Ossétia do Norte-Alania

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Ossétia do Norte-Alania (em russo, Oceтя дo Нopтe-Aлaня) foi uma fusão recente entre as repúblicas de Ossétia do Norte e Alania.

História (Ossétia do Norte)[editar]

Símbolo Nacional!

Ossétia do Norte durante a antiguidade foi aquela típica região onde não havia ninguém, além de algumas tribos espasas.

A Ossétia foi povoada somente quando os georgianos em sua luta pela sua culinária de grelhados, migraram das tradicionais regiões azeris e fundaram a República do George Foreman Grill.

Com a criação do Império Russo, a Geórgia foi vítima de conquista russa, porém a região da Ossétia do Sul resistiu bravamente à culinária vodkaísta russa e se manteve como Geórgia, a parte norte, não tinha uma bandeija coletora de gordura e se tornou solo russo.

A partir de então a Ossétia do Norte

História (Alania)[editar]

Assim como a antiguidade da Ossétia, tal como a época moderna, a Alania também nunca foi povoada e nunca passou de um território russo abandonado. Certo momento, Alanis Morissette comprou aquela república por 1 milhão de rublos e alocou ali, além de todo seu staff, seus fãs como população.

Fusão[editar]

A união aduaneira entre George Foreman e Alanis Morissette.

O povo da Ossétia do Norte, devido a proximidade com a Alania, passou a ter gosto pelas músicas bregas de Morissette, o povo de Alania por sua vez também começaram a apreciar os grelhados ossetianos. Em convenção inétida, os líderes George Foreman (Ossétia do Norte) e Alanis Morissette (Alania) concordaram em fundir a região e fortalecar a relação econômica CD de Alanis/grelahdos, hoje livre de impostos.

Etnia[editar]

Formado por georgianos tiozões de churrasco na Ossétia e alanienses fãs alienados de músicas horríveis na Alânia.

Ver Também[editar]