O Outro Lado do Paraíso

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

A Dona do PedaçoO Sétimo GuardiãoSegundo SolO Outro Lado do ParaísoA Força do QuererA Lei do AmorVelho ChicoA Regra do JogoBabilôniaImpérioEm FamíliaAmor à VidaSalve JorgeAvenida BrasilFina EstampaInsensato CoraçãoPassioneViver a VidaCaminho das ÍndiasA FavoritaDuas CarasParaíso TropicalPáginas da VidaBelíssimaAméricaSenhora do DestinoMulheres ApaixonadasEsperançaO CloneLaços de FamíliaPor AmorA IndomadaO Rei do GadoO Fim do MundoExplode CoraçãoA Próxima VítimaFera FeridaRenascerDe Corpo e AlmaDancin' Days (1978)

Rossi.jpg Este artigo trata de coisas muito bregas, bicho!

Se você acha que a moda é coisa só pra gente chique, esqueça isso aqui e tome seu rumo, mas se você é um mal-amado fã de Reginaldo Rossi, pegue a cadeira porque o bingo já começou.

Falcao.jpg
Logotipo da novela.

Cquote1.png Você quis dizer: O Outro Lado do Inferno Cquote2.png
Google sobre O Outro Lado do Paraíso
Cquote1.png Experimente também: O Outro Lado da Paraíba Cquote2.png
Sugestão do Google para O Outro Lado do Paraíso
Cquote1.png Isso é uma bichona! Cquote2.png
Severino sobre Samuel
Cquote1.png "Tudo o que você faaaaaaaz, um dia volta pra você" Cquote2.png
mantra da novela
Cquote1.png Por que ninguém gosta de mim? Por que me xingam tanto no Twitter? É por que sou anã? Cquote2.png
Estela sobre qualquer coisa seus haters
Cquote1.png Não, é porque você é chata mesmo... as vozes me disseram! Cquote2.png
Mercedes sobre a frase acima
Cquote1.png Um mais um é igual a dois. Tem Mariano metido nessa história Cquote2.png
Sophia após a maior descoberta no mundo da ciência.
Cquote1.png Ele catucou meu boga! Ele catucou meu boga! Ele catucou meu boga! Caralho! Ele catucou meu boga! Cquote2.png
Funcionária do bordel após noite de trabalho
Cquote1.png Ela foi Quenga em meu bordel, pronto falei! Cquote2.png
Caetana revelando segredo de Sophia

O Outro Lado do Paraíso é uma novela da Globo escrita por Walcyr Carrasco, que tenta ser uma imitação barata de O Conde de Monte Cristo, mas não passa de um cruzamento de uma novela mexicana fracassada com uma esquete fuleira do Zorra Total.

Sem-nops[editar]

Spoiler5.JPG ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que 42 é a resposta para as todas dúvidas do Universo, ou que o Zodíaco é Arthur Leigh Allen..

Spoiler3.jpg

Clara era uma mocinha pura, retardada e ingênua que levava uma vida sossegada até que o pai virou presunto e ela teve que dar aulas num quilombo pra se sustentar. Até que ela conhece Gael, que parecia ser o príncipe encantado: rico, lindo, cheiroso, [carece de fontes] que não fazia nada da vida a não ser viajar por aí de moto e espancar as namoradas. Sem saber disso, Clara se casa com o sujeito e acha que acertou na Mega-Sena, afinal é cada vez mais raro encontrar um cara rico, bonito e hétero disponível nos dias de hoje. Mas o que ela não sabia é que ela estava prestes a pagar por todos os seus pecados: além de descobrir que Gael é um louco psicopata surtado e agressivo, ela ainda tem que aturar a família chata dele, que também incluem Estela, a cunhada anã mimimizenta, Lívia, a outra cunhada igualmente surtada e viciada em sexo e a sogrinha Sophia, um verdadeiro capeta em forma de gente, que arquiteta um plano maligno para tomar suas terras, que têm esmeraldas. Para isso, ela dá um jeito de fazer Clara ser considerada louca, toma a guarda do neto e ainda interna a menina num hospício localizado numa ilha isolada. Tudo isso, é claro, com a ajuda do psiquiatra, do juiz e do delegado.

