Nova York (estado)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Nova Iorque (estado))
Ir para: navegação, pesquisa
Nova York, o estado todo
Bandeira de Nova York, o estado todo
Bandeira de Nova York (estado)
Brasão de Nova York, o estado todo
Brasão de Nova York (estado)
Lema "The Greatest City In The World"
"Excelsior!" (lema alternativo proposto por Stan Lee)
Apelido Oh, you mean New York City?
Gentílico nova-iorquino
Localização
Localização de Nova York, o estado todo
Capital Albânia
Maior cidade New York (não me diga)
Estados limítrofes Quebec
Características geográficas
Área Maior que apenas Manhattan
População 8 milhões hab. 2011 IBGE
Densidade Todo mundo amontoado
Clima Apenas não tão congelado quanto Canadá


Nova York além de ser aquela cidade caótica que ETs geralmente gostam de invadir e sempre que o Apocalipse chega alguém vai lá destruir a Estátua da Liberdade, é também um vasto pedaço de terra de 141.000 km² de porções de nada, um grande bosque que nem o Quebec quis para eles, e como criar um 51º estado seria trabalhoso demais, os vilarejos de Buffalo e Syracuse ficaram como sendo parte de um suposto estado que chamaram de Nova York mesmo, imitando a cidade que já havia ali, por falta de criatividade. Por dó ainda deixaram Albany como sua capital, já que Nova York City estaria ocupada demais querendo ser a capital do planeta Terra.

História[editar]

Mapa do estado e a estatística mais pertinente.

A atual região do estado de Nova York era inicialmente ocupada pela tribo Pocahontas, índios que ficavam ali ocupando espaço precioso fazendo basicamente porra nenhuma, só pescando sem nunca mover um músculo para construir uma ponte ligando o Brooklin (por isso eram considerados meio racistas), fazer um teatro, construir um arranha-céu, investir na Bolsa de Valores, nem mesmo abrir uma pizzaria, enfim, nada de útil faziam naquelas terras onde a especulação imobiliária parece ter vida própria e quer te comer.

O primeiro vendedor de enciclopédia a chegar no estado de Nova York foi o italiano Giuzeppe "Mão de Coxinha" Fariña, que em 1524 decidiu explorar o Rio Hudson e se decepcionou profundamente, já que não havia nada de interessante ali, e como levava consigo alguns albaneses, únicos que aceitariam tal emprego indigesto, criaram a cidade de Albany no final desse rio. Portanto, foi só em 1609 que Henry Hudson, um explorador bem prepotente, que decidiu botar o nome dele próprio naquele rio e depois ainda criou os Novos Países Baixos, não porque ele era neerlandês, afinal ele era inglês, mas adotou em nome em alusão ao cu que era a região, e achou tal nome bem adequado. Isso infelizmente geraria muita confusão, pois a Holanda passaria a achar que aquela terra pertencia a eles, e como os índios que ali moravam não faziam nada, não construíram um prédio sequer, ficavam só fumando, isso só aumentava a identidade entre esses dois povos.

Foi em 1625 que os holandeses fariam a famosa compra de Manhattan pelo preço de 5 tickes de vale-transporte, uma quantia menor que a paga pela compra do Acre por parte do Brasil. Os holandeses ainda ganharam de brinde todo o resto do estado de Nova York, embora essa parte excedente nunca tenham utilizado até hoje. A ideia era justamente criar uma megalópole numa ilha, para distrair a existência de latifúndios escravagistas no interior.

É em 1664 que um bando de manos de Connecticut, cansados de só ficar fazendo sitcom, decidem ir morar todos mais ao sul em Long Island, onde criaram os bairros de má fama do Queens e do Brooklyn. Bastou criarem a Ponte do Brooklyn e Nova York logo foi infestada de mendigos, indigentes, assaltantes, imigrantes e pessoas de má em geral, tornando a região insuportável para os holandeses, que foram embora.

O domínio inglês na região não foi tranquilo, especialmente porque após 1680, com a criação do Teatro da Broadway, os franceses passaram a se interessar pela região, afinal artistas de todas as partes do mundo agora se reuniam ali para encenar beijos técnicos gays. Os franceses tentaram então conquistar a região, só se esqueceram que perdem todas as guerras para os ingleses quando Joana d'Arc não ajuda, então a tentativa não deu certo.

