Night Elf

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikify.png Por favor, alguém arrume este pobre artigo segundo as diretrizes estabelecidas no livro de estilo antes que alguém infarte lendo esse artigo mal formatado...
AVISO: NÃO REMOVA ISSO ANTES DE TER CERTEZA ABSOLUTA QUE O ARTIGO JÁ FOI COMPLETAMENTE "WIKIFICADO", SENÃO VOCÊ PODERÁ SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS!
Dica: não sabe como wikificar um artigo? Então leia AGORA o nosso Tutorial Wiki! Ou peça ajuda para os usuários mais experientes...
Night Elf, muito bem representados por mulheres. Afinal, lá não existem homens de verdade.

Introdução[editar]

Night elves (ou elfos noturnos, para os brazilero), do latim elfus noturnus silvestris, da família Purpurinaceae, da ordem Viadales, da classe Homossexualica, da divisão Emophyta, são mais uma raça do Warcraft 3. Composta por elfos selvagens, que moram no mato e, portanto, nunca viram uma TV de plasma, um playstation 2 ou um computador na vida.

O que são[editar]

Típica guerreira Night Elf em seu traje de inverno.
Os night elves são elfos selvagens, ou seja, se são elfos, eles têm orelhas pontudas e são bons de arco e flecha, mas muito ruins na porrada.

Os night elves são na sua maioria mulheres (89,13%). Os poucos homens que existem são na maioria homossexuais (10,842%). E o pouco de ômi de verdade que existe (0,028%) são exilados, presos ou viram emos e cortam seus próprios pulsos, numa tentativa desesperada de se livrar dos gays que assolam a sociedade, por isso as night elves (as fêmeas não os baitolas) tem que usar roupas minúsculas para chamar atenção de machos de outras espécies para poder dar uma boa trepada se reproduzir já que são viciadas em sexo os night purpurinas ficam procurando por orcs fortes para entrarem no pau.

São os fundadores do Green Peace e da WWF, amam as árvores e a natureza. Amam tanto a natureza que ao invés de fazer como os orcs, humanos e mortos-vivos (raças menos gays) que destroçam a pobre árvore para obter madeira, eles mandam uns brilhinhos gays cheios de purpurina multicolorida para ficar rondando em volta de suas amiguinhas árvores, e assim coletam "madeira mágica", que nunca se esgota, e ninguém sabe como eles fazem isso (o milagre da sustentabilidade). Mas ninguém costuma reparar nesses detalhes, mas sim na falta de roupa das arqueiras night elf.

Têm hábitos noturnos (eis o porquê do nome) portanto são góticos ou emos, mas principalmente emos pois a maioria gosta de NX-zero, My Chemical Romance, purpurina rosa, adoram veados e são muito sentimentais (costumam chorar quando cortam uma árvore). Por causa de seus hábitos noturnos, e por não usarem filtro lunar, as night elves têm pele azul pela intensa exposição à radiação lunar, também conhecida por radiação ultraviolenta.

Técnicas de combate[editar]

Por incrível que pareça, essas mulherzinhas lutam! Suas unidades militares, porém, são fracas de doer (geralmente um exército night elf morre com dois tapas e um peido). Por isso elas só atacam de longa distância e usam magias baitolas.

Com o patch do frozen throne, elas ganham um reforço muito importante, que é o coisa gigante da montanha, o único guerreiro macho dessa joça. Tem mais vida que um herói level 10 mas custa mais caro que vender a alma pro capeta.

Estratégia de jogo[editar]

Como todas as unidades night elf são fracas de dar dó, simplesmente se faz apenas os chimaeras (os dragões roxos abicholados), que são as unidades aéreas menos gays mais fortes. Mas como esses imbecis dragões não conseguem acertar outras unidades aéreas (apesar de voarem, o que é bem irônico), precisa-se acompanhá-los de arqueiras montadas em passarinhos para defendê-los de outros inimigos aéreos (provavelmente esses dragões façam isso de propósito, só para ter algumas acompanhantes). Só fazer isso e ganhar o jogo.

História[editar]

Todos os elfos noturnos viviam felizes saltitantes em suas florestas no chamado Ashenvale, ou axé-vale (provavelmente fundada por um faerie dragon, que é um dragão tosco que parece uma alegoria de carnaval). Eles eram protegidos por um baita viadão chamado Cenarius, que era considerado um semi-deus. Mas como era viado, ele se escondia na hora do pau. Porém, certa noite, uns orcs do mal :( chegaram para detonar com a floresta para traficar a madeira que conseguissem. Então, Cenarius (ou Cenário, para os retardados) se emputeceu e resolveu matá-los. Porém, Grom, o líder dos orcs de lá, acabou matando o viadinho, graças ao pacto de sangue que fez com Mannoroth, bebendo sem querer o sangue que esse demo deixou cair. Enfim, os elfos noturnos não gostam de orcs porque eles são verdes, feios, grotescos e machos.