Dez anos se passaram e Clara ainda estava internada no hospício, e teria passado o resto da vida lá se não fosse por Beatriz, uma simpática velhinha milionária que por acaso estava internada no mesmo hospício da Clara, e tinha uma verdadeira fortuna escondida em sua casa. A velhinha morre, mas não sem antes deixar tudo para Clara. Ela consegue fugir, graças à ajuda do Dr. Renato, médico que sempre teve um crush nela, passa por poucas e boas, mas consegue botar as mãos na bufunfa, com auxílio de Patrick, o melhor amigo do Bob Esponja advogado criminalista do Brasil.

Já bilionária, Clara dá um tapa no visual, compra um vestido de grife e volta para Palmas, pra esfregar sua riqueza na cara da sociedade, ter o filho de volta e destruir as vidas do psiquiatra, do juiz e do delegado.

Personagens[editar]

  • Clara (Bianca Bin), a vingativa: mocinha pobre, burra e retardada que acha que encontrou em Gael o príncipe encantado, mas descobriu que se casou com um cruzamento de Mike Tyson com Almir Sater. Apesar de tudo, ainda acreditava na bondade da sogrinha Sophia, sem imaginar que ela estava de olho nas esmeraldas que estavam escondidas em suas terras. Só foi se ligar da armação que destruiu sua vida quando já estava lá no hospício, comendo o pão que o Diabo amassou. Lá, fez tudo o que uma mocinha vingativa das novelas do Walcyr Carrasco fazem: subiu no topo de um penhasco, treinou crossfit e jurou se vingar de todos os que ferraram com sua vida. Aí ela fez amizade com uma velhinha milionária que sabe-se lá o porquê, resolveu deixar toda a fortuna para ela em vez de deixar pro sobrinho Patrick, mesmo ele sendo o melhor advogado criminalista do país. Aí a velha morreu e seu antigo paquera Renato, que se enfiou no hospício jurando ajudá-la, bolou um plano de fuga que teria resultado em sua morte se Clara não tivesse aprimorado suas habilidades físicas no crossfit que praticou no penhasco por dez anos e conseguido abrir uma porta pesada de madeira. Então ela conseguiu pegar a fortuna da velha, ficou bilionária e voltou, linda, maravilhosa, pisando na sociedade de Palmas por seu estilo e elegância (embora sua franja seja uma das mais ridículas já vistas no mundo). Agora, ela se dedica a ferrar com as vidas de todos que foderam com ela, como Gael, Sophia, Lívia e também o psiquiatra, o juiz e o delegado, usando todos os seus conhecimentos vingativísticos aprendidos após horas assistindo Revenge, Avenida Brasil, Chocolate com Pimenta e momentos do Sasuke Uchiha em Naruto.
  • Gael (Sérgio Guizé), o ex surtado: projeto de playboy que fazia cover do Almir Sater e costumava espancar pessoas para passar o tempo, cisma com a Clara e resolve casar com ela, mesmo com a mãe sendo contra e tendo mudado subitamente de opinião após saber das tais esmeraldas. Batia na mulher mais do que se bate em Judas no sábado de aleluia, mas achava que ainda tinha direito de mandar na vida dela, proibindo-a de sair, ter amigas ou mesmo conversar com sua própria sombra. Apesar de não estar envolvido no plano terrível para foder com a Clara, ele também foi incluído na tal vingança, pois ele também fodeu com a Clara, em todos os sentidos. Foi preso por bater na nova namorada e passou o diabo na cadeia, sendo estuprado por 147 presidiários afrodescendentes com membros superiores a 30 centímetros e cortando seu cabelo, ficando pior que um filhote de coruja atropelada. Sai da cadeia e agora jura ter se tornado um novo homem, dizendo que estava possuído por um espírito maligno e participando do mesmo retiro espiritual que Naldo e Dado Dolabella frequentam.
  • Patrick (Thiago Fragoso), o melhor advogado criminalista do Brasil: como já dito 3871735 vezes na novela inteira (e três vezes nesse artigo), Patrick é o melhor advogado criminalista desse país. Apesar disso, não teve a capacidade de tirar sua própria tia do hospício e levou vários capítulos para descobrir o nome da Duda (Glória Pires). Mas mesmo com tantos vacilos, Patrick ainda consegue ser o homão da porra dessa novela, até porque a concorrência aqui está baixa. Vive dando em cima da Clara, mas ela sempre o deixa na friendzone e prefere dar trela pro Renato, médico acima de qualquer suspeitas.
  • Renato (Rafael Cardoso), o médi-cu: médico que era a fim da Clara no começo da novela, não consegue nada com ela porque ela tem fraco por homens psicopatas como Gael e ele tem que se consolar com a irmã dele, a Lívia. Diz que não se conforma com a morte da Clara, mas tenta matá-la quando consegue finalmente encontrá-la, embora ele jure que não sabia que ser trancada numa caixa de madeira com vários pesos de 1 tonelada amarrados nas extremidades e jogada no mar poderia ser fatal. Renato é o cara que está sempre dando apoio à mulher amada, principalmente quando ela pretende se vingar de uma galera que ele também não gosta. Mas na verdade, Renato é o maior 171 da trama; se fazia de mocinho, mas na verdade estava e sempre esteve de olho (adivinhem?) nas esmeraldas e tudo não passava de um golpe orquestrado por ele pra meter a mão em toda a bufunfa e ficar podre de rico!