Os ingleses nem puderam comemorar direito a vitória sobre os franceses, pouco tempo depois Nova York tornaria-se um dos palcos centrais da guerra da independência dos Estados Unidos da América, pois os nova-iorquinos, uma mescla entre iroqueses, pocahontas, italianos, chineses, neerlandeses, ingleses e tuvaluanos, ficaram com sede de poder e queriam eles mandar no mundo, embora com a independência dos americanos garantida, já sabendo que Nova York era um caos, foi ratificada a construção de Washington, D.C. para servir de capital.

Em 2001 a cannabis era legalizada no estado.

O estado participou ativamente na guerra civil, época em que a Walt Disney World desejou se separar para ser um país próprio, tal qual Mônaco, Andorra, Liechtenstein, San Marino e outros principados independentes. Nova York, na época já habitado por aristocratas, não aceitou bem perder uma cidade tão valorizada, sendo o estado que mais fomentou a guerra civil. Foi nessa época que ocorreu toda a imigração em massa de italianos que trouxeram seus cannolis, pizzas, lasanhas e outras gordices ao cotidiano nova-iorquino.

Rapidamente o estado de Nova York tornou-se um dos principais do país, um polo de gente babaca em geral que inventou a teoria da terra plana, para explicar que tudo gira em torna deles. Por isso, por exemplo, a cidade prosperou durante toda Primeira Guerra Mundial, enquanto a Europa se fodia, Nova York ficou de longe abrindo indústrias de bala de rifle em todo lugar. Mas foi justamente essa ganância que fez Nova York ser o epicentro da Grande Depressão de 1929, quando, após escutar muito Oasis, Coldplay, Tokio Hotel e outras armas mortais desenvolvidas por britânicas e alemães durante a guerra, os executivos da região começaram a se atirar do alto de arranha-céus, fatalmente morrendo. No começo alguns acharam que eram só algumas pessoas testando a periculosidade dos arranha-céus que começaram a surgir aos montes, mas logo tornou-se uma histeria coletiva de 13 Reasons Why.

O fato é que atualmente ninguém gosta de Nova York, a cidade, e nem sabem que existe todo um estado além da cidade. Então quando alienígenas invadem a Terra, um meteorito cai na Terra, um monstro gigante invade a Terra, se o apocalipse climático cai sobre a Terra, se terroristas perdem o controle e querem implodir um prédio, New York City é sempre o alvo, já o resto do estado nem os aliens sabem que existe.

Geografia[editar]

Embora a ilha de Manhattan já esteja perdida junto com Long Island, um local onde a natureza foi abolida e não existe mais, e por mais que algumas pessoas mais sensatas se esforcem em destruir essa selva artificial de pedra arremessando aviões cheios de combustível em sua paisagem morta e degradante, a cada ano essa cidade só se expande mais. ATé existe um pedação de nada no norte chamado Parque Adirondack, mas os nova-iorquinos só estão esperando a chance de poderem construir uma megalópole mais útil no lugar daquele monte de árvore que não serve pra nada.

