Nigéria

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
●Lulubugulumbubu
●Civil War Republic of Nigeria
●Nigeria Petroleum LTDA

Bandeira da Nigeria.png Brasao da Nigeria.png
Bandeira Brasão
Lema: Ein Volk, Ein Reich, Ein Führer! Nigeria über alles!
Hino: Ô princesa Nigéria!
Opep.png
Capital Abuja
Maior cidade Ryad
Língua inglês (isso! Eles falam inglês e são islâmicos)
Tipo de Governo Guerra Civil
General HRS Prince Sr. OKAMBO MBOYO MASAKEKE MAGOMA
Heróis Nacionais Princesa da Nigéria: Srta. AL JAY-JAY OKOCHA e Nwankwu Kanu
Independência Inglaterra vazou dessa treta em 1960
Moeda barris de petróleo
Religião islamismo
População 133.881.703 de príncipes
Área 800.000 Km3 de petróleo (Não importa, tem petróleo em massa% de água)
Analfabetismo 40%
PIB per Capita 3.000 USD/hab.
IDH 0.7
Fuso Horário Igual a Iraque
Clima de tensão e morte
Site do Governo Governo da Nigéria
Cquote1.png Uau, esse membro da família real nigeriana está dizendo que vai me dar 500.000 dólares se eu mandar 10.000 pra ele! Quanta generosidade! Cquote2.png
Teu avô sobre Nigéria


Nigéria é um país africano que por possuir petróleo em abundância se tornou perfeita opção de moradia para muçulmanos frustrados de países com esse recurso escasso como Marrocos e Mauritânia.

A Nigéria disputa com Haiti, Iugoslávia, Brasil e outros 50 países africanos o posto de país com a maior, mais duradoura e continua e mais sangrenta guerra civil.

História[editar]

Cultura nok[editar]

Em 1000 a.C. os primeiros a se instalarem na Nigéria foram os nok, um povo tão avançado culturalmente e tecnologicamente que ninguém sabe quem são e séculos depois seus descendentes se tornariam escravos de outros povos. O que os noks faziam ou deixaram de fazer na realidade pouco importa.

Islamismo[editar]

Nigeriano e sua tradicional hiena de estimação

O islamismo chega na Nigéria no século XI, mas apenas o norte converte-se porque os nigerianos do sul acharam mais divertidos se manterem católicos, pois agora teriam um pretexto legal para justificarem suas guerras civis.

Iorubas do sul[editar]

Ao longo de toda Idade Média e Idade Moderna dominou a Nigéria os iorubas do sul, que enriqueceram com o tráfico de escravos, vendendo pacotes turísticos enganosos de férias na América, mas as passagens eram só de ida.

Domínio europeu[editar]

O continente africano sempre foi uma coisa trouxa que ninguém se importou, a Europa só foi investir no continente na época que era liberado escravizar negros. Depois que açoitar negros se tornou proibido o continente africano voltou ao esquecimento, com exceção de poucos países como África do Sul em virtude de seus diamantes, Egito em virtude de suas pirâmides, Botswana em virtude de suas zebras, Marrocos em virtude da fronteira com a Espanha e figura nesse patamar também a Nigéria em virtude de seus terroristas e guerra infindável (e petróleo também, por hora o motivo da guerra).

A Nigéria tem um problema sério de convívio social. Na época da partilha do continente africano para os países europeus, os territórios foram divididos indiscriminadamente com gizes fazendo a África parecer um quebra-cabeças.

Guerra civil[editar]

A MISÉRIA é um país que vive na maior Nigéria. Por isso mesmo, minha mulher aproveitou para arrumar umas empregadas baratinho. O problema é que elas não dormem no emprego e têm que voltar pra África todo dia.

O território da Nigéria compreendeu várias tribos rivais sob mesmo território: Haviam os Kanem-Bornu do norte, macumbeiros e perigosos com seus voodoos. Havia a filial da Al-Qaeda a sudoeste e mexer com essa organização da pesada é a maior fria. Havia os Kulungas do sul e sua tribo canibal. Também havia grupos de nômades refugiados do Saara. As tribos beduínas de Niger também se interessavam pela Nigéria. E lógico, havia ingleses ex-presidiários livres depois que a Inglaterra deixou o país colônia-penal.