Cquote1.png Extra! Extra! 14 pessoas enganadas, extra! Cquote2.png
Chaves sobre esse spoiler de O Outro Lado do Paraíso

  • Sophia (Marieta Severo), a megera-mor: ricaça que foi expulsa do Inferno após tentar tomar o lugar do Capeta. Após esse episodio (para se redimir com Lucifer) passou a ser quenga e dar a boceta junto com a Caetana, Sophia é um ser infinitamente perverso que mete medo até no Chuck Norris e é capaz de infinitas perversidades, incluindo bater no filho com um pedaço de pau (não este que você tá pensando, imbecil), deixar a filha anã sem ir ao banheiro por dez anos, matar pessoas a tesouradas e trancafiar a nora num hospício. E tudo apenas para conseguir um punhado de esmeraldas, que iriam tirar a família da miséria iminente. Mas com o retorno de Clara, Sophia passou a pagar por seus pecados (e olha que são muitos): viu o filho ser preso, teve que aturar a chatice da filha anã, bebeu um goró mucholoko que a deixou doidona por capítulos, foi presa também, mas Sophia é casca grossa e consegue manter suas vilanias de pé graças às suas tesouradas providenciais que servem para eliminar personagens inúteis da novela, e segue armando um jeito de destruir Clara de uma vez por todas.
"Meu filho é MACHO!" - Dona Adineia
  • Samuel (Eriberto Tigrão Leão), o psiquiatra: médico que adora pagar de machão alfa, mesmo morando com a mãe e dando mais pinta que a onça-pintada, consegue iludir uma otária, Suzy (Ellen Rocche); casa com a moça, mas além de manter um caso secreto com Cido (Rafael Zulu), ainda rouba as suas calcinhas, seu batom e gasta toda sua maquiagem. Mas ele não contava que Clara fosse descobrir tudo e jogar a merda no ventilador, afinal foi ele quem assinou o laudo atestando que Clara era louca e foi fundamental no plano para tirar a mocinha de circulação. Clarinha fez questão de levar sua mãe e depois sua esposa para o apê onde ele dava uns pegas no amante e fazia cosplay de Pabllo Vittar, e aí a vida dele virou de cabeça para baixo. Samuel foi obrigado a se assumir e agora tem que aturar todo mundo morando na sua casa: a mãe (Ana Lúcia Torre), a ex, o atual e a ex do atual. Sem contar que a ex está grávida (sabe-se lá como isso aconteceu) e sua própria mãe está armando um complô com a Suzy e a ex do Cido pra promover a cura gay na novela.
  • Gilmar Mendes Gustavo (Luís Mello), o juiz: um velho que apesar de ser juiz e ter o dever de zelar pela lei e ordem, é mais mafioso do que os bandidos que põe na cadeia e ainda está envolvido com todo o tipo de maracutaias, incluindo a que foi tramada por Sophia para tirar a guarda do menino Tomás de Clara e mandá-la pro hospício. Por isso, Clara vai se vingar dele, embora não tenha feito nada de muito útil além de tirá-lo do julgamento de Gael. Depois é que se descobre qual era o plano dela para ele: sabendo que, mesmo casado, o juiz costuma frequentar o bordel da cidade (e deixemos por aí para que o resto vocês liguem os pontos), Clara arma para que sua esposa, a dondoca racista Nádia (Eliane Giardini) o pegue com a boca na botija (bom, não exatamente na botija, mas vocês entenderam). O que, convenhamos, foi até pouco em comparação com o que foi feito com os outros (embora tenha sido agravante para tirar o cara da comarca de Palmas e aposentá-lo mais cedo), até mesmo porque os dois acabaram voltando um tempo depois.
  • Vinícius (Flávio Tolezani), o delegado: o típico delegado mafioso das novelas que entrou pra polícia só pra fazer coisa errada. Além de ser um completo babaca asqueroso (só perde pra Sophia), ainda é pedófilo e tem como hábito comer criancinhas, incluindo sua enteada Laura (Bella Piero), que cresce e vira uma moça traumatizada. Ela revela tudo e ele ainda tem a cara de pau de dizer que é mentira, que ela deu em cima dele e que é inocente. Apenas a tonta da esposa acredita nele, por ser uma velha retardada e carente que lambe o chão que ele pisa, mas ele se fode no fim, é condenado à prisão e acaba morto na cadeia, se bem que todo castigo pra pedófilo é pouco.