  • Vale do rio Hudson - A maior parte deste território é reivindicada pela cidade de Nova York, embora Albany constantemente reivindique áreas dessa região alegando que há vacas ali, presença de animais e natureza que não condiz com o tipo de paisagem de New York City.
  • Parque Catskill - Ambiente rural de grande presença iídiche, uma última barreira natural aos avanços de cidades e mais cidades que vão sendo cosntruídas.
  • The Capital District - Se quase todo mundo acha que Nova York é a capital dos Estados Unidos, não é de se surpreender que achem que Nova York seja a capital do estado de Nova York. Mas na verdade a capital é uma cidade que ninguém nem sabe que existem uma tal de Albany, localizada no centro do estado e cercada por várias favelas adjacentes, incluindo os vilarejos de Schenectady e Silent Hill. É por ali que está o Canal de Erie, uma obra da engenharia que permitiu que canadenses pudessem chegar a New York City apenas de bote.
Quando você diz que mora em Nova York e especifica que é no estado e não na cidade.
  • Parque Adirondack - As Montanhas Adirondacks, último refúgio natural do estado que foi salvo de uma catástrofe ambiental, o que só foi possível porque alguns ambientalistas do século XIX chegaram ali primeiro. Quem visita o local pode apreciar o único lugar do estado de Nova York onde o ar não está poluído e você pode realmente beber da água de seus muitos pequenos lagos sem morrer ou ter caganeiras. O leste desse parque está continuamente envolvido em conflitos de fronteira com o vizinho Vermont, que é de onde vem o maior número de turistas que nem sabem que ali é Nova York, tratam como se fosse Vermont, e os nova-iorquinos da cidade nem sabem que Adirondack existe também. Esta grande região selvagem, escassamente habitada por homens, é constantemente invadida por franco-canadenses de Quebec vindos do norte (uma invasão que a maioria das pessoas perdoa e tolera porque trazem tortas de manteiga com eles).
  • Thousand Islands - Uma região particularmente insignificante de uma região alagada do estado de Nova York a oeste de Adirondacks (e com menos turistas) ao longo da fronteira com o Canadá no rio São Lourenço, infestados de castores que de tanto ali peidarem criar o aroma característico da água naturalmente gaseificada de São Lourenço. É visitada sobretudo por cachaceiros que cavam fossas nas ilhas procurando bebidas ilegais ali escondidas na época da Lei Seca.
  • Região Norte - A moradia de Rednecks e Amish. Embora seja um lugar pouco habitado, os engarrafamentos são comuns nessa região onde se leva uma eternidade para chegar no trabalho geralmente porque você fica preso entre um buggy amish e um trator de redneck cheio de estrume. O norte de Nova York pode ser considerado a Sibéria de Nova York ou o chapéu de Nova York, assim como o Canadá é o chapéu dos Estados Unidos.
  • Região Central - Embora alguns considerem New York City como o centro real do universo, o centro geográfico de New York State é só um deserto nevado que supostamente contém lendárias cidades gregas e italianas de Siracusa, Utica e Roma, largamente enterrados sob vários pés de neve, por isso nunca são encontradas.
  • Finger Lakes - Região especialmente conhecida como produtora do pior vinho do mundo. A lenda diz que os Mórmons surgiram ali, saindo em massa do chão do sagrado Monte Cumorah sagrado, e receberam o Livro Mórmon em barras de ouro dos céus (muito melhor do que aqueles feitos em pedra).
  • Niagara Falls - Bem no oeste do estado está Buffalo onde ficam as famosas Cataratas do Niágara local do episódio clássico de Pica-Pau. Seria apenas uma área desocupada e congelada, como o centro do estado de Nova York, se não fosse pelo comércio de bugigangas sobre as Cataratas do Niágara.

Economia[editar]

O setor primário representa 0% da economia do estado de New York. Quando você chega numa cidade mais ou menos rural, como Oxford por exemplo, e vê aquelas plantações de batata. Nada é usado para comércio, sendo um cultivo apenas para consumo próprio. Como todo nova-iorquino já desenvolveu um organismo que não necessita de produtos vegetais ou animais para sobreviver, apenas produtos sintéticos, não há qualquer necessidade de se cultivar hortaliças ou criar animais nesse estado.

O setor industrial já foi mais forte, mas as fábricas se transferiram todas para a Califórnia ou Texas que tem mais incentivo por coisas que poluam o meio ambiente. Então, toda a fonte da renda dos 1 bilhão de PIB anual do estado de Nova York vem de sua exportação de comediantes, modelos e celebridades, bem como um importante mecanismo que inventa e faz dinheiro surgir milagrosamente, um local chamado Bolsa de Valores de Nova Iorque.

Política[editar]

Nova York alegadamente tem um governador e uma câmara legislativa, mas tal afirmação é muito debatida visto que esses governadores e legisladores nunca são vistos fazendo algo de útil ou relevante, tanto que a maioria dos nova-iorquinos acredita que o governo vigorante para o estado é o secretário das Nações Unidas, afinal há uma ausência de um orçamento estadual nos últimos 25 anos.

