O Rebu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Lupa detetive.JPG

Elementar, meu caro descíclope!
Observando o conteúdo investigativo, percebe-se que este artigo se trata de um investigador, detetive ou enxerido.


Placa70.png

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 70's!
Provavelmente ele se refere a coisas daquela época, tais como ABBA, Village People e Bee Gees.

Cquote1.png Esse logo é a prova que na Globo só tem trepação! Cquote2.png
Alborghetti sobre O Rebu

Cquote1.png Você quis dizer: Urubu? Cquote2.png
Google sobre O Rebu

O Rebu foi uma telenovela brasileira produzida pela Rede Globo e exibida de 4 de novembro de 1974 a 11 de abril de 1975, no ingrato horário das 22h. Teve 112 capítulos. Os desenhos da abertura foram criados por Marguerita Bornstein, uma autora de gibis pornográficos sem tamanho, a julgar pela imagem de abertura.

Foi uma das novelas mais inovadoras da história, por utilizar a técnica de Dragon Ball Z dos cinco minutos mais longos do universo, pois dos 112 capítulos, 90% se deu em apenas um dia e o resto em um outro dia, totalizando APENAS 2 dias completos. Não sabemos bem como dividir e fazer essas contas, mas o Freeza, que fez uma participação especial secreta na novela, saberia explicar de boa.

Sinopse[editar]

Sim, acredite, essa foi a primeira novela a perguntar primeiro "QUEM MORREU?". E o drama durou quase 30 capítulos (pois é, demora pra tirar um corpo de uma piscina).

A história da novela revela que a polícia brasileira já foi mais eficaz nos anos 70 do que hoje em dia, pois descobriu o mistério em menos de 2 dias (mesmo que pra muitos tenha durado mais de 112 dias, pois sabe-se lá como enfiaram os dois dias em volta de 112 capítulos). Hoje em dia só se descobre rapidamente desse jeito casos em que policiais tenham sido mortos sob suspeita de terem sido assassinados por "colegas de farda corruptos", usando sempre como culpado um parente deles que deu a doida e saiu brincando de Duke Nukem 3D e depois se matou.

Em sua mansão no Alto da Boa Vista, no Rio de Janeiro, o banqueiro Conrad Mahler (Ziembinski) organiza uma festa para recepcionar a princesa italiana Olympia Buoncompagni (Marília Branco). A festa foi foda pra caramba, só que no outro dia, após todo mundo finalmente acordar da ressaca, descobrem um cadáver boiando na piscina da mansão feito merda mole. E assim começa mais uma daquelas investigações policiais típicas de novelas da Globo.

A festa teve 24 convidados (isso já atesta a sexualidade do Conrad), e todos eram suspeitos de serem o assassin... espere um pouco... todos também eram "suspeitos" de serem a vítima. Pois é, durante vários capítulos deixaram o cadáver lá, boiando. E pelos cabelos extracurtos já se imaginava que podia ser um homem, claro... só que no transcorrer da novela mostraram que no meio da festa as mulheres estavam com uma brincadeira estranha de cortar seus cabelos e se vestirem de homem (sabão no ar?). Por fim se descobriu que realmente era uma mulher: Sílvia (Bete Mendes, quando ainda era comestível).

Só no fim se descobriu enfim quem foi o matador: o próprio Conrad Mahler. Motivo? É que Sílvia vivia dando pro seu "protegido" Cauê (Buza Ferraz), por quem ele era apaixonado (sim, foi um crime passional homossexual!).

Essa novela só foi legal mesmo porque a trilha sonora nacional era com Raul Seixas, senão eu nem ia falar dessa merda.

OK, isso soou bem retardado. Dane-se!

Trilha sonora[editar]

Nacional[editar]

  1. Como Vovó Já Dizia – Raul Seixas
  2. Porque – Sônia Santos
  3. Planos de Papel – Alcione
  4. Catherine – Orquestra Som Livre
  5. Murungando – Betinho
  6. O Rebu – Orquestra Som Livre (tema instrumental de abertura)
  7. Salve a Mocidade – Elza Soares
  8. Um Som Para Laio – Raul Seixas
  9. Se a Rádio Não Toca – Fábio
  10. Água VivaRaul Seixas
  11. Tema Dançante – Orquestra Som Livre
  12. Vida a Prestação – Trama
  13. Senha – Orquestra Som Livre
  14. Trambique – João Roberto Kelly

Internacional[editar]

  1. Le Premier-Pas - Claude-Michael Schomberg
  2. The Bitch is Back - Elton John
  3. Sweet Was my Rose - Velvet Glove
  4. Working in the Hacienda - Daniel Sentacruz Ensemble
  5. Anima Mia - I Cugini di Campagna
  6. I Wanted You - Hudson Ford
  7. Sticks and Stones - Moon Williams
  8. Make It Easy on Yourself - Oscar Toney Jr.
  9. (Melô da Noturna) Party Freaks - Miami
  10. You Are a Song - Jim Weatherly
  11. Goodbye is Just Another Word - Lobo
  12. Swanee - Al Morrison
  13. The Trouble With Hello is Goodbye - Sérgio Mendes & Brazil 77
  14. Bird of Beauty - Stevie Wonder