New York Knicks

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bob Mauley.jpg   Fala, mano! É o seguinte: New York Knicks é mais uma coisa que os mano da quebrada curte, tá ligado, véio?
Então, não zoa este artigo não, porque vai dar em treta, mano!


O New York Knicks é um dos times de basquete mais fodidos famosos entre o público do gueto. É a franquia mais cara da NBA, custando mais de 3 bilhões de verdinhas, embora a equipe não corresponda muito ao seu valor. É comumente confundido com marca de biscoito.

História[editar]

População menos favorecida de Nova York indo ver o Knicks jogar.
Knicks na década de 90
Knicks no século XXI

Fundação[editar]

Ele foi fundado em 1946, na época da BAA, uma competição que rivalizava com a NBA no tempo que sua mãe era virgem, jogando contra times que nem existem mais. Nas primeiras décadas da NBA, disputou as finais por três anos seguidos, justamente porque não tinha mais ninguém melhor para ganhar o campeonato. Era um time composto pelos manos do beco e outros africanos improvisados no jogo. Teve uma fase de vacas magras, sofrendo pesadas derrotas (o que não era novidade).

Anos 60[editar]

Em 1964, já não havia maiores esperanças para o Knicks. Em 1968, a equipe voltou para os playoffs depois de uma fila de nove longos anos (ufa!!). Em 1969, foi registrado um recorde de 18 vitórias consecutivas dos Knicks, ganhando do todo poderoso Los Angeles Lakers, o que constitui o seu primeiro campeonato.

Exemplo de entrosamento do Knicks

Décadas de 90 e 2000[editar]

Depois disso o Knicks passou por uma má fase que durou uns dez anos, sendo varrido toda santa temporada. Isso mudou após a chegada do do redentor para o time, o jovem Patrick Ewing, o calouro do ano. Lógico que após a sua aposentadoria o Knicks desceu muito de nível, tornando-se um dos piores times do campeonato, tendo péssimos desempenhos nas temporadas de 2004-05, 2006-07, 2007-08 e 2009-2010. Éééé!

Década de 2010[editar]

Em 2010 LeBronha James resolveu largar seu time de muitos anos e ir para o Miami Heat em busca de um título. Impulsionado por ele e outras estrelas que fizeram o mesmo como Kevin Garnett, Chris Bosh, Paul Gasol e Chris Paul, o ala e cestinha Carmelo Anthony decide mudar-se de Denver para Big Apple, trazendo consigo Amare Stoudemire e promovendo mais uma centena de trocas na offseason daquele ano que deixavam qualquer manager da NFL com uma baita inveja. O Knicks tornou-se um time decente com boas temporadas e classificação aos offs, mas sempre perdiam para um super-time como o Boston Celtics e o já citado Miami Heat. Foi nessa época que o asiático de Harvard Jeremy Lin juntou-se ao clube e usando de fórmulas genéticos e suplementos especiais desenvolvidos em laboratórios obscuros no país do sol nascente jogou pra caralho dando origem ao fenômeno "Linsanity".

Após alguns anos o time parou de funcionar. Amre, Tyson Chandler, Jason Kidd, Steve Novak e outros craques estavam velhos demais pra jogar no mesmo nível e pediram pra sair. Outros que ainda rendiam alguma coisa foram comprados por times maiores e melhores como J.R Smith, Jeremy Lin, Danilo Gallinari e Iman Shumpert. Sozinho, Anthony não foi capaz de carregar um time, e por isso o Knicks é hoje um dos piores times da NBA, sendo que nem Phil Jackson conseguiu salvá-los da obscuridade e por isso foi posto na rua.

Grandes jogadores[editar]

Arqui-rivais[editar]