Estadunidenses

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Norte-americanos)
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Americano também pode ser alguém que torce para algum time chamado América Futebol Clube. UNIQ2e4079621bb8ac5e-choose-00000000-QINU

McdonaldsAmerica.jpg
EUA Falencia.jpg

UNIQ2e4079621bb8ac5e-choose-00000001-QINU

Este artigo é gringo! Ele só usa eletrônicos da Apple, tem um Chrysler poluidor, não joga futebol e acha que é privilegiado. Não tente usar armas químicas de destruição em massa ou jogar aviões contra ele, a não ser que queira ir morar com o Bin Laden...

UNIQ2e4079621bb8ac5e-choose-00000002-QINU agradece! Alguém quer um Big Mac com Coca Cola?

Este lagarto é similar aos americanos em muitos aspectos: tem sangue-frio, necessitando de enormes quantidades de energia para se movimentar, votou a favor de Reagan em 1980, e, como você pode ver claramente, é muito patriótico.

Os americanos são uma raça de baleias encontrada predominantemente nos Estados Unidos. Os americanos são primariamente predadores, mas sabe-se que apesar disso, eles não se alimentam de seus próprios filhotes. O tamanho médio varia de anoréxico a obeso, dependendo da espécie. Populações mais densas desse gênero estão nas áreas descritas pelos cientistas como "buracos negros culturais", como Los Angeles, Las Vegas e Miami.

Os cientistas não estão em consenso sobre qual o nicho ecológico dos americanos (atualmente são classificados como parasitas). De fato, um biólogo descreveu os americanos como "os tumores do mundo animal."

[editar] Evolução dos americanos

O gênero Americanus nem sempre foi a espécie dominante no continente norte-americano. Originalmente, a América do Norte era habitada pelos membros agora quase extintos membros do gênero indígena (também chamados de "americanos nativos", "índios americanos", "indígenas americanos", não que isso importe o que você chamá-los porque eles ficam ofendidos de qualquer forma). As espécies atuais de americanos evoluíram a partir de uma pequena população de Europus emigratus que acidentalmente foram transplantados em rota durante para uma rotineira busca quixotesca pelo o ouro. Usando a análise genética, os cientistas foram capazes de deduzir toda a horripilante história.

A primeira migração foi terrível para os E. emigratus, e por isso eles contaram com a cooperação dos nativos para sobreviver. Durante este tempo, parece que os nativos não viam os recém-chegados como uma ameaça, mesmo realizando festas de Tupperware com eles (na verdade, os anos seguintes tiveram uma expansão no mercado em plásticos). Este tempo de paz não durou muito, porém, os europeus conseguiram a mais formidável adaptação evolutiva armando-os com: dança de salão e pintura do retrato. Através de uma utilização inteligente destas armas potentes, eles facilmente destruíram adaptações dos próprios nativos próprio da dança da chuva e da arte abstrata, o que confirmou sua reputação como uma espécie invasora. Infelizmente, durante os 200 anos seguintes, a medida que os E. emigratus se uniram para formar o gênero Americanus, os usurpadores perderiam essas habilidades inestimáveis (que foram substituídas por quadrilha e grafite).

Ironicamente, os americanos hoje se encontram ameaçados por novos gêneros por serem incapazes de afastar os imigrantes ilegais (Mesoamericanus emigratus) adaptações superiores nas habilidades de dança de salsa e pintura de muros.

Os americanos atualmente destacam-se por serem idiotas, eles acham que roubaram a América pra eles, que qualquer um que more em países da América são latinos e eles são os americanos.

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas