Oregon

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/pt/9/95/George_Batata_Washington_Picture_and_Biography.gif}} Cquote1.png Você quis dizer: O Acre americano Cquote2.png
Google sobre Oregon
Cquote1.png Eu nunca vi!!! Cquote2.png
Stevie Wonder sobre o Oregon
Cquote1.png Olha Marge estão falando do nosso estado na televisão Cquote2.png
Homer Simpson sobre Oregon


Oregon é um estado do oeste americano, conhecido por ser o líder nacional na produção de orégano e outras ervas, também é conhecido como Acre americano.

História[editar]

Um ponto longínquo no Oregon, acredita-se que aí foi encontrado um castor mutante

O Oregon inicialmente era habitado por diversas tribos indígenas que viviam em paz e harmonia com a natureza, até o triste dia em que Charles Bronson e seus amigos cowboys chegaram metendo bala em todo mundo e transformaram a região do Oregon em uma grande fazenda.

Como na região já tinha uma grande fazenda de milho, que era o Nebraska, os colonizadores sem idéias com o que fazer com aquele pedaço de terra resolveram plantar o que tinha sobrado no caminhão do verdureiro: orégano.

Desde então o estado se tornou líder na produção de orégano e outras ervas medicinais. O Oregon é responsável pela exportação desse condimento para a fabricação de pizza no Habib's, apesar de Barack Obama não gostar muito de coisas árabes.

Geografia[editar]

O Oregon é mais um quadrado dentro dos Estados Unidos. Seu território é formado por florestas. Muita floresta. Põe floresta nisso. Metade do estado é ocupado por florestas. A população do local inclusive não aumenta para não acabar com as florestas.

Economia[editar]

A economia desse estado ainda se baseia no comércio de pele de castor, por isso o Oregon tem o codinome "The Beaver State". O plantio da erva sagrada também movimenta o PIB local. Embora ele pareça um lugar bonito de se viver, os castores e os ecologistas garantem que não.

Símbolos[editar]

  • Cognome: The Beaver State
  • Peixe: Salmão
  • Lema: Alis volat propriis (do latim: Ela voa com suas próprias asas, o que também não faz sentido algum)