  • Mercedes (Fernanda Montenegro), a vidente: Velha que afirma ouvir vozes do além após noites intensas de cheiramento de gatinhos e só faz contar spoilers da novela e entregar as intenções dos personagens, mesmo que a maioria deles nem dê trela pro que ela diz, afinal é só uma velha caduca (e deveria ser internada no lugar da Clara). Uma das provas disso é quando ela diz que o mundo vai acabar (Provavelmente após a Data Limite prevista pelo seu irmão gêmeo, Chico Xavier) e só o Taca taca na Tim Tocantins sobreviverá e por isso, a doida guarda sementes de maçãs envenenadas para que o mundo possa sair a cagada. Apenas o seu Josafá (Lima Duarte) que acredita nela, mas isso acontece porque ele também é um velho caduco. Ah, e também a Clara, mas isso ocorre porque ela é uma paspalha mesmo.
  • Estela (Juliana Caldas), a anã: Filha da Sophia que, além de sofrer por ser filha do capeta de saias (e mesmo assim ainda é besta de querer dar atenção pra desgraçada da mãe), ainda por cima veio anã, sofrendo tortura dobrada da mãe que a proibiu de sair de casa por ter vergonha dela e a impossibilitou de ir ao banheiro por dez anos. Apesar de ter feito doutorado em Harvard (mas em quê? Só se for em chatice, né?), Estela passa os dias em casa, chorando pelos cantos e se lamentando por ser uma anã. Apesar de sua chatice extrema, ela ainda consegue fisgar dois bofes: o Juvenal, que é bonzinho, mas ele se cansa de seu mimimi e vai atrás da moça-pura-e-virgem do tal bordel e o Amaro, português que vivia dando em cima dela por causa das esmeraldas e a larga depois de descobrir que Estela foi deserdada por ser uma anã, sendo punido por horas e horas de choradeira insuportável ("Por quê você tá terminando comigo? É porque sou anã?"). Chata demais para entrar para um circo, resolve fazer uns bicos como professora no... bordel, porque o autor simplesmente esqueceu o tal quilombo no churrasco, e também porque alguém tem que pôr um pouco de juízo nessas moças.
  • Lívia (Grazi Massafera), a piranha: Filha da Sophia, que só fazia transar com vários caras diferentes no começo da novela até que cismou com Renato e tomou o filho da Clara, por isso que nossa heroína quis se vingar dela. Mas a vingança de Clara dessa vez foi meio furada: ela tomou Renato de volta (nunca foi grande coisa mesmo...) e tá tentando reconquistar o filho, mas o moleque é pentelho demais e prefere chamar a Lívia de mãe. Poderíamos dizer que Lívia é assim graças aos genes podres da Sophia, mas como foi revelado recentemente, Sophia NÃO É A MÃE DA LÍVIA!!! Na verdade, ela foi achada num lixão e Sophia só ficou com ela porque seus outros dois filhos conseguiam ser ainda piores.
  • Adriana (Julia Dalavia), a coach: Guria retardada, que pensa que é advogada só porque assistiu Scandal e que pensa que é coach só porque fez um cursinho de 4 horas na qual dormiu o tempo inteiro e só foi mesmo por causa do lanche que serviram depois das palestras. Por isso, ela repete a torto e a direito que manja das técnicas infalíveis para arrancar tudo de seus clientes (principalmente tempo e dinheiro) apenas fazendo meia-dúzia de perguntas irritantes e vencendo-os pelo cansaço. Suas técnicas também incluem hipnose, regressão e jogo do copo, sendo desta forma que ela conseguiu ajudar a Laura a se lembrar dos abusos sofridos pelo padrasto. Apesar de ser tão sabidona, ela foi incapaz de reconhecer a própria mãe e não se tocou que seu avô Natanael (Juca de Oliveira) é um crápula que armou pra forjar a morte da mãe (a dela) e que sua madrasta, Jô (Bárbara Paz) é uma golpista desesperada por dinheiro.
  • Tomás (Vítor Figueiredo), o gatinho: Filho de Clara com Gael, é tomado de Clara por Lívia que o cria como filho biológico. Não sabe que Clara é que é sua mãe de sangue, e quando descobre fica confuso e começa a odiá-la, depois passa a amá-la. É também o herdeiro das minas de esmeraldas do Jalapão após a morte de Sou Fria. Na reta final é sequestrado por Renato e Fabiana (Fernanda Rodrigues), uma vilã que caiu de paraquedas do nada para auxiliá-lo em seus planos gananciosos, que ameaça cortar uma orelha do menino para fazer terror com Clara, mas fica tudo bem no final, como tudo deve ser. Apesar da idade (10 anos, se bem que ele tinha uns 12 na época), não namora; que pena...