O Estado de Nova York possui uma tradição histórica de nunca fazer nada pela sua população e deixar todos se virarem. Pode ter quantos mendigos for nas ruas, nada é feito, um estado de anarcocapitalismo puro e bruto. O último projeto de obras públicas conhecido atribuído ao governo foi o Canal Eire, um rio artificial que liga Nova York aos Grandes Lagos, uma via que trouxe comércio e prosperidade para a área com aumento na importação de grãos, maçãs, lixo, sucata, canadenses e estagiários.

População[editar]

Stacy, uma nova-iorquina típica. Trai o namorado com um homem casado. Reclama que os homens não tem assunto mas quando algum rapaz se aproxima pra conversar reclama que fala demais.

Com um total de quase 20 milhões de habitantes, New York é um dos estados mais populosos dos Estados Unidos, e como 95% da população encontra-se do Yonkers pra baixo, a parte norte é toda ignorada e tudo é tratado como se apenas a cidade de Nova York existisse. Apesar da superpopulação exorbitante e da densidade populacional desumana, sempre há um lugar para você dormir em Nova York, e o metrô é a aposta certa para conseguir uma noite de repouso sem passar muito frio, apenas certifique-se de deixar seu dinheiro e itens valiosos sobre você.

Cultura[editar]

95% dos nova-iorquinos são malucos, psicóticos, metódicos e frustrados sexuais. Os outros 5% são caipiras de Adirondack que acham que a terra é plana, estes que vivem reclusos nas florestas fumando erva não há muito o que se dizer porque o Discovery Channel ainda não estudá-los. A disparidade entre os nova-iorquinos da cidade e do interior é tão díspar que em 98% dos filmes de desastre global sempre os alienígenas destroem apenas a cidade de Nova Iorque, nunca vimos em mais de 100 anos de história do cinema a cidade de Albany ou Rochester sendo invadido por aliens malvados, ou sendo atingida por algum meteoro.

Quanto aos habitantes metropolitanos de Nova York aí estes já são amplamente conhecidos, vivem numa cidade que acreditam ser a única cidade do mundo e centro absoluto do universo e capital da Terra, e sabemos tudo isso e muito mais especialmente graças ao documentário Sex in the City que retrata como as mulheres nova-iorquinas de meia-idade se comportam. Por isso ao caminhar pela rua certifique-se de chamar qualquer cidadão que aparente estar irritado ou psicótico de um "FAG". Em Nova York, gritar "FAG!" enquanto você anda mostrará a todos que você é uma boa pessoa respeitável, julgando pelo fato de que todo mundo faz isso.

A música mais famosa sobre Nova York (se é o estado ou a cidade eu não sei, porque eles não especificam, seu chato do caralho) é a canção homônima de Chrystian & Ralf, que mais tarde inspirou a homônima da homônima, conhecida mundialmente na voz de Frank Sinatra. Aposto que tu não sabia dessa, não é? Desciclopédia também é cultura!!

Culinária[editar]

Como os nova-iorquinos adoram pizza, nada mais natural que até as caixas de pizza sejam feitas de pizza.

Nova York é o segundo estado dos Estados Unidos onde mais se come mal, perdendo apenas para a Flórida no quesito de comida merda (junk-food). Como não há plantações ou criações de animais no estado, todo nova-iorquino come lixo industrial diariamente numa retroalimentação que os torna líderes da economia mundial, pois suas fezes são coletadas nas estações de esgoto, aproveitadas, misturadas com um pouco de cravo-da-índia (importado) e empanadas para serem transformadas em saborosos Nuggets. Como em cada esquina há barraquinhas vendendo essa comida reaproveitada dos esgotos, nenhum nova-iorquino sabe cozinhar também, não havendo fogões nas casas.

Ainda esquecendo-se de Napoli, Roma, ou São Paulo, os nova-iorquinos se consideram a capital mundial da pizza, havendo uma pizzaria a cada quarteirão. Como a concorrência é muito alta todo tipo de aberração é avistada, como pizza de Nuggets, tudo para chamar atenção de possíveis novos clientes.

Destaca-se fora de New York City uma invenção de Buffalo, as famosas Buffalo Wings, gordurosas asas de frango que para disfarçar a sua ausência de sabor precisam estar entupidas de pimenta picante misturada com esperma de búfalo, uma refeição que quando combinada com cerveja é proteção contra qualquer clima extremo.