Nicolás Maduro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Atenção: este artigo da Desciclopédia acaba de ser nacionalizado pelo governo bolivariano da Venezuela. É agora um patrimônio intransferível do glorioso povo venezuelano. Socialismo o muerte! Aguarde novidades.


Banderavenezuela.jpg En este artígo se habla venezolano!

Dice a un pana que te explique ahí como es la vaina, si no,
Er Conde del Guácharo te vaya a pegar!

Hammer and sickle.png Este artigo foi aprovado pelo Conselho de Proteção à Moral da Família Soviética como sendo livre de conteúdo subversivo.
Nicolás Madruga Maduro
Nicolás Madruga.jpg
A simpatia de Nicolás Maduro
57.º Presidente de Venezuela
Período 8 de Março de 2013 –
- em exercício
Vice-presidente Fidel Castro
Primeira-dama Cilia Clotilde Flores
Predecessor Hugo Chávez
Sucessor Lula
Pessoal
Nascimento 31 de fevereiro de 1942
Colômbia[1]
Profissão Lesador da pátria
Partido político PT

Cquote1.png Você quis dizer: Nicolás Madruga? Cquote2.png
Google sobre Nicolás Maduro
Cquote1.png Você quis dizer: Nicolás Verde? Cquote2.png
Google sobre Nicolás Maduro
Cquote1.png Você quis dizer: Ratinho Cquote2.png
Google sobre Nicolás Maduro
Cquote1.png Lá vem aquele monte de trocadilho com "maduro"... Cquote2.png
Você sobre sobrenome do Nicolás
Cquote1.png IMATURO!! Cquote2.png
EUA sobre Nicolás Maduro
Cquote1.png O Hugo era o Chavez e astro, esse Nicolás só é coadjuvante... Seria um Godínez? Cquote2.png
Idiota sobre Nicolás Maduro

Nicolás Maduro é o ditador primeiro presidente eleito por meio democrático e não fraudulento da Venezuela, que assumiu o posto de Hugo Chávez na presidência daquele país. Segundo muitos, é um ícone da democracia atual e melhor amigo do Barack Obama, Rodrigo Constantino e Olavo de Carvalho. Seu governo é tão bom que não se vê sinal de opositores - em breve, também não se verá sinal de ninguém para dar uma opinião madura sobre o presidente. De acordo com amigos próximos, é tão socialista que estatiza tudo. Até o próprio cu é público.

Vida (pública)[editar]

Don't cry, baby!

Ainda na maternidade, Maduro já desejava compartilhar as coisas com os amiguinhos. Ansiava por socializar sua fralda cagada com os amiguinhos. Propôs uma revolução estudantil - tirou 3, mas convenceu um professor a tirar 3 pontos da aluna nerd feia que tirou 9 e ficou na média junto com ela (e assim surgiu a UNE). Sua vida é repleta de emoções. Quando era criança, era ferrenho torcedor do Caracas, mas sempre terminava sendo zoado pelos coleguinhas sulamericanos pelo fato de seu time ser uma bosta.

Foi assim que ele, assim como toda a Venezuela, decidiu se render ao beisebol. Logo Maduro escolheu um time de beisebol e foi procurar um amiguinho que também manjasse do assunto - obviamente, era um americano. Não tardou muito, e o americano começou a esculachar Nicolás, por dois motivos. Um, o mais óbvio, é porque a Venezuela é tão ruim no beisebol que nem o próprio governo do país se interessou por estatizar o negócio. O outro, foi porque ele era da Venezuela (ora, convenhamos que só não é pior do que ser argentino). Assim, foi pegando um ódio tremendo - assim como aquele que gordo tetudo jogador de LOL pega de mulher quando toma o primeiro Monster Kill fora - dos americanos e viu em uma coisa sua maior esperança: o socialismo.

Essa imagem comprova: Maduro é Massa!

Logo, Maduro muda todos os seus costumes para virar anti-Yankee. Suas posturas torturadoras para com os imperialistas não teriam limites. Começou a pisar em batatas fritas do McDonald's mais próximo, bem como fazer de um tênis da Nike que havia comprado anos antes a sua primeira experiência socialista, e o repartiu com crianças que tinham micose, em um claro sinal de tortura e humilhação mundial de ícones capitalistas. Virou black bloc e começou a atirar pedras (públicas, estatizadas, claro) em mercados Wal Mart, postos da Texaco e tentou nacionalizar um restaurante do Subway, colocando uma faixa o chamando de Subaracaibo na frente.

Tudo isso descalço, pois calçar um tênis com molas opressoras da Nike era um vandalismo. Após tal trajetória política exemplar, Maduro decidiu que seria líder e carregaria uma legião de pessoas. Virou maquinista de trem urbano, na linha Roja do ramal Izquierdo da Venezuela. Não demorou para logo digievoluir numa espécie de Paulinho da Força que fala espanhol (ou num Lula não-bêbado) e se transformar em político defensor dos oprimidos por BigMacs. Virou o Quico do Chaves e viveu na aba do mesmo até sua morte, quando a presidência venezuelana caiu em seu colo. Isso, tudo, nunca à frente, mas à esquerda de seu tempo.

Um ditador presidente Maduro[editar]

Wikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Nicolás Maduro.

Maduro assumiu a presidência e logo já adotou políticas que são o sonho de consumo (oh wait) dos DCE's das universidades públicas do nosso país. Possui o sonho de virar um Fidel Castro regado à petróleo, mas enquanto ele não tiver um Rolex, certamente não chegará aos pés desse governante exemplar e democrático, que é outro que trata muito bem seus opositores. Fez com que a inflação chegasse aos 800%, o que pra ele é um feito histórico, visto que nisso eles ficam acima dos EUA. Além disso, sempre deixa a gasolina abaixo dos 90 centavos, o que deve despertar o amor de uma população que não tem dinheiro para comprar um carro (talvez um Fiat 147), mas há o risco de ele ser estatizado.

Ver também[editar]

Precedido por
Hugo Chávez
Chavez.jpg
Dono da Venezuela

2013 -
Sucedido por
Quando a democracia surgir na Venezuela
MarcoFeliciano.png Este artigo se trata de uma personalidade mortalmente, incrivelmente e filhadaputamente odiada!
Ele(a) nunca será respeitado se continuar desse jeito.

Conheça outros filhos da puta clicando aqui.
  1. https://www.youtube.com/watch?v=I0GLktd-Vu4