O Clone

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
SheikYerbouti.jpg

"Vai tomar no cu", em árabe
Brimo, este artigo é árabe!
Ele gosta de mulher coberta e não gosta de ser confundido com turcos nem judeus.

Atenção:
Cuidado com este artigo! Qualquer coisa que fizer nele poderá lhe render 80 chibatadas e depois você vai arder no Mármore do Inferno! Não venha reclamar que está sendo sacrificado (a) como um carneiro e não tente mudar o destino deste artigo, ou lhe mostraremos o que está escrito no Alcorão!

Atenção: Este arquivo pode ser macumba. Depois, não fique reclamando que o Oxum Alá te rogou uma praga.

Cquote1.png Você quis dizer: O Silicone Cquote2.png
Google sobre O Clone
Cquote1.png Você quis dizer: As 365 e uma Noites Cquote2.png
Google sobre O Clone
Cquote1.png Você quis dizer: Marrocos Cquote2.png
Google sobre O Clone
Cquote1.png Você quis dizer: Someeente por amooor, a gente põe a mão, no fogo da paixão e deixa se queimar... Cquote2.png
Google sobre O Clone
Cquote1.png Experimente também: Caminho das Índias Cquote2.png
Sugestão do Google para O Clone

Cquote1.png Salamaleiku. Marrocos e você, tudo a ver! Cquote2.png
Rede Globo sobre O Clone
Cquote1.png Salamaleiku. Marrocos e você, tudo a ver! Cquote2.png
O Clone sobre Rede Globo
Cquote1.png Eles são clone um do outro! Cquote2.png
Minha mãe sobre O Clone
Cquote1.png Wá(áaa...)! Cquote2.png
Efeito sonoro tosco sobre alguma surpresa ou revelação em O Clone
Cquote1.png Não contavam com minha astúcia! Cquote2.png
Chapolin Colorado sobre sua coragem de assistir O Clone
Cquote1.png É a treva! Cquote2.png
Bianca, de Caras e Bocas sobre O Clone
Cquote1.png Falou palavrão! Falou palavrão Cquote2.png
Sílvio Santos sobre O Clone
Cquote1.png Cada clone é um flash! Cquote2.png
dona de casa sobre O clone
Cquote1.png Na União Soviética, o Albieri clona você! Cquote2.png
Reversal Russa sobre O Clone
Cquote1.png Que belos chifres você tem! Cquote2.png
Maysa & Said sobre eles mesmos!
Cquote1.png Essa novela é uma gazela! É linda como uma galinha! Cquote2.png
Mohamed sobre O Clone
Cquote1.png Essa novela não é brinquedo não! Cquote2.png
Dona Jura sobre O Clone
Cquote1.png Essa novela vai arder no mármore do inferno! Cquote2.png
Pastor da Igreja Universal, que assiste a novela sobre O Clone
Cquote1.png Já estava escrito! É destino! Cquote2.png
Glória Perez se achando sobre o sucesso de O Clone
Cquote1.png Preciooooooso!! Ooooouro!! Meu precioooooso!! Cquote2.png
Filha de Jade sobre ouro
Cquote1.png Essa novela veio trazer a discórdia pra minha casa! Cquote2.png
Tio Ali sobre O Clone
Cquote1.png Estou sendo sacrificada como um carneiro! Cquote2.png
Latifah sobre sua tortura em ter que assistir O Clone no Vale a Pena Ver de Novo
Cquote1.png Que Alá reduza os capítulos de sua reprise! Cquote2.png
Qualquer Um sobre O Clone
Cquote1.png Isso é coisa do demônio! Cquote2.png
Evangélica fanática sobre O Clone
Cquote1.png Aff! A Globo tinha que reprisar Celebridade! Cquote2.png
Guria retardada sobre O Clone no Vale a Pena Ver de Novo
Cquote1.png Ninguém curtiu isso! Cquote2.png
Facebook sobre O Clone no Vale a Pena Ver de Novo
Cquote1.png Não perco meu tempo vendo essa porcaria! Cquote2.png
Usuário do Yahoo! Respostas sobre O Clone
Cquote1.png Não sei pra que tem gente que faz novela do Marrocos, o Brasil é tão grande! Cquote2.png
Benedito Ruy Barbosa sobre O Clone

Novela brasileira acerca de árabe/indígena clonagem; drogas; bundão da Juliana Paes, pastéis da Dona Jura; chibatadas por tudo e por nada; Stênio Garcia dançado à la viado; pulseira e brincos chocalhando e muita, muita, muita música árabe. A história narra a vida de Albieri, um cientista desocupado e homossexual enrustido que, ao perder o afilhado Diogo, ficou sem quem o comer após a jornada de trabalho. Paralelamente a isso, Deusa, uma manicure pobretona – que apesar disso, morava numa casa enorme e tinha dinheiro pra fazer inseminação artificial – resolve ir à clínica do Doutor Albieri pra fazer uma inseminação artificial e ter um filho. Albieri vê nisso a oportunidade de criar um clone de seu adorável afiliado, Diogo, usando os genes de seu irmão gêmeo, Lucas. Algum tempo depois, o clone filho de Deusa nasce branquinho, branquinho e Albieri começa a ter uma obsessão pelo garoto (pedofilia). Enquanto isso, Jade ficava dando a boceta fazendo amor escondido com Lucas no Marrocos e então os dois se apaixonam. Cansada de escrever tanta merda, a Glória Perez resolveu bagunçar melhorar a história, acrescentando alguns personagens, e fazendo aquela marmelada toda que ela sempre faz em suas novelas... Então, viram como O Clone é uma novela divertida? Também não acho.

