Nova Mamoré

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nova Mamoré é mais uma cidade renegada completamente perdida no meio de Rondônia que foi esquecida por todos e ninguém deu a mínima falta, provavelmente na esperança da Bolívia pegar aquele território área eles, algo que infelizmente não aconteceu.

História[editar]

População inteira de Nova Mamoré se reunindo para celebrar a construção da primeira estrada da cidade.

Tudo começou com a construção da estrada de ferro Mamoré-Madeira. Desafortunados foram enviados para a fronteira de Rondônia e Bolívia para construir esta ferrovia que serviria para trazer pó de pirilimpimpim da Bolívia para o Brasil. Após concluída a ferrovia, os antigos peões foram transformados em índios e educados a viverem no meio da selva sem reclamar num local chamado Vila Murtinho.

Essa Vila Murtinho, atualmente um distrito abandonado às traças mais enferrujado que Chernobyl, foi abandonada quando sua população, em 1968, foi convocada para ajudar na construção da BR-425, uma importante rodovia que ligaria as minas de pó de pirilimpimpim Bolívia ao Acre, onde existe a única refinaria de pó de pirilimpimpim do mundo de onde se fabrica o Biotônico Fontoura, o omega 3 da TopTherm e as fragrâncias de Jequiti. Sendo assim, toda a população da antiga Vila Murtinho se mudaram para a beira dessa nova estrada, onde criaram o atual vilarejo de Nova Mamoré.

Em 1988 foi elevada à status de município, mas só para gerar uma falsa sensação de que Rondônia tinha um monte de municípios. Na prática sempre foi um distrito de Guajará-Mirim.

A partir de 2014 Nova Mamoré foi isolada da humanidade. Os analfabetos culpam apenas o clima pela cheia do rio que destruiu a única rodovia de acesso à Nova Mamoré, o que ilhou a cidade, mas se esquecem que depois de desmatarem milhões de hectares de floresta amazônica e incentivarem a erosão do solo e assoreamento dos rios, o mais natural é que o esgoto que eles próprios arremessam no rio volte e engula a cidade na primeira chuvinha. Mas como existem muitos gênios na cidade, eles logo encontraram uma solução para solucionar o isolamento da cidade, que foi construir uma nova rodovia e destruir ainda mais floresta no processo.

Geografia[editar]

Teoricamente, conforme o IBGE, Nova Mamoré faz parte de uma suposta região metropolitana de Porto Velho, conclusão essa feita apenas por quem nunca visitou o local para saber como é quase impossível chegar em Porto Velho a partir de Nova Mamoré, pois a mesma se situa a módicos 300Km de distância até a capital numa estrada de lama se não estiver tomada pela cheia do rio, e apenas 10Km do Acre (embora haja uma falsa sensação de que o Acre está mais distante do que isso, mas isso ocorre devido às distorções no tempo-espaço e fuso-horário que se dá na medida em que se aproxima demais do Acre).

Único município do Brasil cujo os distritos não tem qualquer ligação com o distrito-sede, existindo vilarejos até 500Km de distância dali.

A cidade é banhada pelo Rio Mamoré que separa a Bolívia do Brasil, este o responsável por trazer toda a lama presente na cidade.

Política[editar]

Mesmo a cidade sendo miserável, isolada, sem a mínima infra-estrutura e sem quaisquer perspectivas de futuro, Nova Mamoré é uma das pouquíssimas cidades do Brasil em que sua população faz carreata para comemorar eleição de prefeito

Transportes[editar]

Não se sabe o motivo do povo local obter carros, pois não há para onde ir com eles, o único meio de transporte é o rio Mamoré, mas estranhamente não são todos que possuem algum canoa para se locomover. E depois estranhamente se queixam de estarem ilhados.