Norman Bates

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Jason voorhees.jpg Este artigo é sobre um(a) ASSASSINO!

Este(a) louco(a) sadomasoquista provavelmente esquarteja suas vítimas, sofre de problemas mentais ou foi violentado(a) pelos pais. Se vandalizar o artigo, Freddy Krueger irá lhe fazer uma visitinha de noite!

Cquote1.png Você quis dizer: Assassino maluco? Cquote2.png
Google sobre Norman Bates

Cquote1.png Um, dois, O Freddy vem te pegar, Três, quatro, é melhor trancar a porta. Cinco, Seis, Agarre seu crucifixo, Sete, oito, fique acordado até tarde. Nove, dez, não durma nunca mais. Cquote2.png
Freddy krueger

Cquote1.png Está repreendido em nome de Jesus Cristo!!!! Cquote2.png
Pastor

Cquote1.png Eu sou um pai, um filho e um serial killer!! . Cquote2.png
Dexter

Cquote1.png Amém! Hahahahahaha Cquote2.png
Hannibal Lecter


Livro de ABC.png Este artigo é relacionado à literatura.

Cquote1.png Ler ou não ler, eis a questão... Cquote2.png
Hamlet sobre este artigo.

História[editar]

Norman Bates é um insano,maluco, assassino e anti-social (como Eu e Você) personagem do livro psicose do Robert Bloch e do filme com o mesmo nome do tão amado e idolatrado, salve, salve, pai dos assassinos cinematográficos, nerds desciclopes,e Serial killers Alfred Hitchcock.

Este é o doido, Nerd, Pervertido e queridinho dos nerds consumidores de filmes clássicos, e livros de terror.

Norman Bates é um dos mais venerados assassinos da história da literatura, e também do cinema. Apesar de que alguns burros pensam que o criador desse pervertido meninão foi Alfred Hitchcock,(vulgo:Alfinho cock), Robert Bloch continua sendo a mente brilhante por trás desse homem de várias faces. Poucos sabem, (menos os nerds), que por trás desse personagem há uma história macabra e real. Norman Bates foi inspirado no homicida Ed Gein.

Inspiração[editar]

Norman Bates foi ctrl+c ctrl+v inspirado no homicida e mutilador de órgãos genitais femininos Ed Gein.

Ed Gein. Ele é famoso por ser um dos mais esquisitos homicidas. Ele era esquizofrênico e também um ladrão de cadáveres humanos femininos.

Ed Gein ( 27 de agosto de 1906 - 26 de julho de 1984) foi um homicida e ladrão de lápides famoso por seus hábitos peculiares. Quando criança, Ed Gein tinha um jeito afeminado e era motivo de chacota na escola. Seus coleguinhas colocavam apelidos no tão atormentado Ed, como por exemplo: Gayzinho, minibicha, Bixinha, projeto de traveco... Entre outros. A mãe de Ed,dona Augusta,impedia que seus filhos interagissem com as outras pessoas. Ed frequentava a escola, mas não podia ter amigos. Isso contribuiu com a loucura desse homem feminino. A mãe de Ed dizia que todas as mulheres eram impuras, que o mundo é como um sítio imoral (o que não deixa de ser verdade),que Deus castigava seus filhos se cometessem algum pecado como se relacionar com alguma mulher, ou fazer amizades. Na escola Ed sorria sozinho, como se estivesse ouvindo alguma piada. Apesar de ele não ter nenhuma interação social com os outros,(como Eu e Você)Ed se destacava na literatura e econômia.

Ed era um amante de cadáveres, algumas pessoas acreditam que ele praticava necrofilia. Mas ele disse que como furtava cadáveres de mulheres não praticava a necrofilia, pois não gostava das mulheres. Segundo ele, se ele quisesse, procurava cadáveres masculinos, pois considerava a prática com mulheres muito nojento.

Ed furtava cadáveres de mulheres... Ou seja, ele gostava dos cemitérios (assim como os góticos adoradores das trevas), e fazia a maior festa quando conseguia um cadaver de alguma mulher. Com esses restos mortais, Ed o temido louco de pedra, fazia roupas com as peles humanas para seu próprio uso. Usava crânios como tigelas de sopa, ossos como talheres, usava vaginas nas suas roupas e também guardava em sua caixa de vaginas do horror a vagina de sua mãe pintada de prata. Além disso, Ed tinha um irmão mais velho chamado Henry. Os dois foram criados juntos mas, ao contrário de Ed, que se dedicava totalmente à mãe, Henry parecia conseguir perceber o mal que Augusta causava a eles. O rapaz se envolveu com uma mulher, mãe de dois filhos, com quem ele pretendia morar. Henry, preocupado com o irmão, queria ajudá-lo, tentando o mostrar a relação a qual ele tinha com a mãe. Henry não sobreviveu. Após um incêndio na fazenda, Henry foi encontrado morto. Segundo o que foi divulgado, ele morreu asfixiado. Na série, Norman tem um irmão chamado Dylan, que apresenta a mesma preocupação com seu comportamento.

