Os Paralamas do Sucesso

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Placa80.svg Este artigo discute coisas intrínsecas aos anos 80's!

Se você teve infância naquela época, certeza que quase morreu engasgado pela Bala Soft.

Os Paralamas do Sucesso
Paralamas.jpg
Os caras que vieram do Acre
Origem link={{{3}}} Acre Acre, Brasil
Gênero Musical pop/rock/ska/punk/hippie
Álbum mais Vendido Severino
Maior Sucesso "Fuscão Preto"
Integrantes Professor XavierHerbert Vianna, Bi Ribeiro, João Barone
Influências Bob Marley, Mussum, Sérgio Mallandro (Rá!)
Vícios Ranho
Cafetão/Produtor anos 80

Cquote1.svg Você quis dizer: The Police Cquote2.svg
Google sobre Os Paralamas do Sucesso
Cquote1.png Eu não olho mais pra ele. Cquote2.png
Meninas do Leblon sobre Herbert Vianna com óculos
Cquote1.png É uma alegria acima das palavras... Cquote2.png
Herbert Vianna sobre qualquer coisa.

Os Paralamas do Sucesso também conhecida como Linkin Park brasileiro são uma banda de pop/rock/ska/punk/hippie que teria surgido no Acre na década de 1970, apesar de ser considerada um sucesso típico dos anos 80.

História[editar]

Os amigos Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone, junto com o cachorro Pinga e o papagaio Louro José resolveram se juntar para tocar na garagem da casa de Barone, no subúrbio de Rio Branco, clássicos da MPB e da Brega Music.

Pinga acabou sendo atropelado por um caminhão de lixo, e Louro José decidiu vir para São Paulo tentar a sorte na cidade grande. Os remanescentes continuaram animando bailões e festas de batizado, casamento, velórios e aniversários de 15 anos, com o nome de "Banda dos 3 amigos". O nome era muito fraco, e quando eles foram tentar convencer as gravadoras locais a darem uma força pro trabalho deles a primeira coisa que ouviam era "Troquem essa merda de nome antes de qualquer coisa".

Paralamas do Sucesso

Então que Herbert teve a ideia. A garagem de Barone era atrás da casa dele, onde funcionava o ferro-velho (e desmanche clandestino) da família. Herbert perguntou: "Barone, o que vende mais aqui nessa bosta? Que peça faz mais sucesso entre os clientes?" e Barone respondeu: "O que mais vende é paralamas de Fusca, porque é mais barato trocar a peça do que mandar arrumar. Os paralamas é que fazem sucesso". Daí que surgiu o nome "Paralamas do Sucesso".

Primeiro disco[editar]

Os integrantes conseguiram juntar uma grana e gravar um LP com 6 faixas:

  1. "Menina Veneno"
  2. "O astronauta de mármore"
  3. "Você é doida demais"
  4. "Fuscão Preto"
  5. "Pobre Menina"
  6. "Simca Chambord"

O LP, chamado de "Os Paralamas do Sucesso", não tinha a faixa número 6 porque eles achavam que era coisa do Capeta, e as faixas 4 e 7 eram baseadas em carros que Barone tinha no seu ferro-velho.

Discografia Completa[editar]

  • 1980 - Os Paralamas do Fracasso
  • 1983 - Cinema Surdo-Mudo
  • 1984 - O Tombo do Lui
  • 1986 - Seu Walter?
  • 1987 - Paralamas - Ao Vivo em Carapicuíba
  • 1988 - Pira Pora ou Nhem-Nhem-Nhem
  • 1989 - Big Bang-Bang à Italiana
  • 1990 - Arquivo Xis
  • 1991 - Os Bagos
  • 1994 - Severino de Aracaju
  • 1995 - Vamo Batê Punheta
  • 1996 - Dezenove Meia-Luas
  • 1998 - Hey Jude
  • 1999 - Acústico EmpTV
  • 2000 - Arquivo Xis II - A missão
  • 2002 - Longo Retorno ao Caminho das Pedras
  • 2004 - Uns Meses - Ao Vivo em Pelotas
  • 2005 - Hoje é dia de Maria
  • 2006 - Refil
  • 2007 - Rock na Lama I
  • 2009 - Pau Brasil Adentro
  • 2010 - Paralamas & Richard Clayderman interpretam Calypso
  • 2011 - Paralamas & U2, um Tributo à Nelson Ned
  • 2012 - Paralamas, Sandy, Dado Dolabella & Cumpádi Washington, um tributo a Plácido Iglésias
  • 2014 - Ao Morto No Monoshow
  • 2017 - Sinais do Não
  • 2020 - De Volta Pro Futuro

Ver também[editar]