Pêssego

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bambu.jpg Este artigo faz parte do incrível mundo Vegetal Folhoso

Este vegetal foi certificado pelo Greenpeace sendo livre de agrotóxicos e outras pragas nocivas.


Pêssego
Um pêssego bem cuidado e suculento
Um pêssego bem cuidado e suculento
Classificação científica
Reino: Plantinhas
Superdivisão: Plantas com esperma
Divisão: Anjo esperma
Classe: Eudissecotia
Subclasse: Rosinhas
Ordem: Rosanas
Família: Roçaeae
Gênero: Proânus
Espécie: Damasco
Proânus perseguida

Cquote1.png Experimente também: Princesa Toadstol Cquote2.png
Sugestão do Google para Pêssego.
Cquote1.png Eu como esse pêssego aí de cima. Cquote2.png
Luigi.
Cquote1.png É..? Cquote2.png
Corno Mário sobre frase acima.

Pêssego é aquela fruta em formato de bundinha que se você cristalizar ela fica toda deslumbrada e brilhante, porém horrível. Só ela se gosta cristalizada, quem a come prefere ao natural. A maioria das pessoas gosta, sem que sua grande concorrente a nactarina a substitua, tanto é que as pessoas chegam a pensar que a nectarina é um enxerto do pêssego, mas não é, e isso é garantido pelos agricultores agrônomos, nutricionistas, biólogos e pelo paladar gargalo de quem entende de sabores.

Pêssego como bebida[editar]

Pêssegos após uma surra.

O pêssego não quis aceitar ser feito de bebida porque sendo essa fruta tão sensível alegou que não queria ser responsável pela embriaguez de ninguém. Nem com garantia de que o teor seria baixo ele aceitou, e os produtores não queriam saber de suco de pêssego porque perdia pra suco de uva, morango, maracujá, laranja, etc. Isso porque a maioria gosta de ficar com aquela suaburra saburra na língua deixada por esperma essas frutas como uma camada mais grossa, isso também não era favorável ao limpador de línguas. Mas quem acabou por convencer o pêssego a ser bebida alcoólica, foi justamente um grande bebum que havia acabado de ter uma grande ideia para uma mistura de pêssego: ele percebeu que havia um suco do pêssego que era desperdiçado no depósito, um líquido laranja/marronzado, que sobrava da colheita porque alguns pêssegos eram machucados: eles são mesmo muito biba sensíveis, e o produtor ameaçou contar que do pêssego também saía aquele líquido, as frutas alaranjadas acreditaram e ficaram desesperadas, acabando por concordar. E desse líquido surgiu a nojenta bebida.

Pavê[editar]

Nem venha me dizer que pavê é sobremesa de pobre porque todo o mundo gosta desse troço, e o pêssego, todos concordam também, é o que mais combina com essa mistura. Deve ser pra compensar: iogurte é melhor de porricilina morango, ou qualquer outro menos de pêssego, para bebida alcoólica é mais uva, para suco, maracujá é melhor (e o cu também), pra alguma outra coisa fora ser devorada toda(ui!) essa fruta deveria servir.

Para montar o pavê é bem simples: primeiro tem que picar bastante o pêssego: ele adora ser picado. Depois de mergulhar aquela simpática bolachinha que sozinha não vale muita coisa, na calda do pêssego (ele também adora ser conservado), daí pega o creme, aquele mesmo que você enfiou o dedo sem tua mãe ver, isso depois de tirá-lo desse lugar. Daí monta em sessões ou camadas porque senão não seria pavê, que é do lindo e fresco idioma Francês: dividido em partes ou algo assim. Se pêssego disser que não é fresco está mentindo , tanto é que assim com a nêspera, ele é rosaceae(ai, ui), portanto nem-espere que ele não seja uma autêntica fruta.

Apesar da aparência, pêssego não costuma ter gosto de bunda... ou tem dependendo do lado que você morder. Apesar de toda essa aparente exigência, pêssego é fácil de cultivar e fica todo feliz, desde que você não machuque muito sua pele delicada...

...não, não, não vou fazer. Tá bom: uuuuuuuuuiiiiiiiiii!!!