Por causa da morte de Cenarius pelos estrangeiros, ou seja, os orcs e humanos que chegaram lá, Tyrande Whisperwind cria uma enorme xenofobia, odiando todos aqueles que entraram em sua terra sagrada, grande bosta. Mas, ao perceber que ali estava havendo uma invasão do demônio (literalmente), ela foi acordar os druidas do sono eterno da beleza com um berrante o chifre de Cenarius, sendo o druida mais poderoso o chamado Malfurion Stormrage. E, pra quem não sabe, um babado fortíssimoooo: Malfurion e Tyrande são um casal de apaixonados!!! (AAARGH, MAS QUE PERDA DE TEMPO! FOFOCA DE NERD!)Vai tomar no cv

Enquanto os dois tentavam acordar o resto dos druidas, as florestas dos night elf iam se corrompendo por causa da caveirosa de Gul'dan, ficando mal-assombradas, curtindo death metal e soltando uns peidos venenosos, além de curtirem destruir as florestas e desobedecerem as leis de trânsito.

Quando eles foram acordar os últimos druidas, que estavam numa caverna abandonada por alguns milênios (algo comum para elfos noturnos, guardar armas secretas para uma emergência, mesmo que demore um pouco), eles acharam uma prisão. Mas não era de qualquer um, era de um emo chorão do Illidan, o caçador de capetas. Era um emo que foi preso por uns 10000 anos por ser menos gays que os outros, sendo considerado uma ameaça à boiolice da sociedade élfica noturna, e por ser menos gay, ele era o mais fodástico também, por isso Tyrande teve a idéia de libertá-lo para matar os demônios que tavam destruindo o mundo, ainda que seu irmão, o próprio Malfurion, o detestasse porque eles amavam a mesma mulher.

Assim, depois de solto, Illidan resolve ajudar por causa de Tyrande, afinal ele a amava muito, achava ela super gata, escrevia poemas para ela toda noite na parede da sua cela e jurava protegê-la com sua própria vida pela eternidade (ou seja, era cego de amor literalmente. E burro, pois ela já era do seu irmão, que por sinal era bem sacana).Vai tomar no cu

Quando ele estava se aquecendo na sua base, pronto pra matar uns demoninhos da pesada, ele encontra Arthas, o príncipe do Metal. Um não vai com a cara do outro e começam a se estapear. Depois de reconhecerem a masculinidade um do outro (ou só de um e menos de outro), eles fazem as pazes e vão tomar uma breja. Lá eles começam a bater um papo.


Arthas: Ow, ce ja ouviu falar na Skull Gul'dan?

Illidan: Eu já ouvi falar da Grayskull.

Arthas: Essa caveira de Gul'dan é a que está destruindo as florestas de vocês. Ela é poderosa pacas.

Illidan: E porque tá me dizendo isso?

Arthas: Ora, eu sei que você só se interessa em poder...

Illidan: Mentira! Eu também me interesso pela Tyrande. Mas ela nem dá bola, só ouve meu irmão.

Arthas: Cara, que mal... Mas deixa eu terminar! É que meu chefe nem curte esses demônio. Quebra esse galho aí cara.

Illidan: Vou pensar...


Esse vou pensar do Illidan se referia a pensar na Tyrande e em como seria bom ter poder e mais poder. Depois de pensar um pouco, ele vai atrás da caveirosa, clama seu poder para si mesmo, assina um contrato de venda da própria alma em troca dos poderes da caveira e se transforma (UI!) num ser poderoso, capaz de matar tudo e a todos MWAHAHAHAHA! POWER! POWER! I'VE GOT THE POWER!

Ele vai atrás de Tichondrius (ou Taicôndrius, ou Tae kwon do), um Dreadlord apelão que invoca 2 infernais a cada 3 segundos, e mata ele. Quando chegam lá Malfurion e Tyrande, eles não reconhecem Illidan e se apavoram. Depois de Malfurion descobrir o que o irmão fez, ele o expulsa das suas terras, afinal, ninguém gosta de ter o cão como irmão.