Esse cenário de RPG protagonizou na Nigéria uma guerra civil sem fim e que dura até hoje, e deve durar enquanto houver petróleo na região.

Sem contar que desde 1966 até 2000 o país foi palco de mais de 8 mil golpes de estado; ainda hoje os militares discutem se vão intervir novamente naquela bagaça.

Em 1979, Shehu Shagari foi eleito democraticamente (coisa que se julga pra lá de contestável), pondo fim à festa dos generais, mas não pôde permanecer muito tempo na cadeira presidencial, pois os militares novamente se mobilizaram e o mandaram pra Casa do Caralho em 1983, derrubando seu bom governo.

Anos 2000[editar]

A Nigéria a partir dos anos 2000 é dominada por gangues de contrabando de comida de gato enlatada. Um programa do governo abriga na capital do país Abuja mais de 5.000 aliens com cara de camarão que viviam em Joanesburgo.

Nigéria dividida[editar]

A partir de 2011 um grupo filantrópico denominado de Boko Haram tomou posse do norte do país, praticamente 50% do território nigeriano em face do quanto a comunidade internacional caga e anda para o que acontece na Nigéria e do quanto as autoridades do país são ineficazes em controlar aquele pedacinho de nada. O Boko Haram passou a doutrinar e educar meninas do norte da Nigéria além de alimentar os terroristas que lá vivem, poupando o governo de trabalho no norte do país, o que trouxe muito desenvolvimento à Nigéria, que nunca mais ficou de fora de uma Copa do Mundo de Futebol, por exemplo.

Subdivisões[editar]


Economia[editar]

A Nigéria é o país mais rico da África, por causa dos ótimos investimentos de organizações como Al-Qaeda. O país se comporta como paizão do continente e dá exemplo aos outros países demonstrando que guerra civil é a melhor saída para a solução de problemas que os desgraçados europeus fizeram.

Cultura[editar]

A cultura nigeriana baseia-se em enviar e-mails falsos sobre supostos príncipes nigerianos para metade do mundo, mas além disso destaca-se por sua imponente e importante indústria cinematográfica conhecida como Nollywood, tendo produzido mais de sete mil filmes pornográficos em apenas sete anos. Isso fez com que Nollywood recebesse o rótulo de excelência em porcarias genéricas da OMT (Organização Mundial de Trivialidades).

Além de muito pornô, a Nigéria é um país de muitas línguas, incluindo o klingon, polonês, tchubirabirom, dxfjkldbnvrknés, weiryqwiomcvmolnés e demais línguas minoritárias faladas no norte do país.

Dividem com Gana a possessão de uma raça bizarra e bastante amorosa conhecida como Sakawa Boys, que vivem fazendo propostas românticas na internet e prometendo rios de dinheiro para quem aceita essas propostas. Só não podemos assegurar que é uma boa ideia topar esse tipo de amor...

Flag-map Nigeria.png Nigéria
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografiaEconomiaCulturaTurismo
Leaotarado.jpg
África
v d e h

Países: África do Sul | Angola | Argélia | Benim | Botswana | Burkina Faso | Burundi | Cabo Verde | Camarões | Chade | Comores | Congo | Costa do Marfim | Djibouti | Egito | Eritreia | Etiópia | Gabão | Gâmbia | Gana | Guiné | Guiné-Bissau | Guiné Equatorial | Lesoto | Libéria | Líbia | Madagascar | Malawi | Mali | Marrocos | Maurício | Mauritânia | Moçambique | Namíbia | Níger | Nigéria | Quênia | República Centro-Africana | República Democrática do Congo | Ruanda | São Tomé e Príncipe | Senegal | Serra Leoa | Seychelles | Somália | Suazilândia | Sudão | Sudão do Sul | Tanzânia | Togo | Tunísia | Uganda | Zâmbia | Zimbabwe

Territórios: Canárias | Ceuta | Galmudug | Mayotte | Melilla | Reunião | Saara Ocidental | Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha | Somalilândia