Biografia[editar]

Norman Bates foi uma criança criada por uma mãe rígida chamada Norma Bates. Como podem perceber, (a não ser que sejam animais irracionais),pelos nomes bastantes parecidos, os dois possuiam uma relação bastante próxima, alguns categorizam como "uma relação incestuosa". Assim como a mãe do homem afeminado Ed Gein, Norma Bates, mãe de Norman Bates (não confundir seus animais), ensinava para Norman que todas as mulheres eram prostitutas (exceto ela), as bebidas eram veneno do capiroto,O mundo era imundo e cigarros eram chupetas do satanás.

Norman Bates, maluco beleza.

Quando Norman estava na adolescência com seus hormônios furiosos, rosto repleto de espinhas, e com sua cabeça em confusão, a mãe de Norman arrumou um macho namorado. Como Norman amava demais sua querida mamãe, ele criou um sentimento furioso de inveja e ciúmes da sua mãe. Ele os envenenou, guardando depois o corpo de sua mãe. Após o crime Norman desenvolve uma doença psiquiátrica chamada de transtorno dissociativo de identidade, também chamada de dupla personalidade e múltiplas personalidades, assumindo de vez a personalidade da sua amada mãe falecida. Norman Bates cuidava da sua mãe como se ela estivesse ainda viva. Ele vestia sua mãe, despia e a colocava para dormir. Ele e a mãe tinham um motel, isolado na beira de uma estrada. Quando adulto Norman Bates recebeu uma hóspede, chamada Mary (a mulher do chuveiro para os desentendidos).

Aqui a moça do chuveiro!!!! Vocês já devem ter a visto em algum lugar. Típica expressão de uma pessoa quando visualiza você despido.

Mary viajava ao encontro de seu macho alfa que morava em outra cidade, e ficou perdida pois seguiu um atalho que ela nunca havia percorrido (ela era loira...). Para sorte (ou azar) dela, encontrou um motel, chamado Bates Motel. Desde quando Norman Bates colocou os olhos pela primeira vez na moça, se encantou por ela, mas a sua mãe (parte da personalidade dele, já que ela tinha falecido) não permitia que ele se envolvesse e praticasse seus atos libidinosos e imorais que foram reprimidos. Norman acreditava na sua mãe, acreditava que ela estava vivíssima Bates da Silva e que ela poderia dar umas palmadas quentes com os seus chinelos de aço inox nele. Até que um dia, Norman Bates incorporou a personalidade da sua mãe, se vestiu como ela e matou Mary enquanto ela estava no banho. Segundo ele, Mary Jane foi assassinada não por ele, mas sim pela sua mãe. Ele foi internado em um manicômio (nossa casa).

Bates Motel (Série de Tv)[editar]

Bates Motel mostra a adolescência de Norman Bates (Freddie Highmore) desde que a mãe dele comprou o motel.

Ooown!! Nem parece um assassino não é verdade?

Mostra como ele virou um maluco beleza, um doido de pedra que matou a mamãe, o papai, sua professora e escondeu juntamente com a sua mamãe,também doida, uma bipolar, o corpo de um homem que a estuprou. Essa série conta também com a participação do irmão de Norman e vários outros personagens que não se incluem no livro Psicose. Ao assistir essa série você pode acabar sentindo um certo afeto por um assassino. Já que ele é tão comportado e inteligente sua mãe irá querer trocar você por ele, mesmo sabendo que ele pode matar.

Psicose (Filme)[editar]

Norman bates (Anthony Perkins) é o protagonista desse filme tão adorado pelos críticos, atores, cineastas, diretores, nerds, psicopatas e psiquiatras de todo mundo.

Quando você estiver no banho ele vai estar lá. Acha que estou brincando?

Nele é retratada a vida adulta de Noronhaman Bates. É nesse filme onde aquela moça do chuveiro, a Mary, é assassinada por esse anjinho lindo. Psicose é considerado por muitos como o pai dos filmes de terror (Que se inicie o mimimi), pois foi um dos pioneiros desse gênero. Alfred Hitchcock (papai dos diretores de suspense/terror) comprou todas as edições do livro de Robert bloch antes de lançar o filme. Por isso alguns pensam que o Norman foi criado pela mente de alfinho cock.

Psicose (livro)[editar]

O grande, Deus do terror (olha o mimimi surgindo), venerado por Stephen King e comparado com Howard Phillips Lovecraft, Robert Bloch com sua incrível cabeça de ferro fez com que ratos e ratas de biblioteca (como Eu e sua tia) tivessem a oportunidade de conhecer nosso anjinho querido, Norman Bates.

Corra e vá ler, ou uma legião de assassinos irá te pegar,incluindo Dexter, Suzane von Richthofen e freddy krueger.

Nesse livro é contada a história do Norman Bates adulto, seus medos sobre os chinelos de aço inox de sua mãe, seus pensamentos libidinosos sobre Mary e o tão odiado pela mamãe corpo dela. Quando esse livro é lido por um trouxa, o anjinho pode matá-lo e roubar sua alma. Por isso antes de lê-lo, confirme se você é, ou não,um trouxa. Caso você estiver enganado, lave os olhos com água e sabão,depois chame um padre ou vá a uma igreja mais próxima da sua residência.

Ver também[editar]

  • Bates Motel
  • Psicose
  • Serial killer
  • Assassino
  • Assassinato
  • Dupla personalidade

  • v d e h
    TAN TAN... TAN TAN, TAN !
    T978595abf6.jpg


    v d e h