Enquanto Illidan se alia às serpentes malvadas, Malfurion e Tyrande se preparam para matar o Cão Chupando Manga, o Archimonde. Depois de tomar uns anabolizantes, ele começa a crescer sem parar e vai em direção à World Tree dos elfos para acabar de chutar o pau da barraca. Nessa hora, os humanos e orcs se unem aos night elf. Agora é a hora em que você diz: "Ah, finalmente esses caras pararam de ser burros e se uniram pra acabar com esse retardado do Archimonde.", certo? Pois é, você errou. Como Archimonde tomou uns anabolizantes e seu exército se reproduz por divisão binária e brotamento, nem as 3 raças juntas dão conta desse demoninho da pesada. Então, Malfurion começa a criar um monte daqueles brilhinhos retardados dos night elf (sim, aqueles que coletam madeira mágica e se transformam nas construções vivas dos elfos) enquanto todo mundo rola na porrada, e manda esses brilhinhos cercarem a World Tree pra, na hora em que Archimonde chegar, eles se esfregarem nele.

Então, na hora em que Archimonde regaça com todo mundo, ele chega na World Tree pensando "Ha, que fracotes. Não deu nem pro começo!". Nesse momento, os brilhinhos comandados por Malfurion se esfregam em Archimonde e ele, com nojo daquela boiolice, se explode em fogo do inferno. FIM. Acabou-se a Burning Legion.

Depois de ser expulso, Illidan vai matar o Lich King, enquanto a sonsa da Maiev, que cuidava da cela dele, acha que ele está é tramando contra os night elf de novo e fica no encalço dele o tempo todo. Ela chama a ajuda de Malfurion e da Tyrande (a própria que havia libertado o emo, isso é bem irônico).

A maldita da Maiev é uma apavorada do caramba, não espera nada nem ninguém, não quer ajudar nenhum ser morimbundo na beira da estrada como em qualquer outra campanha, só pensa em capturar o Illidan. Muito provavelmente ela tenha se apaixonado por ele enquanto o vigiava na prisão, criando uma paixão doentia. Tanto que ela odeia Tyrande por ser amada por Illidan, e a deixa cair nas correntezas de um rio.

Graças à Maiev , Illidan perde a chance de usar a sua macumba para derreter as calotas polares e destruir o Lich King. Mas quando Malfurion descobre que Maiev deixou seu amor cair no rio, ele e Illidan vão resgatá-la, enquanto eles deixam Maiev pastando.

Depois de resgatá-la, Malfurion perdoa seu irmão por ter cometido todos os crimes do passado e por tentar derreter as calotas polares, afinal, precisa ser ecológico, como todos os night elf. Onde está a sustentabilidade nisso tudo? E as cidades litorâneas do mundo inteiro, que seriam inundadas? Tudo isso só pra matar o Papai Noel Lich King? E o Illidan é perdoado só porque salvou Tyrande, ou seja, bem ridículo. Veja como é a situação da população masculina dos Night Elf, brigando por uma única mulher, sendo que a raça só tem mulher . E os dois seguem seus próprios rumos a partir daí.

Lendas Urbanas[editar]

Há também outra lenda dos elfos noturnos, onde uma das tribos foi exilada e enviada ao espaço numa nave. Eles foram parar num planeta cheio de árvores e plantas, muita purpurina e pisca-pisca além de criaturas tão pitorescas e ridículas quanto as que eles estavam acostumados a criar no seu planeta natal (um verdadeiro paraíso!). Até existia uma World Tree! Eles se encantaram e ficaram extremamente felizes com o novo planeta e viveram felizes para sempre. Bom, na verdade, eles são invadidos pelos terran do Starcraft, e perdem sua World Tree para eles. Mas conseguem se livrar dos terrans numa batalha épica que ficou conhecida no cinema como "Avatar".

Atualmente[editar]

Depois de se separar definitivamente dos night elf, Illidan é obrigado a matar o Lich King, mas apanha feio do Arthas e é largado no chão gemendo de dor. Depois da humilhação, ele continuou seus atos de vandalismo com suas serpentes do maligno, afim de mais e mais poder.

Atualmente responde na justiça por vários crimes e aguarda ser inocentado por ser principal culpado pelo aquecimento global. A polícia já investigou a sua residência procurando traços do olho de Sargaeras ou qualquer tipo de magia negra usada para derreter as calotas polares.

Conclusão[editar]

O que você deve estar pensando agora:

  1. Os night elf são gays.
  2. O autor desse artigo é gay.
  3. Ou nerd.
  4. Ou ambos.
  5. O que será que tem pro jantar?
  6. Será que chove hoje?