Nova Glória

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nova Glória (não confundir com "Glória Pires nova") é mais um município da liga das "Cidadezinhas Insignificantes de Goiás que mais parecem um Curral". Ninguém se importa com Nova Glória, portanto a Desciclopédia recomenda que você não perca tempo lendo esse artigo, desligue o computador e vá ler um livro.

A sua capital é Ceres.

História[editar]

A inclusão digital chega gloriosamente à Nova Glória.

Currutela criada em 1941 depois que o presidente tomou umas pauladas na cabeça e decidiu criar a Colônia Agrícola Nacional de Goiás. O grande objetivo desse projeto era mover pobres, mendigos e miseráveis para o mais longe possível da então capital Rio de Janeiro. Forams cedidos para várias famílias, lotes de graça lá na Casa do Caralho. E assim surgia Nova Glória.

Em 1943 já era uma das principais colônias de Ceres (o latifúndio principal da região). O inédito comércio de avestruz ajudou Nova Glória a se destacar e crescer.

Em 1947, um bando de imigrantes de várias partes do mundo surgiram por ali através de teletransporte e decidiram criar por ali mesmo essa tragédia em forma de cidade minúscula chamada Nova Glória. O nome foi adotado em homenagem a seu fundador São João da Glória, o maior corno de todos os tempos daquelas terras.

Em 1950, com a criação da BR-153 (a única rodovia federal do Brasil de barro batido), estrada que corta a cidade em dois. Aquela porcaria lotada de buracos inclui Nova Glória na famosa Rota do Esterco (versão goiana da Rota da Seda).

Em 1980, Ceres caga Nova Glória, que passa a ser um município independente. E agora tenta adquirir o título de cidadezinha podre mais esquecida de Goiás.

Geografia[editar]

Localizada próxima ao Quinto Círculo do Inferno, faz fronteira com o mato a oeste, o nada ao norte e o vácuo ao sul.

Infra-estrutura[editar]

Não se engane pelo nome Nova Glória, porque de novo e glorioso, essa cidade não tem nada. Com o mesmo avanço tecnológico do faroeste americano, a única coisa gloriosa que há em Nova Glória são as cachaças e pingas vendidas em cada esquina nos botecos sujos da cidade.

População[editar]

Nova Glória orgulha-se por ser uma das cidades com um dos mais altos índices de cornos por metro quadrado do país. Gente do estado inteiro visita a cidade só para pegar as mulheres mal comidas de Nova Glória.