Nova Odessa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
St Basils Cathedral-500px.jpg РУССКАЯ ВОДКА

Estin artigovski é russki!

Ele sempre escolhia o Zangief

Smirnoff.gif
Galinhacaipira.jpg Enxada-2.pngEsti artigu é caipira, sô!!Enxada-1.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

Nova Odessa vista por GPS

Cquote1.png Na União Soviética, Nova Odessa funda VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Nova Odessa
Cquote1.png Onde fica isso? Cquote2.png
Paulistano sobre Nova Odessa
Cquote1.png É periferia de Americana! Cquote2.png
Americonheiro sobre Nova Odessa
Cquote1.png É o bairro chic de Americana! Cquote2.png
Nova-odessino sobre Nova Odessa
Cquote1.png Por aqui não tem pedágio! Cquote2.png
Caminhoneiro sobre Nova Odessa
Cquote1.png Fai trei mei qui nói num vai lá Cquote2.png
Barbarense sobre Nova Odessa

História[editar]

Nova Odessa foi criada por um gay e um bissexual, por isso que antes de se chamar Nova Odessa, se chamava Pombal - lugar de origem das pomba gira (ou seja, puta). O brasão é um cavalo com asas querendo fugir dessa cidade. O nome surgiu depois de uma visita de Carlos Parruda Botelho à cidade de Odessa (mai Nova Odessa de nova não tem porraaaaaaaaaa nenhuma).

Origens[editar]

Nova Odessa é uma cidade fundada por Carlos de Parruda Botelho. Na verdade ele queria mesmo era levar algo de bom para aquele fim de mundo! Ele mandou uma carta pro pessoal errado e Nova Odessa acabou sendo colonizada por letos. Os letos são um povo esquisito, com hábitos esquisitos, roupas esquisitas e cabelos esquisitos. Não se sabe exatamente como foi fundada, só se sabe que um dia apareceu lá e lá ainda está. Diz a lenda que era um antigo refugio de zueiros mantido pela Marquesa de Santos, amante do Marquês de Pombal, sendo Pombal o antigo nome do logradouro. Muitas batalhas foram feitas no territorio pertencente a Nova Odessa, no entanto nenhuma serviu para porcaria nenhuma.

Bandeira de Nova Odessa simboliza o apreço pela colonização soviética e pela torcida do Flamengo

Base militar na Guerra Fria[editar]

O município surgiu no contexto da Guerra Fria, quando o governo soviético deu duas garrafas de "vodka" ao governo brasileiro para ter uma base militar próxima à unidade do exército ianque fundada por sulistas confederados inimigos no vizinho município de Americana. A escolha do nome Odessa homenageia a mãe do general russo que implantou a cidade, Karl Botelhinik.

Conflitos Militares com Americonha[editar]

Em pouco tempo deu-se a conflagração entre os dois municípios, com a histórica batalha naval nas águas do Ribeirão Quilombo, com a vitória dos nova odessensses comandados pelo almirante russo João Pessoa, que conduzindo o Encouraçado Potemkin, confinou os americanenses na rua Carioba.

Porém, com a queda do muro de Berlim, os pedreiros de Nova Odessa foram chamados para fazer os reparos necessários, e com isso, a colônia russa se retirou da cidade.

Preocupado com a falta de madeira para aquecer as lareiras novaodessinas, Karl Botelhinik obteve do governo brasileiro licença para importar Pinho-de-Riga e, juntamente com a madeira, vieram os letonianos, conhecidos abreviadamente por letos.

Os letos, liderados por Mark Spitz, deram uma grande contribuição à cultura brasileira, introduzindo a loura oxigenada natural no interior paulista, pois até aquele momento, só se conheciam as morenas naquelas paragens.

Após a chegada dos letos, ocorreu a Segunda Guerra Mundial Novaodessino-Americanóide, em que se disputou o estratégico Morro do Recanto. Nessa batalha, o grande Xeik Aníbal Najar conduziu uma manada de elefantes indianos sobre os morros, vencendo os novaodessinos e estabelecendo, definitivamente, os limites entre os dois municípios.

A instalação do IZ-Intergalactic Zone[editar]

A paz só foi selada quando extraterrestres fundaram uma base de pouso num local chamado IZ, conhecido como Instituto de Zootecnia, nome que se traduz do inglês como Intergalactic Zone, que fica praticamente no centro de Nova Odessa. Graças aos esforços de paz da Intergalactic Zone, os conflitos novaodessino-americanóides cessaram por completo.

Geografia[editar]

Vista arquitetônica do Centro Histórico de Nova Odessa, que é uma releitura do estilo neoclássico de Riga, na Letônia. Ao fundo, o épico Ribeirão Quilombo.

Localização e Área[editar]

Nova Odessa esta situada perto da puta que pariu, a 200 km de onde judas perdeu as botas. Faz fronteira com Sumaré, Bambilândia, SBÓracada, Acre e Terra do Nunca. Seu solo só é fértil na fronteira com SBO, onde é plantada a Cana-de-Açucar e de onde brotam carcaças de carros depenados. Sua extensão total com certeza não é maior que o seu quintal no caso de ter uma casa, ou de sua varanda no caso de ter um apartamento.

