Nicha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa



●República da Nicha
●República Livre e Capitalista da Nicha
●Nicha

Capitalismococa.gif Tiosam2.jpg
Bandeira Brasão
Lema: Liberdade Ideológica a Todos!
Hino: "Pluripartidarismo Nichês" (oficial)
Mapanicha.jpg
Capital Quepim
Maior cidade Ganxai
Língua Rindaman, língua que se aprende facilmente em duas semanas
Tipo de Governo República Capitalista Pluripartidária
Presidente Juju "safadénha" Hintao
Heróis nacionais Tio Sammy Lee, Trump
Independência De ninguém; há tão poucos nicheses que ninguém os achou para colonizar
Moeda virtual
Religião qualquer uma, é um país livre; Capitalismo fervoroso; Emismo
População ~50
Área 0,123456 mm² (Não pirata% de água)
Analfabetismo 3 cidadãos analfabetos: 195%
PIB per Capita Insignificante USD/hab.
IDH 0.666 x ∞
Fuso Horário aproximadamente x (x pertence aos Inteiros / -12 < x < +12)
Clima Tempo limpo, céu azul, sem poluição!
Site do Governo {{{govsite}}}
Cquote1.png Você quis dizer: Bicha Cquote2.png
Google sobre Nicha

Cquote1.pngRezid siuq êcoV: liberdade de imprensaCquote2.png
elgooG sobre Nicha


Cquote1.pngRezid siuq êcoV: EUACquote2.png
elgooG sobre Nicha


Cquote1.png Não tem ninguém nesta cidade? Cquote2.png
turista sobre Quepim
Cquote1.png Morte aos porcos comunistas americanos!! Cquote2.png
Líder do Partido Capitalista Nichês sobre Estados Desunidos

A Nicha é o país que tem a menor população do Mundo do Contra e é reconhecido principalmente por oferecer grande liberdade ideológica á sua população e por fabricar os produtos mais valiosos e mais requintados do mundo, também é reconhecido por ter a população com os maiores pênis do mundo, enquanto a Ráfica tem um do tamanho de uma ervilha. Também possui um governo adepto do capitalismo - Por conta disso, toda a população da Nicha come diversas refeições por dia, sendo que a grande maioria delas é composta por elementos gordurosos e nada saudáveis. Algumas redes de fast-food locais oferecem lanches com peixe frito, porém, os habitantes da Nicha simplesmente comer peixes ou qualquer tipo de animal. O único alimento de origem animal que os nicheses comem são os hamburgueres, que são fabricados com a carne de boi.

Território[editar]

A extensão do território nichês é mínima, maior apenas do que o da Súrria. Porém isso não é um problema, já que não tem praticamente ninguém no país.

Condado de Quepim e o céu sem nenhuma partícula de poluição, como é comum.

População[editar]

População nichesa em massa na maratona de Ganxai.

A população da Nicha é insignificante e não faz nenhuma diferença na economia mundial ou no meio ambiente, ao contrário do estado brisaleiro Ecra, cuja enorme população possui forte influência no cenário internacional, a ponto de a vida no planeta ser exterminada se todos ecreanos peidarem aos mesmo tempo.

Economia/Política[editar]

O ninho de pássaro Nichês...
...e o cubo d'água.

A Nicha tem a segunda menor economia do Mundo do Contra, superando apenas a dos comunistas dos Estados Desunidos. Os principais artigos que movem a economia do país são produtos de grifes famosos por sua qualidade insuperável e que são vendidos a preços exorbitantes pelo mundo todo. Não é a toa que a Nicha virou sinônimo de requinte e sofisticação.

Há no país algumas poucas indústrias, que funcionam a base de combustível verde. As fábricas são tão limpas que chegam a contribuir com o meio ambiente ambiente retirando gases tóxicos da atmosfera e ajudando no Resfriamento Global.

Mula, presidente do Brisal, acertando um empréstimo de 4,5 quintilhões de dólares ao governo nichês.

Apesar de o sistema econômico ser declaradamente capitalista, os empresários, industriais e governantes ignoram a obtenção de lucro e desprezam o desenvolvimento, dando prioridade ao bem-estar dos operários e da população rural, que vive do plantio de cajueiro. Com isso, a economia nichesa vem sofrendo uma queda de cerca de 63% ao ano, a maior redução do Mundo do Contra.

Qualidade de Vida[editar]

Operário nichês desfrutando de sua excelente condição financeira.

Devido a já mencionada "política de bem-estar social" promovida pelo Partido Capitalista Nichês, a jornada diária de trabalho no país não passa de 3 horas minutos e o salário mínimo é de US$84.350,00 (por segundo de trabalho), o que possibilita que a população viva em condições de fazer inveja a um norueguês. Fuscas, Fiat 147 e outros símbolos de riqueza do Mundo do Contra são comuns nas cidades quase-fantasmas da Nicha, como Xangai. Meios de transporte primitivos como bicicletas (e escravos de montaria) são inexistentes.

Algo que também influencia a ótima qualidade de vida na Nicha é a total liberdade ideológica e de imprensa observada. Qualquer um dos cerca de 40 cidadãos do país pode criticar o governo, xingar a mãe dos ministros e comer suas mulheres sem que nada aconteça. Os jornais circulam livremente pelo país sem passar por censura alguma, as conspirações correm soltas na internet e são fundados cerca de 120 partidos políticos por dia, o que é considerado pelo PCN como um estímulo à democracia local. Ou seja, a Nicha liberou geral!! A única obrigação que os nicheses tem, de fato, para com o seu país é engravidar suas mulheres, o que claramente não está dando certo, já que a taxa de fertilidade não passa de 0,0565 filho por mulher nichesa.

A educação do povo nichês também é referência no Mundo do Contra, o que se explica pela limpeza das ruas e pela rigorosa etiqueta nichesa, principalmente à mesa. É comum ver ocidentais sendo linchados nas ruas da Nicha, pois possuem hábitos animalescos que os nicheses repudiam, como cagar na rua e catarrar na cara dos outros.

Ver também[editar]



Espelhonomdc.jpg
v d e h
Mundo do Contra