Nova Crixás

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nova Crixás é um município agrícola no estado de Goiás (Pleonasmo). É mais uma dessas cidades que se acham só porque tem mais que 10.000 habitantes. Sendo ainda pior que Crixás, a cidade que lhe deu o nome.

História[editar]

Todo o movimento da entrada de Nova Crixás, note a quantidade de gente que chega e sai da cidade.

Essa porcaria surgiu por volta de 1970, quando um mineiro chamado Zé Alves Moreira decidiu ser bonzinho e doar parte de suas terras para seus pobres criados que ele tratava em regime de escravidão. Anos mais tarde, o golpe foi descoberto e os trabalhadores da roça fugiram para as fazendas de gado, que eram muito mais lucrativas.

Com a construção da GO-164, foi incentivada a chegada de imigrantes em busca de jornadas perigosas. Somando-se com isso a ampliação (lê-se: capinação) das terras para pecuária, eis que surge a fazenda Leolídio di Ramos Caiado, o fazendeiro-chefe do estado na época.

Em 1980, quando todo mundo ouvia Ney Matogrosso e assistia McGyver e Caverna do Dragão, Nova Crixás conseguiu sua independência, tornando-se um município. Quem se importou? Ninguém! MWAHAHAHAHAHA!

Já no século XX, Nova Crixás se torna importante no cenário nacional, sendo noticiada até no Jornal Nacional, por se tornar a a cidade com o maior número de cornos do Brasil!

Economia[editar]

Com uma economia totalmente agrícola, Nova Crixás (sobre)vive da pecuária. É a cidade com o maior rebanho bovino do estado e o 10º maior do Brasil, da qual é totalmente exportado para as fazendas de Blairo Maggi no Mato Grosso.

População[editar]

De acordo com o último censo do IBGE de 1950, Nova Crixás possui 13.221 coitados.

Geografia[editar]

A cidade faz fronteiras com o estado de Mato Grosso a norte, é um dos lugares mais fáceis de fugir do estado.