lista aqui porque esse negócio voltou a ser modinha mesmo, portanto são muitas (vá caçar sozinho).

Hinos[editar]

Existem algumas músicas que são consideradas hinos do New Wave (são aquelas que seu pai sempre canta no carro, ou sua mãe quando está lavando louça). Acho difícil alguém dizer que nunca escutou nenhuma dessas músicas. Ah sim, o pessoal do Acre é claro.

Cquote1.png Dont tchiuuuuu... paranaranranarannnnnnnn....forgetaboumi.. dont dont dont dont Cquote2.png
Seu pai cantando

Cquote1.png CAMAMACAMACAMAACAMAMCAAMACAMILIOOOOOOOONNNNNN...... Cquote2.png
Seu pai cantando

Cquote1.png Teeeeeeeeeeeeeeekeoooooooooooooooonmiiiiiiiiiiiiiiiii......tekonmi... Cquote2.png
Sua mãe cantando

Cquote1.png Girls justuana afaaann.... ou girls justuana afaaaaaaaaaaaaaaan.. Cquote2.png
Sua mãe cantando

Seus pais cantam muito e eu cansei de imitá-los

Ver Também[editar]


v d e h
Subgêneros do rock
1172872303 mumudamangueira02.jpg
Art Rock | Blues | Blues-Rock | Cena Canterbury | Country Rock | Dreampop | Folk Rock | Funk Rock | Glam Rock | Grunge Rock | Happy Rock | Hard Rock | Heavy Metal | Indie Rock | Invasão Britânica | J-Rock | Krautrock | Madchester | Math Rock | Mersey Sound | Modern Rock | New Wave | Noise Rock | Piano Rock | Psychobilly | Pop Rock | Pop Rock Brasil | Post Rock | Power Pop | Pub Rock | Punk Rock | Rock Alternativo | Rock and Roll | Rock Cristão | Rock de Garagem | Rock Gótico | Rock Industrial | Rock Pernambucano | Rock Progressivo | Rock Psicodélico | Rock Sinfônico | Rockabilly | Shoegazing | Synthpop | Soft Rock | Space Rock | Stoner Rock | Visual Kei
Bandas de Rock (e outras coisas também) | Tudo que tem a ver com rock