Oaxaca (estado)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nota: Oaxaca pode ter outros significados, para chechecá-los, consulte Oaxaca (desambiguação).


Cquote1.png Mas que belo estado! Próspero e seguro! Principalmente as suas minas de petróleo Cquote2.png
George W. Bush sobre Oaxaca

Cquote1.png As vezes eu imagino que Dom Quixote ao invés de ir salvar Dulcinea, deveria salvar esse pobre estado Cquote2.png
Miguel de Cervantes sobre Oaxaca

Oaxaca (pronuncia-se Guajaca) é um estado rebelde (não no sentido RBD da palavra) do México e seu sonho é ser um dia igual a Guatemala, um pedaço de terra esquecido na não muito longe América Central, o governo mexicano porém, está fazendo de tudo para o bem da centro-americana Oaxaca.

História[editar]

Um dos inúmeros políticos conservadores de Oaxaca.

Os primeiros vestígios em Oaxaca são das antigas tribos sem lei que se matavam por ali, entre os antigos habitantes se destacou o "El Lagarto" que liderava um furioso exército de canibais tupi-guarani que nunca foi derrotado pelas potências maias ou astecas. Já começava nessa época, o espírito separatista em Oaxaca.

Entra espanhol, sai espanhol, surge o autointitulado Rei Flavio Sosa III, o líder da força revolucionária Associação de Pais e Poliglotas de Oaxaca (APPO) que entre boicotes e manifestação políticas combate o império de Tenochtitlan liderado por Darth Vader.

Esse plano separatista falhou quando os espanhóis começaram a manter relações sexuais com as mulheres maias, e com o tempo já era difícil saber quem é quem, a única coisa que sobrou foram atores e atrizes mexicanos e a Revolução de Oaxaca não sabia mais quem era espanhol. A APPO, porém, continua a existir.

Pouco antes da famosa Revolução Mexiacana, um caipira chamado Benito Juárez cativou Miguel Hidalgo, o líder da revolução que procurava por um general em Oaxaca. Hidalgo, assim que viu a forma como Benito lutava com seus porcos na lama, o escolheu para liderar o exército insurgente em Oaxaca, restaurar a ordem no estado e expulsar os céticos e políticos conservadores. Como todos sabem, houve a vitória dos revolucionários, mas nada mudou.

Benito, o Aquiles Mexicano, foi morto durante uma das batalhas de Oaxaca, quando uma lança asteca atravessou o seu abdome atingindo seu apêndice matando-o. Hoje em Oaxaca, o apêndice é chamado de "Apêndice de Juárez".

Política[editar]

Com o auxílio das verbas dos traficantes de Chiapas e Michoacán, um movimento separatista age em Oaxaca. Só por birra, desrespeitam todas as recomendações que saem da Cidade do México.

Recentemente ocorreu um caos urbano quando o governo central cortou o fornecimento da "Bolsa Tequila" às famílias pobres do estado. A população inteira promoveu uma marcha à Cidade do México para quebrar o que houvesse pela frente.