O resto dos personagens são aqueles inúteis do garimpo e do bordel que só servem pra encher linguiça, pra fazer figuração de luxo e para preencher a cota do teste de sofá, então nem perderei tempo falando deles.

Fatos sobre a novela[editar]

  • Apesar de ser uma novela horrível com uma trama mais que clichê, cheia de personagens inúteis e atuações canastronas, O Outro Lado do Paraíso faz sucesso (como todas as outras da faixa, aliás), principalmente entre brasileiros desprovidos de massa encefálica (99,9999999999% da população), que consideram essa novela como a melhor de todos os tempos e não perdem um capítulo.
  • Outra explicação para sua alta audiência é que seus haters, em geral críticos que pensam que entendem de TV, assistem os capítulos diariamente apenas para rir das situações forçadas e para ter assunto nas rodas de amigos, nem que seja para falar mal da novela.
  • Apesar de todo esse sucesso, seus maiores fãs não conseguem sequer acertar escrever o nome da novela. Isto se deve também, é claro, pelo analfabetismo funcional presente em grande parte da população brasileira e também de horas de exposição às músicas de Anitta, Pablo Vittar e Jojo Toddynho.
  • Boatos circulam pela Internet de que o autor Walcyr Carrasco foi substituído por um programa de computador que gera as falas dos personagens automaticamente.