Demografia[editar]

As sucessivas guerras associadas à endemia de cirrose hepática, devastaram a população novaodéssica. A população cresceu atingindo a estúpida marca de 40000 habitantes graças a imigrantes advindos dos Estados Unidos do Sul, Paraná e Estado do Triângulo, porém a quantidade de cidadão quintuplica todos os dias no intuito de passar por ali para burlar o pedágio da Anhangüera. O mapeamento do genoma do novaodessino típico indica porções caucasianas, asiáticas, leste-africanas, calabresas e muzzarela em quantidade. Nova Odessa é a principalprodutora de linguiça do universo, suas linguiças provem do bordel Russo madalikiso vckichivsk.

Lazer[editar]

As opções de lazer são muito poucas, por isso ficam muitos retardados(muita das vezes emos que gostam de escutar restart, Sini, coisa deste tipo) na pista Skate, que fica numa posição muito estratégica, com o hospital de frete com pista, se um retardado tenta fazer uma coisa que não sabe, acaba parando no hospital.'

Cultura[editar]

Humm... O povo é caipira mesmo... bom... cultura é o créu na 15ª velocidade em frente a prefeitura municipal. Local alias onde os habitantes do sexo masculino de menor Q.I. (cerca de 99.9% - uns 15 mais ou menos), se reunem para usar droga, comprar droga, vender droga, encher a cara escutando a escoria musical do planeta e tentando comer alguma mulher que seja mais burra ainda do que ele ( A cidade esta povoada delas), no motel mil estrelas localizado atras da prefeitura.

Religião[editar]

Além da devoção a Santo Mé, os cachorros são considerados espécies de Deuses em Nova Odessa. Quando ocorre um atropelamento ocorre o conhecido "ritual de lichação" (sic).

O maior cisma consiste em saber se a pessoa mora acima ou abaixo da linha. Os que moram abaixo da linha creem que Nova Odessa fica acima da linha e que eles habitam um universo paralelo, para além de um fenômeno cosmológico chamado "Buraco do Simão", que segundo físicos da NASA, é o único buraco branco do universo.

Uma das mais famosas religiões de Nova Odessa é a escola Thienne, cultuada por todos os seus alunos. Apresenta 3 classes de fiéis:

  • A 1ª e mais odiada é a classe dos emos, que sempre foi pequena e inútil, porém nos últimos tempos sofreu um alarmante aumento com as aliança feitas entre emos e viados, que perceberam e defenderem as mesmas causas. Eles se tornaram uma doença que vem se espalhando de uma perigosa fonte global, Malhação.
  • A 2ª classe são as biscates, que nas horas vagas dançam o créu citado acima na velocidade 15, nas escuras ruas próximas ao cemitério. Essa classe tem muitas adeptas, principalmente garotas que vieram de regiões onde maconha e sexo predominam, como Silvania, Bassora e as mais perigosas: São Manoel, Jd. das Palmeiras e Capuava, onde os emos estão extintos há décadas após violentos conflitos com os manos cheiradores de gatinho. Aliás, os manos expulsaram toda forma de vida sadia desse lugar.
  • Por último a 3ª classe, cultuada por todas as outras, são os caras normais, que geralmente são a maioria. São responsáveis pela programação da Rádio Thienne, uma forma de resistência à malhação criada pelo revolucionário Tilili, que há anos (mais do que você pode imaginar, ou pensar que existem) vem tentando recuperar as mentes perdidas.

Abaixo de todas essa classes, existem as barangas, as quais os guerreiros da terceira classe e os emos que são desprezados por seus parceiros sexuais, controlam para que não haja rebelião, e os manos que, como são a minoria, não têm poder de fazer nada sem o consentimento da classe líder.

Acima de todas essas classes, porém, está a líder e amada por todas as classes: a Mairia Adééliia, que alem de ser gente boa é corintiana.

Deuses existentes:

  • Power Ranger Rosa — deus dos emos e gays;
  • Chuck Norris — deus dos nerds (esses não foram incluídos em classes pois são muitos imbecis para isso) e, para todos os outros, o cara legal que cuida da rádio.

Tradições[editar]

A cultura novaodessensse é embasada na arte de cuidar da vida alheia. Nisso os novaodessensses são mestres, a ponto de, naquele pitoresco lugar, o Google ter feito a fusão entre suas ferramentas Google-Earth e Google-Talk, instalando o Google-Talk-About. E não podemos esquecer do velho ditado agrama do vizinho é sempre mais verde, principalmente em Nova Odessa pois um vizinho cuida da grama do outro todos os dias.

Economia[editar]

Tendo realizado a proeza de passar incólume pela revolução industrial, permanecendo fiel às suas raízes agrícolas e ecológicas, ou seja, sem plantar absolutamente nada, Nova Odessa não possui economia. Sua pouca renda deriva dos infelizes industriais que resolvem enfiar o pé na merda e dos pequenos-micro-nano-comerciantes que resolveram tentar abrir um... negócio? logo na avenida principal.

Atualmente, a grande vocação econômica do município é servir de passagem para caminhões que fogem do pedágio das rodovias que circundam a pequena localidade.