Jade imitando sua amiga de longa data Haifa Wehbe, chifrando o marido
Sem joias, sem maquiagem e sem adorar a Alá, a Jade fica assim!

A novela o Clone deu a conhecer ao povo brasileiro (e não só) muitos aspectos desconhecidos da cultura árabe como por exemplo:

  • Marrocos tem como línguas oficiais o árabe e o português, sendo praticamente impossível alguém não falar português lá.
  • Mulher muçulmana pode ser chibatada, não pode ler nem escrever, nem mesmo respirar a não ser com autorização do marido mas pode chifrá-lo e casar a torto e a direito.
  • Árabe que se preze é loiro, branco como o leite]] e de olho azul. A imagem típica de um magrebino como é o caso dos personagens da novela.
  • Habib não significa comida duvidosa.
  • O único passatempo permitido à mulher árabe é dançar, inclusivamente com cobras (animal de estimação preferido das famílias árabes) e espadas (o que demonstra que homem árabe é muito espada embora as suas danças ao longo da novela demonstrassem o oposto).
  • Outro fato interessante mostrado é quão perto fica o Marrocos, tendo em vista os protagonistas decidirem viajar para o Marrocos e na cena seguinte, logo após pegarem um Táxi em São Cristóvão, já estarem no Marrocos! Deduz-se também que as passagens aéreas deviam estar em promoção a época da novela (leve 3 e pague 2), pois ninguém viajava sozinho (em média, metade do núcleo árabe para cada viagem).

Trilha Sonora volume I[editar]

Capa: Lucas/Léo/Diogo (você decide)

  1. All for Love (A Miragem) - Michael Bolton
  2. Mi Gran Amor Le Di (And I Love Her) - Jose Alberto "El Canario"
  3. Luna - Alessandro Safina
  4. Adarghal (The Blind in Spirit) - Abdelli
  5. Bir Günah Guibi (Natalie) - Ajda Pekkan
  6. Desert Rose - Sting
  7. My Lover's Gone - Dido
  8. Whenever, Wherever - Shakira
  9. El Alem Alah - Amr D***
  10. Marcas de Ayer - Adriana Mezzadri
  11. I Want Love - Elton John
  12. Melodramma - Andrea Bocelli
  13. Nour El Ain - Amr D***
  14. Dans La Nuit - Sarah Brightman
  15. Azez Alaya - Tony Mouzayek
  16. My Friend - 'Groove Armada'
  17. Urga - Badema
  18. Things About Me - Ayres
  19. Miracle - Jazzy

Trilha Sonora volume II[editar]

Capa: duas dançarinas do ventre, ou duas odaliscas... 'cê escolhe.

  1. Azez Alaya - Tony Mouzayek (sim, de novo)
  2. Wraal Al Chajar - The Mousayek Arab Ensemble
  3. Mabruk - Gisele Bomentre
  4. Ya Helou Ya Zein - Tony Mouzayek
  5. Maktub - Transfônica Orkestra
  6. Latsadigui - Tony Mouzayek
  7. Danças Sagradas de Ísis - Transfônica Orkestra & Marcus Viana
  8. Shams Su Sahara - Sagrado Coração da Terra
  9. Ya Habib Ta Ala - Gisele Bomentre
  10. Kheops - Marcus Viana & Transfônica Orkestra
  11. Laguetek - Transfônica Orkestra
  12. Inta Aomri - Gisele Bomentre
  13. Danças Sagradas de Ísis nº 2 - Transfônica Orkestra & Marcus Viana
  14. Zahma Ya Dunia - Tony Mouzayek

Trilha Sonora volume III: Isis Lounge Temple of Dance (Músicas da Boate Nefertiti)[editar]

Músicas de Marcus Viana. OK, a novela retratava a cultura marroquina, não a egípcia, mas vale conhecer este outro CD, lançado pela Sonhos & Sons:

  1. Gopi Jam
  2. Shams Su Sahara (epa! Esta não é a do volume II não?)
  3. Life Flows
  4. Corpvs Et Espiritvs
  5. Gitano Déjà Vu
  6. Rio-Delbi (suposta transpassagem Rio-Marrocos mostrada na novela)
  7. Albinioni's Dream
  8. Turquoise Blue
  9. Taka Tikatum
  10. Divina
  11. Transparência
  12. Baroque Ritual

Outras trilhas (não-sonoras)[editar]

Maktub - Trilhas e Temas de O Clone, Nacionalixo e "O Melhor do Bar da Dona Jura" (eca, que nojeira!). À exceção da primeira, não valem a pena.

Reprise[editar]

A Rede Globo não se contentou em torturar os telespecadores exibir Caminho das Índias O Clone somente uma vez. Em Janeiro de 2011, depois dos telespectadores cometerem Sete Pecados, a emissora colocou O Clone no ar novamente de novo outra vez pela segunda vez para que sua audiência se purificasse, conforme os mandamentos de Alá que estão escritos no Alcorão. Aliás, 7 Pecados foi um fiasco (e foi só ⅓ exibida), não sei por que reprisaram...

Marroquino típico: loiro e de olho azul.

Video[editar]

Ver também[editar]