Trilha sonora[editar]

  • A proposta da trilha sonora de O Outro Lado do Paraíso foi inovar, com um repertório totalmente diferente do usual. apostando em sucessos da MPB e música internacional alternativa. Renato Russo vem com o tema de abertura, composto em 1996 e nunca dantes incluído em nenhum dos CDs do cantor, caindo com uma luva para a abertura. Temos ainda Fernanda Takai regravando Rod Stewart, OutroEu com a participação de Sandy e Milton Nascimento em dose tripla: na voz de Elis Regina, em uma composição instrumental e em outra música, "Um Gosto de Sol". Roberto Carlos vem com uma faixa de seu mais recente trabalho, Amor Sin Limite, Tribalistas com seu segundo álbum homônimo de 2017, Roberta Campos com uma linda canção, Leonardo regravando Zé Ramalho de seu disco Canta Grandes Sucessos vol. 2, de 2005, Lynyrd Skynyrd com seu sopro de metal, Tiê com o melhor momento do segundo CD e o duo Anavitória regravando Almir Sater (já citado acima) e Renato Teixeira, que também vêm com "Bicho Feio". Outro detalhe a ser reparado é a presença de algumas músicas latinas na trilha sonora, como "La Gozadera", "Cuando te Veo" (que tocava para caralho no bordel) e "Abro la Ventana".

Volume 1[editar]

Capa: Gael entubando a Clara, e os dois dando risada, hahaha foda-se

1. Boomerang Blues - Renato Russo (abertura)
2. Who Do You Love - George Thorogood & The Destroyers
3. I Don't Wanna Talk about it - Fernanda Takai
4. Vou te Encontrar - Paulo Miklos
5. Triste, Louca ou Má - Francisco, El Hombre - part. Larissa Baq, Helena Maria, Salma Jo & Renata Essis
7. Crystalised - The XX
8. Na Real - Jammil
9. Ai de Mim - OutroEu - part. Sandy
12. Hold on - Alabama Shakes
13. O Caçador de Esmeralda - João Bosco
14. Morro Velho - Elis Regina
15. Clube da Esquina n. 2 (instrumental) - Milton Nascimento

Volume 2[editar]

Capa: Bianca Bin num vestido vermelho, toda foderosa
Cquote1.png Vocês não imaginam o prazer que é estar de volta! Cquote2.png
Clara, voltando para se vingar.

2. Que Yo te Vea - Roberto Carlos
3. Aliança - Tribalistas
4. Weird Fishes/Arpeggi - Radiohead
5. From the Beginning - Emmerson, Lake and Palmer
6. Smother - Daughter
7. Complicated - Eric Silver
8. Eu Quero Sempre Mais (Somebody Like You) - João Gabriel
9. Abrigo - Roberta Campos
10. Bicho Feio - Renato Teixeira & Almir Sater
11. Garoto de Aluguel (Taxi Boy) - Leonardo
12. La Gozadera - Gente de Zona feat. Marc Anthony
13. That Smell - Lynyrd Skynyrd
15. Cold Feet - Fink
16. Amuleto - Tiê
17. Tocando em Frente - Anavitória

Volume 3[editar]

Capa: Renato (Rafael Cardoso)
1. Abro la Ventana – Lhasa De Sela
2. A Vida Continua – Chal
3. Bajo el Agua – Manuel Medrano
4. Con Toda a Palabra – Lhasa De Sela
5. Cuando te Veo – ChocQuibTown
6. Jeito de Mato – Paula Fernandes (tema da novela Paraíso)
10. Um Gosto de Sol – Milton Nascimento
11. Your Armies – Barbara Ohana

Instrumental[editar]

  • Músicas de João Paulo Mendonça, Rafael Langoni, Victor Pozas e Pedro Guedes.
  1. Balada Bruta – João Paulo Mendonça
  2. Lindas CriançasJoão Paulo Mendonça
  3. Valse – João Paulo Mendonça
  4. Mondovox 2 – João Paulo Mendonça
  5. Clarinha Água – João Paulo Mendonça
  6. KismetVictor Pozas
  7. Bunitim CaipiraJoão Paulo Mendonça
  8. Jalapezilton – João Paulo Mendonça
  9. Dunas de AreiaJoão Paulo Mendonça
  10. GravidadeRafael Langoni
  11. Fábula Jalapinha – João Paulo Mendonça
  12. Jalabinho Amando – João Paulo Mendonça
  13. ParaísoVictor Pozas
  14. Mondovox 6 – João Paulo Mendonça
  15. Menino Simples – João Paulo Mendonça
  16. Intro – Pedro Guedes
  17. Jalapão Bruto 1 – João Paulo Mendonça
  18. Moda Jalapinha – João Paulo Mendonça
  19. Pedrinha Lascada – João Paulo Mendonça
  20. Esmeraldas – Pedro Guedes
  21. Cachoeirinha – João Paulo Mendonça
  22. Oud Oud – Pedro Guedes
  23. Curumizim Bravo – João Paulo Mendonça
  24. Repete Seis Vezes – João Paulo Mendonça
  25. Gente PuraJoão Paulo Mendonça
  26. Poente – Victor Pozas
  27. Namoradinho – João Paulo Mendonça
  28. Muleksons – João Paulo Mendonça
  29. Repete Seis Vezes [extended] – João Paulo Mendonça
  30. Veredinha Estreita – João Paulo Mendonça

Abertura [editar]

Composição: Renato Russo

Tudo o que você faz
Um dia volta pra você
Tudo o que você faz
Um dia volta pra você
E se você fizer o mal
Com o mal mais tarde você vai ter de viver

Não me entregue o seu ódio
Sua crise existencial
Preliminares não me atingem
O que interessa é o final
E não me venha com problemas
Sinta sozinho o seu mal

Por que tentar sentir demais?
E você só me usou
Eu tentava ajudar
E você só me queimou
Mas é errando que se aprende
Minha boa vontade se esgotou

Os aborígenes na Austrália
Com o boomerang vão caçar
O boomerang vai e volta
E só fica quando consegue acertar
E eu sou como um boomerang
Quando eu acerto é pra matar

Como um boomerang tudo vai voltar
E a ferida que você me fez
É em você que vai sangrar
Eu tenho cicatrizes
Mas eu não me importo não
Melhor do que a sua ferida aberta
E o sangue ruim do seu coração

Eu só não entendo como fui cair
Dentro da sua teia e não tentei fugir
Me sinto mal lembrando o que aconteceu
Você tentou roubar,
Mas o boomerang agora é meu...

Lições que esta novela nos deixa[editar]

  • As únicas maneiras de vencer na vida são: já ter nascido rico, encontrar uma mina de esmeraldas, dar um golpe em alguém que tenha uma mina de esmeraldas, herdar uma fortuna de uma velhinha ou dar um golpe em alguém que herdou uma fortuna de uma velhinha;
  • Todos em Palmas usam roupas típicas de novelas mexicanas;
  • Não se pode confiar em psiquiatras, juízes e em delegados, muito menos em sogras, principalmente se em suas terras há uma mina de esmeraldas escondida;
  • Se você é mulher e não tem marido, sua única opção de se dar bem é ir trabalhar num bordel e ficar lá até arranjar um peguete (ou ser iludida por um);
  • Aliás, a maior realização na vida de uma mulher é arranjar marido, portanto, fisgue já o seu, ou você terá que aturar a Tatá Werneck Estela se lamuriando 24 horas por dia por ser uma anã.